Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
PDE

Encontro discute papel do professor no PDE

  • Sexta-feira, 07 de março de 2008, 12h59

Castro (PR) ― Uma das diretrizes do Plano de Metas do Compromisso Todos pela Educação estabelece que é preciso divulgar na escola e na comunidade os dados relativos à área da educação, com ênfase no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Pensando nisso e a fim de mobilizar os professores a participar efetivamente do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), a secretária de Educação Básica (SEB/MEC), Maria do Pilar Lacerda, conversou com 1,3 mil professores da rede municipal de Castro e da rede estadual do Paraná. O encontro ocorreu nesta sexta-feira, 7.

Antes da palestra, a professora da quinta à oitava série da rede estadual, Marlene Alves, nunca tinha ouvido falar do PDE e pensava que o Ideb era uma marca de computador. A professora de língua portuguesa, que ensina a alunos da sexta série e dos anos iniciais do ensino médio, Daniele Ferreira, também não sabia dizer o que era o Ideb ou PDE. A situação se repetiu com várias outras professoras ouvidas pela reportagem do MEC.

“O PDE é um plano do governo federal que reúne mais de 40 ações para melhorar a educação básica”, informa Pilar. A secretária explicou que o cruzamento dos resultados da Prova Brasil de 2005 com o censo escolar resultou num novo índice ― o Ideb ― capaz de medir a qualidade da educação básica das redes estaduais, municipais, federal e de cada escola, numa escala de zero a dez. Mais fácil de assimilar do que outros indicadores, o Ideb leva em conta o rendimento escolar de cada aluno e a freqüência. “Então, não adianta só aprovar o aluno. Se ele não estiver aprendendo, o Ideb vai indicar”, ressalta Pilar.

Os professores ficaram sabendo que a nota do Ideb é divulgada a cada dois anos. A próxima sairá em maio. “Todos precisam conhecer o Ideb da sua escola. A partir de maio, vocês poderão comparar os resultados de 2005 com os novos”, disse.

A secretária enfatizou a importância da responsabilização dos dirigentes políticos e da equipe escolar, e da mobilização de todos para a implementação das ações do plano e elevação da qualidade do ensino. “Todos que aderiram ao PDE se comprometeram a cumprir 28 diretrizes do plano de metas do Compromisso Todos pela Educação”, esclarece Pilar. A secretária destacou a importância de algumas delas, como o foco na aprendizagem e a alfabetização de crianças até os oito anos de idade.

Maria do Pilar também ressaltou a importância do trabalho empenhado dos professores e fez um apelo para que não se acomodem diante do fato de muitas crianças não estarem aprendendo. Na visão dela, é preciso garantir o acesso à escola e a qualidade do ensino a um só tempo. “O lugar do professor faz uma enorme diferença na vida do aluno”, afirmou. “O PDE não acontece se o professor não se envolver”, concluiu.

Além das informações sobre o PDE e o Ideb, as professoras Marlene e Daniele descobriram que seu papel é fundamental para uma educação muito melhor.

Maria Clara Machado

Leia mais...
Professor estimula potencial do aluno
Educação infantil é prioridade no Paraná
Fórum da Undime em Curitiba 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página