Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Novos recursos no Guia de Tecnologias

    O Guia de Tecnologias Educacionais do Ministério da Educação ganha, a partir desta segunda-feira, 1º de dezembro, 42 novos recursos pedagógicos que foram pré-qualificados entre 135 tecnologias inscritas. Participaram da chamada pública do ministério universidades públicas e privadas, grupos de pesquisas, secretarias de educação, empresas e estudiosos da educação.

    As tecnologias estão divididas em seis áreas: ensino-aprendizagem (metodologia e avaliação de componentes curriculares), alfabetização, formação continuada de professores, leitura, avaliação e gestão educacional (inclui ampliação da jornada escolar e correção de fluxo). O coordenador-geral de tecnologias da educação da Secretaria de Educação Básica, Cláudio Fernando André, explica que o objetivo do guia é informar os secretários estaduais e municipais de educação sobre os materiais pré-qualificados.

    Um objeto pré-qualificado, diz, é um recurso pedagógico que foi analisado, no mínimo, por dois especialistas. No caso dos objetos concorrentes em 2008, o MEC definiu critérios e diretrizes e o Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias da Educação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), os avaliou.

    Criado em 2007, o Guia de Tecnologias Educacionais tem os 19 objetos pré-qualificados no ano passado e mais de 30 recursos pedagógicos produzidos pelo Ministério da Educação, entre eles, os programas de formação de professores da educação básica. Em 2008, o guia receberá a Provinha Brasil (instrumento de avaliação de estudantes do segundo ano do ensino fundamental) e o Portal do Professor (espaço virtual de diálogo e troca de informações de professores de todo o país), ambos criados pelo ministério, além dos 42 objetos.

    O Diário Oficial da União desta segunda-feira, 1º, seção 3, páginas 61 e 62, publica a relação dos objetos pré-qualificados e seus autores.

    Ionice Lorenzoni

    Leia mais...
    Educação tem 40 novas tecnologias

Fim do conteúdo da página