Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Acordo para apurar corrupção foi uma das primeiras medidas do Ministério da Educação
Início do conteúdo da página
Poesia

Recitais ajudam a melhorar a imagem de escola pública baiana

  • Quinta-feira, 02 de dezembro de 2010, 12h26
Estudantes da escola baiana participam de apresentação no Recital de Poesia: resgate da cidadania e retomada da autoestima (foto: arquivo da escola)Aprovada em concurso público na Bahia e nomeada, em 2004, para o Colégio Estadual José Bonifácio, no município de Governador Mangabeira, Patrícia Costa de Santana sentia-se incomodada com os comentários que ouvia sobre a escola. “Diziam que eu era maluca em trabalhar lá”, conta a professora, formada em letras vernáculas, com especialização em psicopedagogia. “Os alunos eram vistos de forma muito negativa.”

Para desmistificar a imagem do colégio e mostrar que os alunos tinham capacidade e criatividade, a professora decidiu lançar o Recital de Poesias, projeto tão bem-sucedido que já está na quinta edição. A cada ano é apresentando um tema diferente. Em 2010, o tema foi Álvares de Azevedo: o Poeta Maldito. “As poesias encantam e, a partir desse encanto, os estudantes conseguem ver a língua portuguesa e a literatura com outros olhos”, diz Patrícia. Ela dá aulas de português nas turmas de sétimo e nono anos do ensino fundamental e de segunda e terceira séries do ensino médio.

O projeto é desenvolvido com estudantes da segunda série do ensino médio, nos períodos matutino e vespertino. Além de declamação de poesias, os alunos, divididos em equipes, cuidam de diversas atividades relativas à apresentação de espetáculos, como cenário, figurino, som e fotografia. Também ficam responsáveis pela divulgação das apresentações em outras escolas do município, com entrega de folhetos e cartazes. Os estudantes da terceira série do ensino médio estão envolvidos no projeto com participações especiais.

Expectativa — O recital é realizado no Clube Municipal de Governador Mangabeira e em uma escola vizinha. “Já se tornou um evento esperado por todos”, destaca Patrícia. “Quando acabo de realizar um, os alunos já estão me procurando para saber o tema do próximo.”

Segundo a professora, o projeto mexe com os estudantes. “Eles me pedem nomes de autores para começarem a ler”, destaca. “Eu os pego lendo livros pela escola.”

De acordo com Patrícia, a partir do momento em que os alunos começam a descobrir a leitura e percebem, por meio dos textos, outros horizontes em suas vidas, sentem mais vontade de ir em busca dos sonhos e de transformar a realidade em que vivem. Muitos ex-alunos já estão na universidade, passaram em concursos ou exercem outras funções. Eles não deixam de expressar o quanto o projeto foi importante na vida de cada um.

A diretora da escola, Ioná Aragão, tem percebido maior interesse dos estudantes pela leitura e pela produção textual. “Há um entusiasmo na busca de conhecer novos autores, de saber novas histórias, de produzir contos, tanto por parte dos estudantes quanto dos colegas de trabalho, em especial os professores de língua portuguesa”, ressalta.

Importância — Para Ioná, que chegou à escola em 2001, como professora de ciências, o trabalho realizado por Patrícia é importante para toda a comunidade escolar. “Ela tem um dinamismo que contagia estudantes e colegas e até pessoas que não fazem parte do universo escolar”, salienta. De acordo com a diretora, todos acabam estimulados pela coragem e amor à educação demonstrados por Patrícia.

O uso de poesias na sala de aula tem contribuído, segundo Ioná, não só para estimular o entusiasmo pela leitura e pela escrita entre os jovens, mas também para o resgate da cidadania. Outro ponto que ela destaca é a retomada da autoestima dos alunos. “Eles passam a ser mais críticos, a se posicionar diante das situações e se tornam capazes e confiantes para resolução de situações-problema”, observa.

Além do Recital de Poesias, Patrícia desenvolve o projeto O Prazer da Leitura com Pedro Bandeira, nas turmas do sexto ao nono anos, com os demais professores de língua portuguesa da escola. O projeto tem o apoio do escritor paulista, autor de literatura juvenil mais vendido no Brasil. Como reconhecimento ao trabalho de Patrícia, ele enviou um vídeo à professora.

Fátima Schenini

Saiba mais no Jornal do Professor

Assunto(s): poesia , projeto , recital
X
Fim do conteúdo da página