Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Módulo Confirmação de Matrícula está disponível no Educacenso
Início do conteúdo da página
  • Abertas 114,8 mil vagas em cursos de formação continuada

    O Ministério da Educação, em parceria com uma rede de 18 universidades públicas, oferece este ano, pelo programa Pró-Letramento, 114.857 vagas para professores em cursos de formação continuada em matemática, alfabetização e linguagem. As vagas serão distribuídas em 1.547 municípios, em todas as unidades da Federação.

    O Pró-Letramento funciona como um curso de atualização específico para professores que lecionam do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental. Os educadores podem fazer um curso de alfabetização e linguagem e outro de matemática, com carga de 120 horas cada um.

    A formação combina encontros presenciais e atividades individuais durante oito meses. Ao fazer os dois cursos, o professor permanece em formação por um ano e meio, segundo Adriane Vieira Santana, da Coordenação-Geral de Formação de Professores da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação. O início dos cursos está previsto para abril.

    A formação dos educadores no Pró-Letramento conta com a parceria de uma rede de universidades públicas, que produzem os materiais didáticos, formam e orientam os tutores e dirigem os seminários, e das secretarias de educação, que autorizam os professores a fazer os cursos, coordenam e acompanham o programa. O MEC elabora as diretrizes, define os critérios para organização dos cursos e custeia as bolsas dos tutores.

    Podem exercer o papel de tutores os professores das redes públicas com graduação (pedagogia, letras ou matemática) ou curso normal (magistério de nível médio). Para desenvolver a atividade eles recebem treinamento e bolsas mensais de R$ 400, em valores de hoje.

    Em 2009, segundo dados da Coordenação-Geral de Formação de Professores, 169.754 professores ingressaram nos cursos do Pró-Letramento. Desde 2005, quando o programa foi criado, 254 mil foram qualificados. Levantamento do Censo Escolar de 2007 indica que 615 mil lecionam nos cinco anos iniciais do ensino fundamental nas redes públicas municipais, estaduais e do Distrito Federal.

    Mais informações sobre o programa, manuais e material de estudos são encontrados na página eletrônica da SEB.

    Ionice Lorenzoni
  • Atendimento 2010

    Municípios selecionados

    Secretarias de educação estaduais


  • Cem mil educadores receberão formação continuada em 2010

    Foto: Banco de imagem/MECProfessores dos anos iniciais do ensino fundamental terão a oportunidade, em 2010, de fazer cursos de formação continuada em matemática, alfabetização e linguagem pelo programa Pró-Letramento. A meta para o próximo ano é oferecer formação a cem mil educadores das redes públicas que aderiram ao programa em 2009.

    O Pró-Letramento é desenvolvido pelo Ministério da Educação em parceria com 19 universidades que integram a Rede Nacional de Formação Continuada e com a adesão de estados e municípios. De acordo com a coordenadora-geral de formação de professores da Secretaria de Educação Básica, Helena Costa Lopes de Freitas, hoje 169.764 docentes estão fazendo formação continuada no Pró-Letramento. Desde 2005, quando o programa foi criado, 254 mil profissionais já foram qualificados.

    Neste programa, os educadores no exercício do magistério podem fazer dois tipos de formação: um curso de alfabetização e linguagem e outro de matemática, com carga de 120 horas cada. A formação combina encontros presenciais e atividades individuais durante oito meses.

    Enfrentar os desafios das crianças no aprendizado da leitura e da escrita é um dos motivos que deve estimular o professor a ampliar sua formação, diz a coordenadora. Outras motivações são a atualização dos conteúdos, a elevação da auto estima e o enfrentamento do fracasso escolar. “A atualização é uma necessidade imperiosa nos dias atuais”, segundo Helena de Freitas.

    No Pró-Letramento, a formação dos educadores é realizada com o auxílio de tutores que ajudam na orientação dos estudos. Em 2009, o programa qualificou 4.256 tutores em cursos de 118 horas, sendo 102 horas presenciais e 16 horas a distância. Para desenvolver essa atividade, os tutores recebem bolsas mensais no valor de R$ 400,00 pagas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que é uma autarquia do MEC.

