Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação superior

País pode abrir mais de 10 mil vagas de residência médica

  • Terça-feira, 14 de maio de 2013, 17h30
Todas as universidades federais têm metas para expandir as vagas de residência nos cursos de medicina. A afirmação foi feita pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante audiência pública nesta terça-feira, 14, na Comissão de Educação do Senado Federal. De acordo com ele, a estimativa é ampliar para mais de 10 mil vagas nas regiões mais demandadas do país.

O ministro comentou o déficit de médicos no país, principalmente em regiões mais carentes. Segundo ele, o governo federal ainda está finalizando o acordo para trazer médicos do exterior. A proposta que o governo federal está analisando prevê que esses profissionais trabalhariam exclusivamente no Sistema Único de Saúde (SUS), em áreas mais carentes. Os médicos estrangeiros teriam registro provisório de três anos para atuar no país. O processo seria acompanhado pelas universidades federais.

Mercadante também ressaltou que o Ministério da Educação tem fiscalizado com rigor os cursos de medicina. “O Brasil precisa de mais médicos, mas precisamos expandir com qualidade”, salientou o ministro.

A nova política de abertura de cursos de medicina estabelece critérios mínimos de demanda e infraestrutura. Os critérios serão divulgados no edital de chamamento público.

Paula Filizola
X
Fim do conteúdo da página