Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Educação e democracia
Início do conteúdo da página
Educação superior

Sede da Federal do ABC fica pronta em dois anos, mas aulas começam em agosto

  • Quarta-feira, 18 de janeiro de 2006, 14h40

Foto: Tereza SobreiraA Universidade Federal do ABC (UFABC) publicará edital, em abril, para a construção de sua sede. O valor da licitação será de R$ 60 milhões a R$ 80 milhões, segundo o reitor Hermano Tavares. Antes, será concluído o projeto arquitetônico da universidade, que tem área de 40 mil metros quadrados, em Santo André (SP).

Segundo Hermano Tavares, o prédio ficará pronto em dois anos, mas em julho próximo, a universidade fará seu primeiro vestibular, com 1.500 vagas. “Vamos alugar um prédio em Santo André para que as aulas comecem em agosto”, explicou. A universidade tem R$ 48 milhões, repassados pelo MEC, para investimentos este ano. De acordo com o reitor, será publicado esta semana, no Diário Oficial da União, o edital do concurso, com 60 vagas para técnicos administrativos. “O concurso para contratação de 120 professores será divulgado em 40 dias”, disse. As contratações da categoria devem ser efetivadas até 30 de maio.

Tereza SobreiraArquitetura – A equipe do arquiteto paulista Claudio Libeskind, vencedora do concurso do ante-projeto arquitetônico para a construção da sede da UFABC, recebeu o prêmio de R$ 30 mil nesta quarta-feira, 18, em Brasília. O projeto definitivo começa a ser feito na próxima semana. “É um orgulho participar do crescimento das universidades federais”, disse Libeskind, que já trabalhou com projetos arquitetônicos na área de educação no Brasil e também fez sucesso na profissão enquanto morou na Itália e Espanha, na década de 80.

Ele disse que o foco do projeto arquitetônico da UFABC é o planejamento urbanístico. A idéia é facilitar o acesso à universidade, principalmente de pedestres, numa área com poucas passagens e entradas para os usuários. Além de salas de aula e laboratórios, a universidade terá três praças, torre mirante, teatro, cinemas e bibliotecas, rampas, banheiros específicos e outras facilidades para portadores de deficiência.

“A UFABC é um sonho que está se tornando realidade”, disse o prefeito de Santo André, João Avamileno. O secretário de Educação Superior do MEC, Nelson Maculan Filho, explicou que este concurso foi o primeiro de vários no Programa Expandir do governo federal, que está criando dez universidades federais e 42 campi.

O segundo lugar ficou com Paulo Henrique Paranhos (Brasília), cujo prêmio foi de R$ 20 mil; e o terceiro, com Vinicius de Andrade e Marcelo Moretin (São Paulo), que receberam R$ 10 mil. Os prêmios foram entregues no auditório do MEC. Mais informações no endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Repórter: Súsan Faria

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página