    Informações sobre o programa, manuais e materiais de estudos estão na página eletrônica da Secretaria de Educação Básica.

    Ionice Lorenzoni
  • Curso de formação continuada terá 60 mil professores no Nordeste

    Cerca de 60 mil professores, dos estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão e Bahia, inscreveram-se para o curso da Rede Nacional de Formação Continuada de Professores de Educação Básica, que começa em fevereiro de 2006.


    A ação integra o programa Pró-Letramento – Mobilização pela Qualidade da Educação, que tem o objetivo de fortalecer a formação continuada de professores que pretendem aprimorar o aprendizado da leitura, da escrita e da matemática nas séries iniciais do ensino fundamental. No próximo ano o Pró-Letramento será estendido para todo o país.


    O programa é desenvolvido pela Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC), em parceria com universidades públicas e comunitárias que integram a Rede Nacional de Formação Continuada e com adesão dos estados e municípios.


    Tutores
    – Na segunda-feira, 31, a SEB encerrou as inscrições para o curso de formação de tutores no Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão e Bahia. Há 1.100 inscritos, que, a partir de fevereiro, vão ministrar o curso para os 60 mil professores. 

    Sonia Jacinto

  • Fichas de Adesão

    Ficha do Cursista

    Ficha do Tutor

    Ficha de Adesão

    Ficha de Revezamento
  • Formação - Pró Letramento

    Formação continuada de professores dos anos iniciais do ensino fundamental.

    Baixe os arquivos do material:

    letramento_port

    Alfabetização e Linguagem



    letramento_mat
    Matemática







  • Kit de Alfabetização e Linguagem

    Formação continuada de professores nas áreas de leitura/escrita e matemática


    Jogos e Brincadeiras Infantis

    Jogos e Brincadeiras Infantis


    O uso do Livro Didático na sala de Aula

    O uso do livro didático na sala de aula: vídeo 1 / vídeo 2 

    Reflexão no processo de formação docente: história de vida

    Reflexão no processo de formação docente: história de vida

    Modo de falar/Modos de escrever

    Modo de falar/Modos de escrever

  • Manual do Tutor - Pró-letramento


    Pró-letramento   Manual do Tutor Alfabetização e Aprendizagem


    Pró-letramento   Manual do Tutor Matemática

  • Município que deve informação perderá vaga no Pró-Letramento

    Mais de mil municípios ganharam prazo até o dia 31 para completar dados e assegurar a adesão ao Pró-Letramento, programa do Ministério da Educação que qualifica professores dos anos iniciais do ensino fundamental nas disciplinas de língua portuguesa e matemática. O prazo de inscrição já foi encerrado, mas a Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC constatou que, dos 2.849 municípios que aderiram ao programa, mais de mil deixaram incompletos dados essenciais para garantir a participação dos professores nos cursos.


    Assim, a secretaria municipal de educação que apenas assinalou o item adesão precisa preencher dados de três campos no Plano de Ações Articuladas (PAR), na internet — número e nome dos professores candidatos à qualificação; relação de nomes dos tutores que precisam de formação; total de kits de materiais didático-formativos necessários ao município.


    De acordo com a SEB, a programação do Pró-Letramento feita agora pelos municípios visa ao ingresso de professores em cursos de formação continuada em 2010. Dados da secretaria relativos a 2009 indicam que aproximadamente cem mil professores estão em turmas de língua portuguesa ou matemática e que 3,2 mil tutores acompanham os cursistas.


    O Pró-Letramento é um curso de formação continuada para professores das escolas públicas que estejam em atividade em sala de aula. Criado em 2005, oferece duas qualificações, de 120 horas cada uma, em língua portuguesa e matemática, com duração de oito meses. O curso combina encontros presenciais e atividades individuais. É desenvolvido pelo MEC em parceria com 19 universidades integrantes da rede nacional de formação continuada e com a adesão de estados e municípios.

