Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Inclusão profissional de pessoas com deficiência é tema de evento na Enap

    Interessados em assistir à palestra Inclusão Profissional de Pessoas com Deficiência na Administração Pública, têm até esta quarta-feira, 23, para fazer a inscrição. O evento, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), contará com os serviços de interpretação em Libras e áudio descrição, além de transmissão ao vivo, com janela de Libras, pelo canal da Enap no Youtube.

    A atividade será ministrada por Maria Aparecida Gugel, doutora pela Università degli Studi di Roma e autora de livros jurídicos sobre os direitos das pessoas com deficiência e das pessoas idosas. Para participar, é preciso enviar e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., informando nome completo, CPF, instituição e, se for pessoa com deficiência, tipo(s) de deficiência e recurso(s) de acessibilidade que necessitará para participar do evento.

    Políticas Públicas – Entre as ações e programas desenvolvidos pelo MEC e voltados para as pessoas com deficiência, destacam-se a formação continuada de professores para atuação no atendimento educacional especializado e na classe regular de ensino; a sala de recursos multifuncionais, que visa à organização de espaços nas escolas de ensino regular com equipamentos, recursos didáticos, pedagógicos e de tecnologia assistiva; e a escola acessível, voltada para a geração de acessibilidade no espaço escolar, entre outros.

    Patricia Raposo, diretora de Políticas de Educação Especial do MEC, salienta que a educação formal tem significado na vida pessoal, social e profissional de todos. Sendo assim, a perspectiva da continuidade escolar encontra espaço na profissionalização e no mundo do trabalho, independente do caráter público ou privado do empregador. “Para as pessoas com deficiência não é diferente”, frisa a diretora. “O processo de escolarização e a aprendizagem escolar subsidiam o conjunto de conhecimentos constituído e o desenvolvimento de habilidades e competências que compõem os perfis profissionais”, conclui.

    Serviço:

    Palestra A Inclusão Profissional de Pessoas com Deficiência na Administração Pública
    25 de agosto de 2017
    Hora: 14h30
    Local: Espaço Inovatio – Enap (SAIS, Área 2ª, Brasília, DF)

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Abertas as inscrições para o Prêmio ODM Brasil

    Abertas as inscrições para o Prêmio ODM BrasilAs inscrições para a 3ª Edição do Prêmio ODM Brasil estão abertas até o dia 2/10. O prêmio foi criado para incentivar ações, programas e projetos desenvolvidos por prefeituras, empresas e organizações da sociedade que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). O prêmio é promovido pelo governo federal e coordenado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade.

    A exemplo das demais edições, os projetos inscritos serão avaliados e selecionados por especialistas. Ao final do processo, as melhores iniciativas serão escolhidas e premiadas. As regras e a inscrição para o Prêmio podem ser feitas no sítio e pelos correios,aos cuidados da Escola Nacional de Administração Pública – ENAP, em Brasília, Distrito Federal, no endereço: SAIS – Área 02 – A  CEP: 70610-900.

    O Prêmio foi lançado em 2004 e, desde então, foram realizadas duas edições: em 2005 com 920 projetos inscritos e 27 premiados; e em 2008, quando 1062 projetos foram inscritos e 20 premiados.  O Prêmio ODM Brasil tem coordenação técnica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) e parceria do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Petrobrás.

    Objetivos do milênio - Os objetivos do milênio foram definidos durante reunião da Cúpula do Milênio, realizada em Nova Iorque em 2000, quando líderes de 189 nações oficializaram um pacto para tornar o mundo mais solidário e mais justo até 2015. São oito iniciativas: erradicar a extrema pobreza e a fome; educação básica de qualidade para todos; promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde das gestantes; combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental e estabelecer parcerias para o desenvolvimento.

    Seminários - Para divulgar a 3ª Edição do Prêmio ODM Brasil estão acontecendo, até o mês de setembro, nos 27 estados e Distrito Federal, seminários regionais com o objetivo de sensibilizar prefeituras, empresas e organizações sociais a implementarem ações que contribuam para o alcance dos oito Objetivos do Desenvolvimento do Milênio.

    Mais informações, podem ser encontradas na Assessoria de Comunicação da Secretaria-Geral da Presidência da República
    Telefone: (061)3411-1407 ou  www.planalto.gov.br/secgeral

    Assessoria de Comunicação Social
  • Caminho da Escola é finalista em concurso da Enap

    O programa Caminho da Escola está entre os dez premiados no 13º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal, promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap) em parceria com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. A divulgação da classificação dos premiados ocorrerá na próxima quinta-feira, 16, no auditório do Ministério do Planejamento, na Esplanada dos Ministérios. Na ocasião, será lançado o livro que reúne os relatos dessas experiências e a abertura do 14º Concurso Inovação.

