Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Acessibilidade > Perguntas Frequentes > Prouni > Bolsistas do ProUni têm as melhores notas no Enade 2006
Início do conteúdo da página

São Paulo e Minas têm o maior número de bolsas do ProUni

Foto: Wanderley PessoaSão Paulo é o estado com maior número de bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) oferecidas para o segundo semestre deste ano. São 6.598 bolsas integrais e 2.286 parciais, num total de 8.884, cerca de 19% das oferecidas em todo o país (47.059). Minas Gerais é contemplada com 7.119 bolsas, das quais 4.824 integrais e 2.295 parciais. O número de bolsas oferecidas em cada estado pode ser acessado na página eletrônica do ProUni.

O ProUni possibilita o acesso de milhares de jovens de baixa renda à educação superior. O programa concede bolsas integrais e parciais a estudantes de cursos de graduação e seqüenciais de formação específica em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, oferece isenção de tributos àquelas que aderirem.

No primeiro semestre deste ano, foram ofertadas 91.609 bolsas, das quais 63.536 integrais e 28.073 parciais. Para São Paulo, foram 27.891; Paraná, 10.115, e Minas Gerais, 9.731. Os municípios com maior número de bolsas do programa foram São Paulo, com 10.967, e Curitiba, 6.249.

O ProUni também chegou a pequenas cidades, como Trindade, Goiás, com seis bolsas. Os municípios de Coxim (Mato Grosso do Sul), Morrinhos e São Miguel do Araguaia (Goiás), São Félix do Coribe (Bahia), Paraopeba e Carlos Chagas (Minas), Pedra Preta (Mato Grosso), São Félix do Xingu (Pará), Manoel Ribas e Rosário do Ivaí (Paraná), Montenegro, Antônio Prado e Ibirubá (Rio Grande do Sul), Machadinho D’Oeste (Rondônia) e Campos Novos (Santa Catarina) receberam uma bolsa cada um.

Enem — Podem concorrer às vagas do ProUni estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou em escolas particulares com bolsas integrais, além de professores da rede pública sem curso de graduação. Todos devem ter feito o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2005 e obtido nota mínima de 45 na prova escrita e na redação. É também requisito ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio (R$ 525,00), para concorrer à bolsa integral, ou de até três salários mínimos por pessoa da família (R$ 1.050,00), para a de 50%.

As inscrições referentes às vagas do segundo semestre começaram no dia 22 deste mês e estarão abertas até o dia 16 de junho. O candidato deve digitar o número da inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o CPF. Na mesma página eletrônica estão os dados de oferta de bolsas relativos a este ano e ao ano passado.

Repórter: Susan Faria

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página