Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Acessibilidade > Dicionário Eletrônico
Início do conteúdo da página

Bolsistas do ProUni aproveitam a oportunidade

É a chance de freqüentar uma instituição de ensino superior particular de qualidade, sem precisar prestar vestibular várias vezes até conseguir entrar – se conseguir. Os jovens bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni) vêem assim a oportunidade que tiveram.

“Se eu não tivesse a bolsa, passaria um ano fazendo cursinho e tentaria a universidade pública mais uma vez”, diz Elenice Ludovina da Silva, 22 anos, aluna de farmácia, da Universidade Metodista de São Paulo. Em sua turma, há cinco bolsistas do ProUni. Dois deles têm as melhores notas. “Damos mais valor, pela própria chance”, conta ela, que passou de ano sem ficar com dependência.

O programa distribui bolsas integrais e parciais, no valor de 50% da mensalidade, para estudantes de graduação e seqüenciais de formação específica em universidades privadas. Este ano, na primeira edição, beneficiou 112 mil alunos de baixa renda, em 1.142 instituições particulares e filantrópicas parceiras do Ministério da Educação. A proposta cumpre com a meta do Plano Nacional de Educação, que pretende, até 2011, absorver 30% da população da faixa etária de 18 a 24 anos no ensino superior.

Vivian Santos, 24 anos, é uma dessas pessoas. Filha de faxineira, em sua família poucas pessoas cursaram o nível superior. “Minha vida melhorou muito culturalmente e existe a expectativa de fazer estágio no próximo ano”, comemora a estudante de arquitetura e urbanismo da Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Ela optou por unir o útil ao agradável. Queria uma profissão que ganhasse mais no mercado de trabalho do que Letras, sua opção inicial, e que também pudesse desenhar.

Requisitos – Para participar do ProUni, o estudante deve ter freqüentado o ensino médio em escola pública ou em escola particular com bolsa integral; ter prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); possuir renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo para bolsa integral e renda familiar de até três mínimos por pessoa para bolsa parcial.

Em 2006, serão ofertadas 130 mil bolsas, o que representa acréscimo de 18 mil em relação à primeira edição. Estarão disponíveis para o primeiro semestre mais de 90 mil. Destas, cerca de 62 mil são integrais e 27 mil, parciais. Os candidatos têm cinco opções de cursos e instituições e podem alterar a escolha até 2 de janeiro de 2006. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, na página eletrônica do ProUni.

Repórter: Raquel Maranhão Sá

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página