Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Proposta de novas normas para a formação do professor avança
Início do conteúdo da página
Educação básica

Dirigentes municipais têm papel relevante na melhoria do Ideb

  • Segunda-feira, 04 de maio de 2009, 13h58

Curitiba — A importância do trabalho dos dirigentes municipais para elevar o índice de desenvolvimento da educação básica foi ressaltada nesta segunda-feira, 4, em Curitiba, no primeiro dia de encontro que reúne cerca de 1,3 mil secretários de educação. Destinado a orientar gestores municipais sobre as iniciativas capazes elevar o índice, o encontro foi articulado pelo Ministério da Educação e pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).


O desempenho dos dirigentes será fundamental para melhorar a vida dos estudantes nos municípios considerados de atendimento prioritário pelo MEC, segundo a secretária de educação básica, Maria do Pilar Lacerda. “Nós temos uma dívida educacional e esta é a oportunidade de fazermos a diferença”, disse. São considerados prioritários os municípios que em 2005 tiveram desempenho abaixo de 3,8 (então, a média nacional) no índice e os que ficaram baixo de 4,2 em 2007. No total, são 1.822 municípios prioritários, a maioria localizada no Nordeste.


O cálculo do Ideb é feito com base nas taxas de rendimento escolar (aprovação e reprovação) e no resultado da Prova Brasil. Para auxiliar os gestores municipais, o MEC enviou às escolas e às secretarias de educação, no início do ano, documentos (matrizes) com orientações relativas à avaliação.


Para a secretária de educação de Cedro de São João (SE), Liege Messias dos Santos, o trabalho com as matrizes será fundamental. “Já distribuímos as matrizes para os professores de português e matemática e pretendemos fazer um teste simulado em julho”, disse. O município é considerado prioritário por ter índice, nos anos iniciais do ensino fundamental, abaixo da média 4,2. “Vamos ter dois meses de trabalho para modificar o que foi feito de errado”, afirmou Liege.


O MEC enviará aos municípios um modelo da Prova Brasil para que os professores saibam que tipo de questões será cobrado na avaliação prevista para outubro. Este ano, ela será feita em 60 mil escolas e envolverá seis milhões de estudantes. Segundo Maria do Pilar, o modelo estará na página eletrônica do MEC em 15 dias.

Assessoria de Imprensa da SEB

Assunto(s): Educação básico , melhoria , ideb
X
Fim do conteúdo da página