    Os três primeiros colocados serão premiados com viagens à França, à Espanha e ao Canadá – países que são parceiros da Enap no concurso – enquanto os demais finalistas ganharão vagas em curso da escola. Todos receberão o Selo Inovação, publicações, um livro com as experiências do 13º concurso e terão suas experiências divulgadas no Banco de Soluções.

    A premiação concedida anualmente pela Enap estimula a adoção de iniciativas para a melhoria dos serviços públicos e valoriza os servidores que atuam de forma criativa. Em 2008, o concurso recebeu 161 inscrições, que foram analisadas por um comitê formado por especialistas em gestão e políticas públicas. Antes da seleção final, um comitê técnico avaliou in loco 20 iniciativas.

    Veículos e barcos – Executado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em 2007, o Caminho da Escola tem por objetivo renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar. O programa visa ampliar, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. A padronização dos veículos de transporte escolar, a redução dos preços dos veículos e o aumento da transparência nessas aquisições também são objetivos do Caminho da Escola.

    O programa consiste na aquisição, por meio de pregão eletrônico para registro de preços realizado pelo FNDE, de veículos padronizados para o transporte escolar. Existem três formas para estados e municípios participarem: com recursos próprios, bastando aderir ao pregão; via convênio firmado com o FNDE; ou por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que oferece linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero quilômetro e de embarcações novas. Desde o seu lançamento, 1.300 municípios aderiram ao programa e efetuaram a compra de 2.487 ônibus escolares – 1.150 veículos por meio de financiamento do BNDES; 740 por meio de convênios com o FNDE; e 597 com recursos próprios. Para 2009, o FNDE prevê um investimento de R$ 1,1 bilhão, com a compra de mais de 6.600 ônibus escolares.

    Assessoria de Comunicação Social do FNDE


    Veja a programação do evento.
  • Concurso da Enap vai premiar Caminho da Escola

    19/03/2009 -Promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), o 13º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal divulgará a classificação dos vencedores no dia 15 de abril, no auditório do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Executado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o programa Caminho da Escola está entre os dez premiados do concurso, que seleciona iniciativas inovadoras que promoveram melhorias na administração governamental. O Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Ministério da Educação (Simec) também integra o grupo dos agraciados


    Criado em 2007, o Caminho da Escola tem por objetivo renovar a frota de veículos escolares em todo o país, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar. Também visa à padronização desses veículos, a redução dos preços e o aumento da transparência nessas aquisições.


    O programa consiste na aquisição, por meio de pregão eletrônico para registro de preços realizado pelo FNDE, de veículos padronizados para o transporte escolar. Existem três formas para estados e municípios participarem do Caminho da Escola: com recursos próprios, bastando aderir ao pregão; via convênio firmado com o FNDE; ou por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que disponibiliza linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero quilômetro e de embarcações novas.


    Desde seu lançamento, 1.300 municípios aderiram ao programa e efetuaram a compra de 2.487 ônibus escolares – 1.150 veículos via financiamento do BNDES; 740 por meio de convênios com o FNDE; e 597 com recursos próprios. A estimativa é de que 200 mil alunos serão beneficiados diretamente quando todos os veículos forem entregues pelas montadoras.


    Concurso – Realizado desde 1996, o Concurso Inovação na Gestão Pública Federal já premiou 281 experiências entre as 1.030 inscritas em 12 edições. O Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e o Sistema de Controle de Remanejamento e Reserva Técnica (Siscort) estão entre as práticas de gestão do FNDE que foram premiadas em anos anteriores.

    Assessoria de Comunicação Social do FNDE

  • Concurso premiará iniciativas inovadoras na área federal

    Servidores públicos federais que aplicam práticas inovadoras em gestão podem inscrever ações e projetos, com mais de um ano de implementação, na 18ª edição do concurso Inovação na Gestão Pública Federal. As inscrições, on-line, vão até 2 de agosto.

    O prêmio é um incentivo a iniciativas de organizações do governo federal que contribuam para a melhoria dos serviços públicos, para disseminar soluções que inspirem ou sirvam de referência a outras iniciativas, além de colaborar para o avanço da capacidade de governo, e para valorizar servidores públicos que atuem de forma criativa e proativa pelo interesse público.

