Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Exposição divulga ações do Projeto Rondon
Início do conteúdo da página
Outras

Professores aprendem valores da cultura negra

  • Segunda-feira, 18 de abril de 2005, 14h35

Com o objetivo de enfocar a natureza do racismo na sociedade brasileira e difundir a cultura afrodescendente na escola, o Ministério da Educação promove oficinas pedagógicas sobre "Racismo e Educação". As aulas são dirigidas a 405 professores e coordenadores das 24 instituições operadoras do Programa Diversidade na Universidade, Projetos Inovadores de Cursos (PIC). As aulas iniciaram dia 15 de abril e vão até maio nos Estados do RJ, SP, MA, MG e BA.

As oficinas pedagógicas têm o objetivo de demonstrar a importância da temática racial no PIC, pois é um importante elemento de formação da consciência de pertencer a um grupo étnico, válido tanto para professores quanto para alunos. Os educadores debaterão a necessidade da inclusão do olhar acerca das diferenças raciais e do racismo, no tratamento com alunos desses cursos, produzindo diretrizes mínimas e propostas de atividades de abordagem da temática racial como conteúdo transversal e inovador dos cursos.

Segundo a coordenadora do PIC, Renata de Melo Rosa, muitos professores ainda não têm a compreensão da natureza do racismo na sociedade brasileira. "É importante que os professores construam um olhar mais atento quanto às questões de racismo", destaca a coordenadora. Renata explica, ainda, que um dos principais motivos da evasão escolar dos afrodescendentes é justamente a falta de identificação cultural dos alunos. "Os estudantes sofrem com a carência de representatividade e compreensão dos seus valores, em sala de aula, religiosidade etc".

As oficinas servem para sensibilizar e mostrar aos professores a existência de um movimento negro organizado e que deseja ser ouvido pelo Estado. "Os seminários têm como objetivo firmar a posição de um povo que existe e quer se fazer ser ouvido", observa Renata.

Além de Campo Grande, São Carlos (SP) e Viçosa (MG), que realizaram o seminário no último final de semana, estão agendadas as oficinas de Caxias (MA), nos dias 23 e 24. Em maio, serão realizadas oficinas nos estados da Bahia e Rio de Janeiro, e em cidades de São Paulo e Minas Gerais, que ainda aguardam definição das datas.

Repórter: Sandro Santos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página