Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Acessibilidade > Perguntas Frequentes > Prouni > Reclassificados do ProUni têm até hoje para confirmar dados
Início do conteúdo da página

Ministro encontra bolsistas do ProUni

O ministro da Educação, Fernando Haddad, participa neste sábado, 29, às 14h, no Sesc de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, de encontro com os estudantes bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni) do estado. O evento integra as atividades do Fórum Mundial de Educação da Baixada Fluminense, que este ano tem como tema a educação cidadã.

O Rio de Janeiro tem hoje 29.546 bolsistas do ProUni que estudam em 70 instituições de ensino superior privadas do estado. A maioria dos alunos, 26.454, estuda com bolsa integral, que cobre 100% da mensalidade escolar; e 3.092 têm bolsa parcial de 50% da mensalidade. Dados da Secretaria de Educação Superior do MEC indicam que, até o final de 2008, cerca de 4.500 bolsistas concluirão seus cursos no estado. O ProUni foi criado em 2004 e concedeu as primeiras bolsas de estudo no primeiro semestre de 2005. Hoje, o programa tem 310 mil alunos estudando com bolsas em instituições de todo o país.

De acordo com o presidente da União Estadual de Estudantes do Rio de Janeiro (UEE-RJ), Daniel Iliescu, a entidade promoveu cerca de 50 pré-encontros para ouvir os bolsistas do ProUni e preparar a reunião com o ministro da Educação. Iliescu adianta que a UEE-RJ considera o programa uma política pública avançada, mas que ainda pode ser melhorada. A evasão foi um dos principais problemas que Iliescu encontrou entre os bolsistas, que alegam dificuldades financeiras para cobrir gastos de manutenção — moradia, alimentação, passagem, materiais didáticos —, e que constitui motivo de abandono do curso. Na reunião com Haddad, os alunos vão apresentar a Carta de Nova Iguaçu, com sugestões de aprimoramento do ProUni.

Esta é a segunda vez que Haddad reúne-se com os alunos custeados pelo programa. Em 24 de novembro de 2007, o ministro participou de encontro com os bolsistas do estado de São Paulo.

Financiamento Estudantil — No mesmo evento, Haddad vai anunciar mudanças no Financiamento Estudantil (Fies), que passarão a valer no processo seletivo do segundo semestre deste ano. As novas regras permitem que alunos do ProUni com bolsas parciais de 50% da mensalidade possam financiar a outra parte da mensalidade; o prazo para quitação do empréstimo dos alunos do Fies passa a ser duas vezes o de duração do curso; a taxa anual de juros para as carreiras prioritárias como as licenciaturas, pedagogia, normal superior e as de tecnologia cai de 6,5% para 3,5%; passa a valer a opção do fiador solidário, compromisso entre um grupo de até cinco estudantes.

Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página