Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Autorizada a construção do novo campus Maranguape, do Instituto Federal do Ceará
Início do conteúdo da página
Outras

Arca das Letras abre temporada de exposições do Palácio do Planalto

  • Sexta-feira, 20 de janeiro de 2006, 09h40

O Ministério do Desenvolvimento Agrário realiza no salão térreo do Palácio do Planalto, no período de 20 de janeiro a 2 de fevereiro, exposição sobre o Programa de Bibliotecas Rurais Arca das Letras. Composta por fotografias, xilogravuras, cordéis, vídeo e uma biblioteca completa, como as que são entregues às comunidades rurais, a mostra do Programa Arca das Letras é a atração de abertura da temporada de exposições do Palácio do Planalto. A exposição pode ser visitada das 9h às 18h, nos dias úteis, e de 9h30 às 13h, aos domingos.

As fotos contam um pouco da trajetória do programa, mostrando as etapas de execução – desde a fabricação das caixas-estantes por sentenciados das penitenciárias, os eventos de capacitação de agentes de leitura e de entrega das bibliotecas –, além de retratar as comunidades beneficiadas.

Lançado no final de 2003, o Programa Arca das Letras, da Secretaria de Reordenamento Agrário (SRA), tem o objetivo de incentivar a leitura no meio rural, por meio da implantação de bibliotecas em assentamentos da reforma agrária e do Programa Nacional de Crédito Fundiário, comunidades de agricultores familiares e de remanescentes quilombolas.

Nesses dois anos de atuação, o programa já implantou 1.369 bibliotecas em 16 estados brasileiros e capacitou 2.913 agentes de leitura, beneficiando 137.649 mil famílias rurais com a distribuição de 339.521 livros. As arcas também estão no Timor Leste e em Cuba, como cooperação técnica solidária.

Cada arca das letras é composta por cerca de 230 livros de literatura, didáticos e de pesquisa, nas áreas de educação, meio ambiente, saúde, agricultura e cidadania. Os acervos são formados especificamente para as comunidades rurais, que indicam os assuntos de interesse e os seus agentes de leitura – voluntários que atuam no empréstimo dos livros e no incentivo à leitura em suas comunidades.

Os móveis das bibliotecas são fabricados pelos sentenciados das penitenciárias de Petrolina (PE), Mossoró (RN) e Fortaleza (CE) e por alunos da Fundação Pão dos Pobres de Porto Alegre (RS). Os acervos são formados com títulos repassados por órgãos do poder público, especialmente os ministérios da Educação e da Cultura, além de livros doados por editoras, escritores, entre outros, obtidos em campanhas públicas de doação. O Programa Arca das Letras conta também com o apoio dos movimentos sociais, de prefeituras, ONGs e com a parceira do Banco do Brasil/Fome Zero, do Banco do Nordeste e do Ministério da Justiça/Depen.

Quem quiser doar livros para a campanha pode ligar para (61) 2191-9704 ou entregá-los no local da exposição. (Assessoria de Comunicação da SRA/MDA)

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página