Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Projeto de MT busca promover a cultura e a história da África
Início do conteúdo da página
  • Escolas receberão Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa

    18/3/2009 - O ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou nesta quarta-feira, 18, que o MEC vai distribuir exemplares do novo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP) a todas as escolas públicas brasileiras. “O trabalho de disseminação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa nas salas de aula começa agora com o lançamento do VOLP, ou haveria insegurança quanto à aplicação de várias palavras”, explicou o ministro.


    Ministros Luiz Dulci, Fernando Haddad e Juca Ferreira recebem exemplar do VOLP.O anúncio foi feito durante a entrega simbólica dos primeiros exemplares do novo vocabulário, pelo presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Cícero Sandroni, aos ministros Fernando Haddad, Luiz Dulci (da Secretaria-Geral da Presidência da República) e Juca Ferreira (da Cultura), no Palácio do Planalto.


    O ministro Fernando Haddad lembrou também que as regras do acordo ortográfico já foram claramente divulgadas com promulgação dos decretos, em setembro do ano passado. Desde então, o Ministério da Educação já planejava produzir materiais de apoio para ajudar os professores, mas, sem a segurança de um documento como o VOLP, “estaríamos arriscados a jogar dinheiro público fora, caso precisássemos refazer o material. Agora, temos a segurança de um material elaborado pelos guardiões da língua portuguesa – os imortais da ABL”, disse Haddad.


    O lançamento oficial do VOLP será realizado nesta quinta-feira, 19, às 17h30, na sede da Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro. Com 976 páginas e 349.737 vocábulos, o VOLP incorpora as novas normas estabelecidas pelo acordo ortográfico de 1990, regulamentado no Brasil por força de decretos assinados pelo presidente Lula na ABL, no dia 29 de setembro de 2008, e já em vigor desde 1º de janeiro deste ano.


    O encontro em Brasília contou também com a presença do acadêmico Evanildo Bechara, responsável pela organização da obra e coordenador da Comissão de Lexicografia e Lexicologia da ABL – integrada por ele e pelos acadêmicos Eduardo Portella e Alfredo Bosi.


    Luciana Yonekawa

Fim do conteúdo da página