    Ionice Lorenzoni

  • Pró-Letramento - Apresentação

    O Pró-Letramento - Mobilização pela Qualidade da Educação - é um programa de formação continuada de professores para a melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura/escrita e matemática nos anos/séries iniciais do ensino fundamental.
    O programa é realizado pelo MEC, em parceria com universidades que integram a Rede Nacional de Formação Continuada e com adesão dos estados e municípios. Podem participar todos os professores que estão em exercício, nas séries iniciais do ensino fundamental das escolas públicas.

    O Pró-Letramento funcionará na modalidade semipresencial. Para isso, utilizará material impresso e em vídeo e contará com atividades presenciais e a distância, que serão acompanhadas por professores orientadores, também chamados tutores. Os cursos de formação continuada oferecidos pelo programa têm duração de 120 horas com encontros presenciais e atividades individuais com duração de 8 meses.
    Os objetivos do Pró-Letramento são:

    • oferecer suporte à ação pedagógica dos professores dos anos/séries iniciais do ensino fundamental, contribuindo para elevar a qualidade do ensino e da aprendizagem de língua portuguesa e matemática;
    • propor situações que incentivem a reflexão e a construção do conhecimento como processo contínuo de formação docente;
    • desenvolver conhecimentos que possibilitem a compreensão da matemática e da linguagem e de seus processos de ensino e aprendizagem;
    • contribuir para que se desenvolva nas escolas uma cultura de formação continuada;
    • desencadear ações de formação continuada em rede, envolvendo Universidades, Secretarias de Educação e Escolas Públicas dos Sistemas de Ensino.


    O Pró-Letramento prevê uma estrutura organizacional que funciona de maneira integrada. São parceiros: o Ministério da Educação, as universidades da Rede Nacional de Formação Continuada e os sistemas de ensino.

    Funções

    -Ministério da Educação
    O MEC, por meio da SEB, é o coordenador nacional do programa. Para isso, elabora as diretrizes e os critérios para organização dos cursos e a proposta de implementação. Além disso, garante os recursos financeiros para a elaboração e a reprodução dos materiais, e a formação dos orientadores/tutores.

    - Universidades (Acesse a lista)
    A parceria com as universidades é formalizada por convênio. As universidades que integram a Rede Nacional de Formação Continuada nas áreas de alfabetização/linguagem e de matemática são responsáveis pelo desenvolvimento e produção dos materiais para os cursos, pela formação e orientação do professor orientador/tutor, pela coordenação dos seminários previstos e pela certificação dos professores cursistas.

    - Sistemas de Ensino
    A parceria com os sistemas de ensino é formalizada com assinatura de um termo de adesão. As secretarias de educação têm a função de coordenar, acompanhar e executar as atividades do programa.

    Contato:
    Secretaria de Educação Básica
    Diretoria de Apoio a Gestão Educacional
    Telefone: 0800 61 61 61 opção 6
    Email:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

  • Pró-Letramento - Base legal

    Resolução CD/FNDE Nº 24, de 16 de agosto de 2010



  • Pró-Letramento - Quem Participa

    ProfessorOrientador de Estudos / Tutor
    Deve ser um professor ou coordenador concursado da rede pública de ensino com formação em nível superior (pedagogia, letras, matemática) ou com curso normal (magistério, nível médio).  Cada professor orientador/tutor trabalhará, no máximo, com duas turmas de 25 professores e receberá uma bolsa.


    Professor Cursista
    Deve estar vinculado ao sistema de ensino e trabalhar em classes das séries iniciais do ensino fundamental e participar de reuniões com o tutor para discutir os textos lidos, retomar as atividades realizadas e planejar futuras ações.
          

    Coordenador-Geral
    O coordenador-geral é um profissional da Secretaria da Educação com a função de acompanhar e dinamizar o programa, na instância de seu município; participar das reuniões e dos encontros agendados pelo MEC e/ou pelas universidades; prestar informações sobre o andamento do programa no município; subsidiar as ações dos tutores; tomar decisões de caráter administrativo e logístico; garantir condições materiais e institucionais para o desenvolvimento do programa.

