Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inscrições para 580 mil vagas gratuitas vão até 18 de agosto
Início do conteúdo da página
Nota de pesar

Ministério lamenta a morte do educador Eduardo Portella

  • Terça-feira, 02 de maio de 2017, 18h45

O Ministério da Educação lamenta a morte do ex-ministro da Educação Eduardo Portella, que esteve à frente da pasta durante o governo do então presidente João Baptista Figueiredo. Em sua gestão, Eduardo Portella foi imortalizado pela frase “Eu não sou ministro, eu estou ministro”, que traduziu sua humildade enquanto homem público.

Eduardo Portella sempre teve em sua trajetória o compromisso com a educação brasileira. Ele assumiu também, na década de 1980, a pasta de Educação, Cultura e Comunicação da Comissão de Estudos para a Constituição de 1988. Coube ao ex-ministro, ainda, a presidência da Conferência Mundial da Unesco de 1997 a 1999 e o assento como imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), em que ocupou a cadeira 27 desde o ano de 1981.

Neste momento de dor, prestamos condolências aos amigos e familiares, como também nos colocamos à disposição.

Mendonça Filho, ministro da Educação

X
Fim do conteúdo da página