Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação de jovens e adultos

Belém recebe delegações de todo o mundo para debater alfabetização

  • Segunda-feira, 30 de novembro de 2009, 09h49

Começa nesta terça-feira, 1º de dezembro, em Belém, a 6ª Conferência Internacional de Educação de Adultos (Confintea). Para a primeira edição do encontro na América do Sul, são esperadas cerca de 190 delegações, de todos os continentes.


Os participantes vão discutir a importância da educação de jovens e adultos no desenvolvimento global e detalhar temas como a alfabetização de adultos e as políticas públicas implementadas no mundo para estabelecer os marcos internacionais que balizarão essa modalidade de ensino até 2020.


O secretário de educação continuada, alfabetização e diversidade do Ministério da Educação, André Lázaro, lembra que a Confintea será realizada em um país do hemisfério sul, região que concentra o maior número de analfabetos entre pessoas jovens e adultas. “O debate internacional permite ampla troca de experiências entre países com realidades bem distintas. Os desafios são imensos”, disse Lázaro. “A Confintea certamente contribuirá para o debate técnico e político nessa área.”


Segundo Lázaro, o debate fortalecerá a educação de jovens e adultos em todo o mundo, em uma nova perspectiva. “A de que as questões do direito à educação, a educação para a paz e a sustentabilidade ocuparão um espaço relevante.”


Coordenada pelo Ministério da Educação e pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), a Confintea é um evento intergovernamental, realizado a cada período de 11 ou 12 anos, desde 1949. Os encontros anteriores foram realizados na Dinamarca, Canadá, Japão, França e Alemanha. A edição de Belém vai se estender até sexta-feira, 4.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página