Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Ministério da Educação investe R$ 44,2 milhões na construção de novas creches em Salvador
Início do conteúdo da página
Hospitais universitários

UFPE recebe equipamento de ponta para diagnóstico de câncer

  • Quarta-feira, 11 de outubro de 2017, 18h27

O Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE) é a primeira unidade de saúde pública do estado a lançar mão de um PET-Scan, mais moderno aparelho existente para diagnóstico de câncer. O equipamento foi inaugurado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, nesta quarta-feira, 11. Também foi entregue um aparelho de ressonância magnética e reabertos o centro cirúrgico ambulatorial, com quatro salas, e o bloco cirúrgico do hospital, com dez salas. O valor do investimento na reforma e ampliação foi de R$ 11,3 milhões.

“A inauguração do PET-Scan é da maior importância e vai mudar completamente as características deste hospital; vai fazer com que as pessoas mais carentes possam ter acesso a um diagnóstico preciso. É para isso que nós existimos como hospitais universitários, para formar os profissionais, sem esquecer que as pessoas que vêm aqui são as mais necessitadas”, comentou o presidente da Ebserh, Kleber Morais. Ele também anunciou a liberação de R$ 1,9 milhão para outras medidas a serem implantadas este ano, como o banco de leite e o setor de psiquiatria.

O PET-Scan ou PET-CT é um aparelho de diagnóstico por imagem que permite a detecção precoce, diagnóstico, acompanhamento e tratamento de câncer e de outras doenças, possibilitando uma visualização eficaz do metabolismo celular. Já o equipamento de ressonância magnética fornece imagem em alta definição dos órgãos internos do corpo humano por meio da utilização de um campo magnético.

Também presente ao evento, o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, falou sobre a importância do início das operações dentro do HC com o PET-Scan. “É um equipamento de ponta. Entendemos que à universidade pública compete a função de gerar conhecimento. Se ela não fizer isso, se não for um hospital de pesquisa, não tem por que existir. Nós existimos porque a população acredita que somos capazes de gerar conhecimento e, assim, melhorar a vida das pessoas”, disse.

O reitor aproveitou para agradecer o apoio do MEC na conclusão das obras da Faculdade de Medicina no Recife e o reinício das obras de reforma da Casa do Estudante. Participaram da cerimônia, ainda, o superintendente do HC, Frederico Jorge Ribeiro, e superintendentes de outros dez hospitais da região Nordeste.

Empresa – Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Ebserh administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página