    Serão premiadas dez iniciativas, que receberão uma assinatura de um ano da Revista do Serviço Público (RSP); uma seleção de publicações da Escola Nacional de Administração Pública (Enap); certificados para os integrantes das equipes vencedoras; um livro publicado pela Enap com o relato das iniciativas e o Selo Inovação. Terão ainda a divulgação do trabalho no Banco de Soluções.

    O concurso, promovido pela Enap, em parceria com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, tem o apoio do Ministério das Relações Exteriores, das embaixadas da França e da Noruega e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Ao longo de 17 anos, das 1.611 inscrições recebidas, o Ministério da Educação apresentou 272 iniciativas. Das 331 experiências premiadas, 61 foram desenvolvidas por servidores do MEC ou de entidades vinculadas.

    Mais informações, inscrições e regulamento do concurso são encontrados na página da Enap na internet.

    Diego Rocha
  • Congresso conclui debate e vê evolução na administração pública

    No encerramento do Cigisp, o secretário Wagner Vilas Boas destacou que várias instituições da área de ensino federal já implementam experiências inovadoras: “O próximo passo é avaliarmos e medirmos a implantação das ideias apresentadas na coletânea” (foto: Isabelle Araújo/MEC)O Congresso Internacional de Gestão de Inovação da Educação no Setor Público (Cigisp), que terminou na manhã desta sexta-feira, 17, reuniu mais de 600 pessoas em três dias. No evento foram discutidas 19 experiências inovadoras em gestão na educação de instituições brasileiras, americanas e europeias.

    O Cigisp surgiu como consequência do sucesso do Prêmio Ideia – Desafio da Sustentabilidade, organizado no ano passado pelo Ministério da Educação. A iniciativa teve a participação de mais 13 mil pessoas. Durante o congresso, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, lançou uma coletânea com as 120 melhores ideias oriundas do Desafio Sustentabilidade, para redução dos gastos das instituições com água e energia elétrica.

    Para o secretário-executivo adjunto do Ministério da Educação, Wagner Vilas Boas, coordenador do congresso, o Cigisp procurou influenciar a percepção sobre a gestão pública. “A administração pública está evoluindo, nós temos muito espaço para inovação”, disse.

    Vilas Boas destacou que várias instituições das redes federais de ensino já estão implementando experiências inovadoras para o uso mais racional dos recursos. “O próximo passo é avaliarmos e medirmos a implantação das ideias apresentadas na coletânea”, disse. “Precisamos verificar a efetividade dessas ideias, o quanto elas trazem de redução de gastos para que, como o ministro disse, possamos investir na qualidade da educação.”

    Segundo o professor da Universidade Federal de Lavras (Ufla) Paulo Henrique Bermejo, palestrante no congresso, há o desejo de buscar novas maneiras de fazer a gestão e fazer a educação e o ensino básico, técnico e superior no Brasil. “Nossa ideia é continuar fomentando o desejo do setor público em todos os níveis — federal, estadual e municipal —, de buscar novas formas de governar apresentando casos de sucesso e buscando a maior profissionalização dos gestores por meio de iniciativas de formação”,  disse.

    Assessoria de Comunicação Social

    Leia também:

    Ministro pede o fim de desperdícios para que educação possa contar com mais recursos
    Vencedora de prêmio, UFPI vai ampliar projetos sustentáveis
    MEC é o órgão federal que mais inscreve projetos em concurso

  • Ideb é iniciativa premiada em concurso de inovação pública

    O índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb), criado em 2007 pelo Ministério da Educação, está entre as dez iniciativas premiadas pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap) no 14º concurso Inovação na Gestão Pública Federal. O comitê julgador apresentou as experiências premiadas na terça-feira, dia 17. A classificação, no entanto, será anunciada somente em 2010, quando as equipes responsáveis apresentarão as práticas inovadoras. O concurso recebeu 131 inscrições.

    O Ideb reúne em um só indicador dois conceitos fundamentais para a qualidade da educação — fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. O índice agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações, feitas pelo MEC em larga escala, a possibilidade de resultados que ajudem a traçar metas de qualidade educacional. Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar obtidos no censo escolar e de médias de desempenho nas avaliações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e da Prova Brasil.

    Outras duas iniciativas do MEC também premiadas são o acompanhamento da frequência escolar de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade (condição para o pagamento do benefício do programa Bolsa-Família) e o sistema e-Mec, por meio do qual é feita a tramitação eletrônica dos processos de regulamentação, credenciamento, recredenciamento, reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos.

