Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Vélez Rodríguez e Sérgio Moro assinam acordo para investigar indícios de corrupção no MEC
Início do conteúdo da página
Educação Profissional e Tecnológica

Instituto Federal desenvolve bengala que auxilia pessoas com Doença de Parkinson

  • Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016, 15h10

Bengala auxilia no estímulo ao paciente com Parkinson (foto: Priscila Martins/IFBA)

Pesquisa desenvolvida no Núcleo de Tecnologia em Saúde (NTS) do Instituto Federal da Bahia (IFBA) procura aumentar a qualidade de vida de pessoas acometidas da Doença de Parkinson. Um protótipo de bengala atua na tentativa de reestabelecer as funções motoras das pernas por meio de um estímulo vibratório, quando o paciente entra em um estado transitório de congelamento da marcha. A ação é financiada com recursos de edital do Ministério da Educação para o desenvolvimento de projetos de pesquisa aplicada, inovação e extensão tecnológica nos institutos federais.

De acordo com o coordenador do projeto, professor Josemir Alexandrino, a bengala atua como um mecanismo de estímulo aos pacientes. “A pessoa acometida pelo Parkinson sofre de uma interferência em seus movimentos conhecida como freezing, ou seja, um congelamento de sua capacidade motora e que atrapalha na execução das atividades diárias, inclusive ocasionando quedas”, disse.

Josemir, que é professor de engenharia biomédica do Campus Salvador, explica que a bengala atua no estímulo ao paciente para que ele saia do “estado de congelamento”, o que o ajuda a restabelecer o movimento das pernas.

O protótipo está em fase de testes com pacientes do Centro de Referência Estadual de Atenção à Saúde do Idoso (Creasi), em Salvador. Para Aisha Muiños, estudante do curso de engenharia industrial elétrica e bolsista do projeto, a bengala vai auxiliar pessoas com dificuldade de marcha. “A minha expectativa é de que o projeto vire produto e possa melhorar a vida de muitas pessoas”, comenta.

Chamada pública – Lançada em 2013, uma chamada pública ofereceu R$ 20 milhões para o apoio financeiro a projetos de pesquisadores dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, cooperados com o setor produtivo, que visem contribuir para o desenvolvimento tecnológico e da inovação no país. No total, mais de 600 projetos foram apresentados à chamada, sendo 286 selecionados.

Matéria republicada com correção de informações

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página