Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página
Recursos

Ministro da Educação visita obras adiantadas do hospital da Universidade Federal do Amapá

  • Quinta-feira, 21 de dezembro de 2017, 17h29

Macapá, 21/12/2017 – Em viagem a Macapá nesta quinta-feira, 21, o ministro da Educação, Mendonça Filho, visitou as obras do Hospital Universitário do Amapá (HU), da Universidade Federal do Amapá (Unifap). Considerada a maior construção da história do Amapá na área de saúde, a unidade conta com um orçamento de R$ 200 milhões para suas obras, que estão adiantadas em seis meses em relação ao cronograma inicial. O hospital deve ser concluído até 2019, e não em 2020, conforme as primeiras previsões. “Envidarei todo o esforço possível para que essa obra continue nesse ritmo e quem sabe acelere ainda mais”, prometeu Mendonça Filho.

O senador Randolphe Rodrigues (Rede/AP) lembrou que o HU é a maior obra da saúde pública do Amapá desde 1950. “A execução dessa obra é a execução de um sonho antigo de milhares de amapaenses”, relatou. “Esse hospital vai consolidar uma referência da nossa instituição de ensino superior. É com muito orgulho que a nossa universidade terá, na saúde, a sua principal referência.”

Na avaliação do senador Davi Alcolumbre (DEM/AP), a visita do ministro fortalece o processo de construção do hospital, que é um marco na história da saúde pública do Amapá. “Essa obra é de interesse de 800 mil pessoas que vivem nesse estado. É uma obra de interesse da academia, da universidade, que terá nesse espaço qualificação desse aprendizado e fortalecimento do setor de saúde pública do Amapá”, comentou. A reitora da Unifap, Eliane Superti, também destacou a importância da obra para o Amapá e para a universidade: “O hospital significa um marco na história da educação, da saúde, da pesquisa e da extensão.”

O ministro Mendonça Filho conferiu as obras do HU, que já é considerado um marco na história da saúde pública do estado (Foto: André Nery/MEC)

Projetos – Os projetos básicos e executivos foram contratados pela universidade com assistência técnica da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), órgão vinculado ao Ministério da Educação, por meio da Organização das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops). As fundações da primeira etapa e laje já estão concluídas.

Quando inaugurado, o HU, além de oferecer atendimento de média e alta complexidades, será um importante espaço de aprendizado e desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão para vários cursos da Unifap. A estimativa é que sejam realizadas, diariamente, até 1.920 consultas, 719 exames de patologia clínica e 35 de ultrassom. A unidade poderá comportar até 1.180 internações mensais.

“O MEC tem o compromisso de fortalecer as ações da Unifap, tanto no que diz respeito à formação de professores, quanto à formação médica. E, para isso, a gente precisa ter um bom hospital, como também o atendimento à população, principalmente de baixa renda, que precisa ter acesso a uma saúde pública de qualidade”, lembrou o ministro Mendonça Filho.

Para tanto, o projeto prevê que, ao estar em pleno funcionamento, o HU da Unifap terá disponíveis 240 leitos clínicos, 60 leitos de UTI, 60 consultórios e dez salas cirúrgicas, além de triagem especializada com urgência e emergência referenciadas.

O presidente da Ebserh, Kleber de Melo Morais, lembrou que o só o HU será maior que todos os leitos existentes no estado do Amapá e criou uma expectativa de gerar muitos empregos diretos e indiretos. “Teremos aqui 300 leitos; consequentemente, precisaremos de uma equipe importante para trabalhar no hospital”, explicou. “Assim, será em torno de 1.000 a 1.500 funcionários para dar um dinamismo importante nos pilares que o hospital universitário merece ter.”

Estarão disponíveis serviços como diagnóstico por imagem (radiologia, hemodinâmica, tomografia, ultrassonografia, ressonância magnética, endoscopia e exames oftalmológicos) e métodos gráficos (eletrocardiograma, eletroencefalograma, urodinâmica). O hospital terá ainda a unidade de apoio técnico, com nutrição, farmácia, centro obstétrico e atendimento em fisioterapia e reabilitação.

FNDE em Ação – Durante a visita às obras do Hospital Universitário da Unifap, o ministro também fez o encerramento do programa FNDE em Ação, iniciativa que leva aos estados e municípios assistência técnica e capacitações para os programas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao MEC.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página