    Assessoria de Imprensa do Inep

    Leia mais...
    Sistema e-Mec está entre as melhores iniciativas públicas
  • MEC é o órgão federal que mais inscreve projetos em concurso

    No Congresso Internacional de Gestão de Inovação da Educação do Setor Público (Cigisp), que termina nesta sexta-feira, 17, em Brasília, o presidente da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Gleisson Cardoso Rubin, apresentou um balanço das duas décadas do Prêmio Enap de Inovação de Gestão Pública. Ele revela que Ministério da Educação é o órgão federal que mais inscreve projetos inovadores, seguido do Ministério da Saúde.

    Como primeira colocação no concurso, o MEC tem o índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb), em 2009, e o Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças (Simec), em 2008. Mas o convívio com o prêmio vem de muito antes. Em 1998, foi o vencedor com o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

    Em 2013, porém, o segundo lugar ganhou mais visibilidade. Enem – da Crise em 2009 ao Novo Modelo de Monitoramento de Processos e Gestão de Riscos. Consolidado a cada ano, com previsão de 10 milhões de participantes em 2015, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) precisa de um projeto que neutralize ainda mais os perigos. “O exame assume proporções imensas, não é processo trivial, daí a importância dessa forma de monitoramento”, diz o presidente da Enap.

    Vencedores — Além do lançamento da 20ª edição, o Concurso de Inovação na Gestão Pública Federal, promovido pela Enap, divulgou no início deste mês a classificação dos dez projetos vencedores de 2014, que podem ser conferidos na página do prêmio na internet.

    Ao longo dos anos, dentre as iniciativas ganhadoras estão projetos de notoriedade. Entre eles, em 2001, o de Compras Governamentais, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que põe à disposição dos cidadãos avisos de licitação, contratações, execução de processos e negociações. No ano seguinte, o do Portal da Transparência, da Controladoria-Geral da União, que dá acesso a informações sobre a aplicação de recursos e sobre fiscalização.

    Valorização — Um dos objetivos do concurso é a valorização de serviço e dos servidores públicos. “Os trabalhos não são fruto de consultores contratados, mas de equipes de servidores”, esclarece Rubin.

    O prêmio, que também tem como objetivos a melhoria dos serviços prestados aos cidadãos e a disseminação de soluções inovadoras, tem marcado caráter social — as instituições que inscrevem a maioria dos projetos são ligadas a essa área.

    Leia também:
    Ministro pede o fim de desperdícios para que educação possa contar com mais recursos
    Vencedora de prêmio, UFPI vai ampliar projetos sustentáveis

  • Portal de Periódicos ganha destaque como ação inovadora

    O Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) está entre as dez iniciativas premiadas no 15º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal. A solenidade de premiação está prevista para o dia 25 próximo, às 14h, no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, em Brasília. O evento marcará também o lançamento da 16ª edição do concurso e do livro que relata as experiências premiadas em 2010.

    Na escolha do Portal de Periódicos, o concurso levou em consideração aspectos como utilização eficiente dos recursos públicos e de mecanismos de controle e avaliação da gestão. Também foram considerados os resultados alcançados pelo portal na democratização do conhecimento científico no Brasil, com destaque para a expansão do acervo, do número de instituições usuárias e de acessos e downloads diários.

    Nesta edição do concurso, que recebeu 117 inscrições, as equipes responsáveis pelas quatro melhores iniciativas serão premiadas com visitas técnicas à França e à Alemanha e cursos técnicos no Japão. Aos integrantes do quinto colocado será oferecida vaga no curso de especialização em gestão pública da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), condicionada a aprovação em processo seletivo. Da sexta à décima colocação, cada equipe terá direito a três vagas em cursos de desenvolvimento gerencial da Enap.

    O 15º concurso teve a colaboração do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e o apoio da Embaixada da França, da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GTZ). Lançado em 1996, o prêmio tem o propósito de estimular e divulgar iniciativas inovadoras de gestão em organizações do governo federal e valorizar a criatividade dos servidores públicos.

    Portal— Lançado em novembro de 2000, o Portal de Periódicos reúne publicações de conteúdo científico, colocadas à disposição da comunidade. Em dez anos, o acervo passou de 1.882 títulos para 26.372. Em 2010, foram contabilizados 67.392.805 acessos.

    Mais informações sobre as premiações e a relação das iniciativas premiadas estão na página eletrônica da Enap.