  • Pro-Letramento atende tutores selecionados de quatro estados

    Professores das redes municipais de Minas Gerais (polo Montes Claros) e Pará, e dos sistemas estaduais de educação do Amapá e do Rio de Janeiro começam nesta segunda-feira, 13, os cursos de formação em alfabetização e linguagem e de matemática do Pró-Letramento. Nessa oportunidade, serão atendidos 380 tutores selecionados pelas secretarias para participar do programa. Após o término do curso, os tutores serão responsáveis pela formação de 12.771 professores em seus municípios e estados.

    O Pró-Letramento é um programa de formação continuada de professores das séries iniciais do ensino fundamental, para melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura, escrita e matemática.

    A carga horária total do curso é de 180 horas, divididas em 120 horas presenciais e 60 horas a distância. Na área de linguagem serão abordados os seguintes temas: capacidades linguísticas da alfabetização e avaliação; alfabetização e letramento: questões sobre avaliação; a organização do tempo pedagógico e o planejamento de ensino; organização e uso da biblioteca escolar e das salas de leitura; o lúdico na sala de aula: projetos e jogos; o livro didático em sala de aula: algumas reflexões; modos de falar e modos de escrever.

    Já na área de matemática, os temas serão os seguintes: números naturais; operações com números naturais, espaço e forma; frações, grandezas e medidas; tratamento da informação; resolver problemas: o lado lúdico do ensino da matemática; avaliação da aprendizagem em matemática nos anos iniciais. 

    A formação é uma parceria do Ministério da Educação com as universidades federais do Amapá (Unifap), Pará (UFPA) e Rio de Janeiro (UFRJ), que integram a Rede Nacional de Formação de Professores da Educação Básica. (Assessoria de imprensa da SEB)

    Veja a lista de municípios e estados atendidos.

  • Professores mineiros começam cursos do Pró-Letramento

    Professores de Minas Gerais começam nesta segunda-feira, 8, os cursos de formação em alfabetização e linguagem e de matemática do programa Pró-Letramento. Nessa oportunidade, serão atendidos 256 tutores selecionados para os polos de Juiz de Fora, entre os dias 8 e 12 de novembro, e Teófilo Otoni, de 16 a 19 deste mês. Após o término do curso, os tutores serão responsáveis pela formação de cerca de 4.700 professores em seus municípios.

    O Pró-Letramento é um programa de formação continuada de professores das séries iniciais do ensino fundamental, para melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura, escrita e matemática.

    A carga horária total do curso é de 180 horas, divididas em 120 horas presenciais e 60 horas a distância. Na área de linguagem, serão abordados os seguintes temas: capacidades linguísticas da alfabetização e avaliação; alfabetização e letramento: questões sobre avaliação; a organização do tempo pedagógico e o planejamento de ensino; organização e uso da biblioteca escolar e das salas de leitura; o lúdico na sala de aula: projetos e jogos; o livro didático em sala de aula: algumas reflexões, e modos de falar e modos de escrever.

    Já na área de matemática, os temas serão os seguintes: números naturais, operações com números naturais, espaço e forma, frações, grandezas e medidas, tratamento da informação; resolver problemas: o lado lúdico do ensino da matemática; avaliação da aprendizagem em matemática nos anos iniciais.

    A formação é uma parceria do Ministério da Educação com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e com a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Ambas fazem parte da Rede Nacional de Formação de Professores da Educação Básica.

    O Pró-Letramento ainda atenderá professores de escolas públicas de Minas Gerais em mais quatro polos: Belo Horizonte, Montes Claros, Uberlândia e Varginha.

    Assessoria de imprensa da SEB

    Veja a lista de municípios atendidos pelos polos de Juiz de Fora e Teófilo Otoni.




  • Programa Pró-Letramento forma tutores de 118 cidades gaúchas

    Começa na próxima segunda-feira, 25, curso de formação em alfabetização e linguagem, destinado aos tutores de 118 municípios do Rio Grande do Sul que foram selecionados para participar do Pró-Letramento.

    O Pró-Letramento é um programa de formação continuada oferecido pelo Ministério da Educação, que visa a melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura, escrita e matemática. É destinado aos professores das séries iniciais do ensino fundamental de escolas públicas.

