Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Redes terão Provinha Brasil em 2009
Início do conteúdo da página

ProUni quer dobrar número de inscritos

O Programa Universidade Para Todos (ProUni) já tem 618 mil inscritos. A meta do Ministério da Educação é dobrar o número de inscritos no programa em 2004, que atingiu a marca de 340 mil. As inscrições para o ProUni encerram no dia 2 de janeiro de 2006. Os resultados serão divulgados no dia 6.

Segundo o secretário executivo do MEC, Jairo Jorge da Silva, o aumento de 100% no número de inscritos revela a força do programa e o impacto que ele tem na sociedade. “O objetivo é gerar, no período de quatro anos, aproximadamente 450 mil novas vagas. Na primeira etapa, no ano passado, foram oferecidas 112 mil vagas. Agora, são 90 mil e, em julho, serão mais 40 mil, que totalizam aproximadamente 250 mil vagas apenas nos dois primeiros anos de existência do ProUni”, explica o secretário. Ele enfatiza que as vagas oferecidas são bem distribuídas por todo o país, em mais de 650 cidades brasileiras. Segundo ele, o fato está associado à meta do governo Lula de democratizar o acesso à universidade.

Jairo Jorge enfatiza que o desempenho dos alunos que entram na universidade por meio das vagas públicas oferecidas pelo ProUni, a jovens de baixa renda, indica, segundo pesquisas realizadas por várias instituições, que a média desses estudantes é, muitas vezes, superior à daqueles que podem pagar uma universidade. “São jovens que têm talento, capacidade e competência, mas não tinham a oportunidade que o ProUni está lhes dando”, afirma.

Oferta de vagas – O secretário alerta os estudantes, jovens e adultos, que estão participando do ProUni, para que estejam atentos à oferta de vagas. Ele salienta que é muito importante o estudante avaliar a sua nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) - que é a média aritmética da redação e da nota de conhecimentos - e comparar com a média do jovem que ocupou a última vaga, para ver se há condições de disputar o curso que escolheu. “É fundamental lembrar que todos têm oportunidade de fazer cinco opções, as quais podem ser alteradas a qualquer momento. Se uma instituição tem um grande número de inscritos e o estudante não tiver chance de ingressar, pode procurar outras universidades, que estão mais próximas da sua cidade ou que estão na região onde ele vive, e verificar no sistema outras ofertas de vagas”, ressalta.

Como participar – Para se candidatar a uma bolsa no ProUni, o estudante precisa preencher uma série de requisitos e verificar a lista das instituições privadas e filantrópicas que aderiram ao programa e quais os cursos que elas oferecem. A relação destas instituições estará disponível para consulta na página eletrônica do ProUni. Informações também podem ser obtidas pelo telefone gratuito 0800-616161.

Pode se candidatar ao ProUni o estudante que tiver participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente ao ano de 2005 e atingido pelo menos a nota de corte, que ainda não foi definida, mas deve ser igual à do ano passado: 45 pontos. Não são consideradas as notas de exames anteriores. Os resultados são usados como critério para a distribuição das bolsas. Assim, os estudantes com melhor desempenho terão mais chance de escolher o curso e a instituição.

Ao realizar a inscrição, o candidato terá cinco opções de cursos e instituições, podendo mudar a sua escolha até o último dia, 2 de janeiro de 2006. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, na página eletrônica do ProUni.

Repórter: Cristiano Bastos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página