Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação tecnológica

Prêmio Técnico Empreendedor exalta o empreendedorismo

  • Sexta-feira, 03 de setembro de 2010, 16h27
As inscrições para o Prêmio Técnico Empreendedor foram prorrogadas até 8 de outubro. Alunos de cursos técnicos e tecnológicos de instituições públicas de educação profissional e tecnológica podem dirigir-se a qualquer agência do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para se inscrever e entregar seus projetos. A iniciativa é uma ação conjunta entre os Ministérios da Educação, Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Sebrae e Banco do Brasil.

Os estudantes podem concorrer nas categorias técnico (nível médio) ou tecnológico (nível superior) e optar pelos temas inclusão social, cooperativismo ou livre. A avaliação dos projetos por comissões julgadoras será feita em duas etapas: regional e nacional. Serão vencedores da etapa regional 90 projetos. Mas na etapa nacional concorrerão apenas 18. A divulgação dos resultados da etapa regional será feita de 3 a 5 de novembro. Já o resultado da etapa nacional será divulgado em 16 de novembro. A premiação será em Brasília, no dia 7 de dezembro.

O primeiro colocado receberá R$ 8 mil, o segundo R$ 6 mil e o terceiro R$ 4 mil. Já os professores orientadores desses projetos receberão R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, pelo primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente.    

Tradição – Uma equipe do campus Aracaju do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe já foi premiada por três vezes consecutivas. Em 2007, conquistou o terceiro lugar com o projeto de uma cooperativa de alimentação solidária para o município de Lagarto. Em 2008, também levou o terceiro lugar, com uma cooperativa de prestação de serviços.

Em 2009, a equipe foi premiada também com o terceiro lugar com o projeto Cooperativa Educacional Sopa de Letrinhas. Segundo Josiene Feerreira Santos Lima, uma das integrantes da equipe, essa cooperativa será uma opção em serviços de recreação e alfabetização de crianças. O objetivo é contribuir para a formação de novos leitores dessa faixa etária, valorizando suas identidades regionais. Pretende-se também promover, dessa forma, a inclusão social dos trabalhadores da feira do município de Lagarto.

A cooperativa será formada por professoras (profissionais que receberão uma renda de dois salários mínimos) e atenderá crianças de 3 a 10 anos de idade, no período da tarde e da noite. Este e todos os outros projetos concorreram na categoria tecnólogo e no tema cooperativismo.

Ana Júlia Silva de Souza
X
Fim do conteúdo da página