Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação no Ar

Cursinho gratuito prepara estudantes de baixa renda para Enem e outros exames

  • Quinta-feira, 01 de novembro de 2018, 10h44

Um cursinho que oferece ensino gratuito para alunos de baixa renda, com preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares, é uma história inspiradora de empreendedorismo social no Distrito Federal. E essa história é contada no programa Educação no Ar, produzido pela TV MEC e transmitido pela NBR, que vai ao ar nesta quinta-feira, 1º de novembro.

O professor Rubenilson Cerqueira, 29 anos, é o idealizador do Galt Vestibulares, que oferece aulas para quem não pode pagar e ajuda estudantes a conquistar uma vaga no ensino superior. O projeto deu tão certo que o cursinho foi selecionado por um programa de liderança juvenil dos Estados Unidos, voltado para países da América Latina e Caribe. “Muito mais que reconhecimento, isso representa uma oportunidade de expandirmos nossas atividades. Nossa missão é buscar conhecimento nas áreas de engajamento social, político e tecnológico.”

A intenção agora, segundo ele, é buscar meios de expandir a iniciativa para o restante do país utilizando a tecnologia. “Um estudante do interior do Amazonas, por exemplo, poderá assistir nossas aulas pelo celular, e assim, não vai perder a oportunidade de estudar para o Enem ou de entrar em uma universidade. Queremos levar esse conhecimento para todo mundo”, diz.

Social – Rubenilson conta que a ideia nasceu com a ajuda de três amigos da Universidade de Brasília (UnB). “Sou apaixonado por educação. Acredito que por meio dela a gente consiga atingir um real impacto social. Decidimos criar o cursinho para que os estudantes tivessem, além da ampliação de mundo, oportunidade de mobilidade social. Estamos transformando muitas vidas por meio dessas aulas”, afirma.

O Galt atende 480 alunos por ano. Para que frequentem as aulas, eles devem comprovar que têm baixa renda, que não podem pagar um cursinho e tenham estudado três anos em escola pública. Além das aulas, eles recebem também orientação profissional e educacional, oferecida por um grupo de psicólogos, inclusive com atendimento individual.

O sucesso do projeto, explica o professor Rubenilson, se deve ao trabalho dos voluntários, cerca de 135 profissionais, e as parcerias, com a Secretaria de Educação do DF e o Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), que cede o espaço para as aulas. “O resultado é um índice de aprovação de até 65% de alunos por semestre em universidade de várias regiões do país”, comenta. 

Ele destaca a alegria de ver os alunos rompendo barreiras, passando no vestibular e entrando em universidades pelo país. “Que a gente consiga fazer a transformação através desse trabalho coletivo. É uma realização muito grande. Quando eu vejo as conquistas sinto que realmente estou sendo útil para a sociedade”, finaliza o professor.

Assessoria de Comunicação Social

 

Assunto(s): Enem , gratuito , cursinho
X
Fim do conteúdo da página