    Realizado pela Universidade Federal de Santa Maria, o curso inicial para tutores terá duração de uma semana, das 8h às 18h, e ocorrerá no Sesc da cidade, que fica na avenida Itaimbé. O município que não tiver um tutor participando do curso deixará de participar do programa.

    A carga horária total do curso de tutores do Pró-Letramento é de 180 horas, sendo 60 horas a distância e 120 horas presenciais. No curso serão abordados os seguintes temas: capacidades linguísticas da alfabetização e avaliação; alfabetização e letramento: questões sobre avaliação; a organização do tempo pedagógico e o planejamento de ensino; organização e uso da biblioteca escolar e das salas de leitura; o lúdico na sala de aula: projetos e jogos; o livro didático em sala de aula: algumas reflexões; e modos de falar e modos de escrever.

    Após o término do curso, os tutores serão responsáveis pela formação dos professores das séries iniciais do ensino fundamental das escolas públicas das cidades gaúchas selecionadas.

    Assessoria de Imprensa da SEB

    Veja a lista dos municípios gaúchos selecionados.

    Veja mais informações sobre o funcionamento do Pró-Letramento.

  • Programa Pró-Letramento poderá atender mais de 1.500 cidades

    Estados e municípios que aderiram ao programa Pró-Letramento e ainda não confirmaram sua participação têm até o dia 10 de setembro para enviar ao Ministério da Educação as informações solicitadas, como nome e contatos de um coordenador.

    O Pró-Letramento, programa de formação continuada para melhoria da qualidade de aprendizagem da leitura, escrita e matemática, é destinado aos professores das séries iniciais do ensino fundamental de escolas públicas. Poderá atender este ano 1.549 municípios de 24 estados e dez secretarias estaduais de educação que responderam aos seguintes critérios de seleção: não ter participado do programa em anos anteriores, ser município prioritário – aqueles com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) inferior à média nacional – ou que possua demanda para formação de mais de 100 professores, mesmo já tendo participado do Pro-Letramento.

    No entanto, dos 1.549 municípios que já aderiram, 656 ainda não confirmaram participação. Das dez secretarias de educação, quatro também precisam complementar informações para garantir atendimento em 2010.

    Para a confirmação da participação no programa é necessário que os municípios e secretarias selecionados indiquem o nome, telefones e endereço eletrônico de um coordenador, bem como endereço da secretaria de educação. As informações devem ser O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para o Ministério da Educação. As atribuições do coordenador estão detalhadas no Guia do programa.

    Assessoria de Imprensa da SEB

    Veja a lista dos 1.549 municípios selecionados.

  • Programa Pró-Letramento recebe adesão de municípios até dia 17

    Os municípios ainda não atendidos pelo Programa de Formação de Profissionais das Séries Iniciais do Ensino Fundamental (Pró-Letramento) podem aderir a partir desta segunda-feira, 6. O período se estenderá até o dia 17. Até lá, os que já fazem parte do programa devem confirmar a disposição de dar seguimento às ações nos próximos dois anos. O Pró-Letramento oferece formação continuada de professores de língua portuguesa e de matemática da rede pública.


    Para fazer a adesão, o dirigente municipal de educação deve ter acesso ao Plano de Ações Articuladas (PAR) do município no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec). A adesão também pode ser feita pelos municípios que já participam do programa e pretendam atender mais professores.


    Cabe às secretarias de educação coordenar, acompanhar e executar as atividades do Pró-Letramento, que tem o propósito de melhorar a qualidade da aprendizagem de leitura, escrita e matemática de estudantes da primeira à quarta série (primeiro ao quinto ano) do ensino fundamental.


    O programa é desenvolvido em parceria entre o Ministério da Educação e universidades que integram a rede nacional de formação continuada. Os cursos oferecidos têm duração de 120 horas, com encontros presenciais e atividades individuais.


    Mais informações na coordenação-geral de formação de professores da Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC, no endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (61) 2104-8672.

    Letícia Tancredi

Fim do conteúdo da página