    Assessoria de Imprensa da Capes



  • Programa de bolsas do Pronatec recebe prêmio de gestão pública

    O programa de Bolsa-Formação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Ministério da Educação, é uma das dez iniciativas premiadas no 19º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal, realizado pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap). A cerimônia de premiação acontece na próxima terça-feira, 7.

    A Bolsa-Formação tem como objetivo ampliar as oportunidades educacionais, interiorizando e democratizando o acesso a cursos técnicos de nível médio e a cursos de formação inicial e continuada. A Bolsa-Formação consiste na oferta gratuita de cursos presenciais, custeados com recursos repassados pelo Ministério da Educação a instituições de ensino das diversas redes de educação profissional do País.

    O acesso à educação profissional e tecnológica por meio da Bolsa-Formação pode ser feito em duas modalidades: a Bolsa-Formação Trabalhador, que oferece cursos de qualificação profissional (de curta duração, com 160 horas-aula ou mais) para beneficiários do seguro-desemprego e dos programas de inclusão produtiva do Governo Federal, e a Bolsa-Formação Estudante, que oferece cursos técnicos (de maior duração, pelo menos 800 horas-aula), concomitantes ou subsequentes.

    Desde 2011, já foram realizadas cerca de 4 milhões de matrículas em cursos de educação profissional, em mais de 4 mil municípios em todos os estados da Federação.

    O Concurso Inovação busca reconhecer e destacar equipes de servidores que implementam práticas inovadoras em gestão para melhoria dos serviços públicos e para a sociedade. A iniciativa tem o apoio da Embaixada da França, da Embaixada Real da Noruega e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

    Diego Rocha

  • Projetos inovadores devem ser inscritos até o dia 5 de agosto

    Estão abertas até 5 de agosto as inscrições para o 16º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal. Idealizado pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), o concurso premiará as dez melhores práticas inovadoras apresentadas.

    O concurso estimula a implementação, em órgãos do governo federal, de experiências de gestão capazes de contribuir para a melhoria dos serviços públicos. Outra meta é disseminar soluções que inspirem ou sirvam de referência ao avanço da capacidade de governo. Podem participar equipes de servidores de órgãos e entidades do Poder Executivo federal e de organizações sociais que atuem de forma criativa em novos processos de gestão.

    Os projetos inscritos devem estar em vigência, apresentar resultados já mensurados e contar com no mínimo um ano de implementação até o fim do período de inscrições. Estão impedidas de concorrer iniciativas premiadas em edições anteriores.

    Os vencedores farão visitas técnicas a países como França, Alemanha e Noruega. Poderão conhecer também nações da África e da América do Sul. Além disso, participarão de cursos da Enap, ganharão assinatura da Revista do Serviço Público e terão os relatos publicados em livro. Por fim, receberão certificado e o Selo Inovação.

    O 16º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal é uma parceria da Enap com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e tem o apoio da Embaixada da França, da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e da Embaixada da Noruega.

    O regulamento, o manual de orientações e a ficha de inscrição estão na página eletrônica da Enap.


    Diego Rocha
  • Sistema de regulação do ensino superior recebe prêmio de gestão pública

    O sistema e-Mec, desenvolvido pelo Ministério da Educação, é uma das dez iniciativas premiadas no 14º Concurso Inovação na Gestão Pública Federal. O prêmio foi criado pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap) para estimular inovações de gestão em órgãos do governo federal. A classificação final será anunciada em evento de premiação previsto para o próximo ano.


    Sistema eletrônico responsável pela operacionalização de todos os processos regulatórios da educação superior brasileira, o e-Mec foi implantado em 2007. Desde então, é o meio exclusivo para a tramitação dos pedidos de credenciamento e recredenciamento de instituições de ensino e de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos superiores.


    O sistema proporciona agilidade, eficiência, segurança e transparência ao processo de regulação. Desenvolvido para o ambiente da internet, oferece ao público o acesso a informações sobre o andamento dos processos, a relação de instituições credenciadas e de cursos autorizados e reconhecidos, além dos dados sobre os atos autorizativos e os elementos relevantes da instrução processual. O sistema também possibilita a integração das bases de dados da educação superior e mais celeridade na busca e na recuperação de informações.


    Além do e-Mec, estão entre as finalistas do prêmio outras duas iniciativas do Ministério da Educação — o índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb) e o acompanhamento da frequência escolar de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade (condição para o pagamento do benefício do programa Bolsa-Família). As iniciativas do MEC  concorreram entre 131 projetos inscritos.

    Assessoria de Imprensa da Sesu

    Leia mais...
    Ideb é iniciativa premiada em concurso de inovação pública

Fim do conteúdo da página