Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Avaliação deve prestigiar quem oferece ensino de qualidade

    O Enade apresenta tendência de crescimento na participação dos estudantes. No ano passado, foi verificado o maior índice desde a primeira edição, em 2004Prestigiar as instituições de ensino que oferecem educação de qualidade, a partir da consolidação de uma cultura de avaliação, foi uma das ideias defendidas na segunda-feira, dia 18, no ciclo de seminários regionais do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2009. Mais de 200 coordenadores de curso e representantes de instituições de educação superior participaram do encontro.

    A defesa das instituições que oferecem um serviço qualificado foi feita pela diretora de avaliação da educação superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Iguatemy Maria de Lucena Martins. Ela falou sobre o Enade no contexto do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Segundo ela, o desafio é consolidar uma cultura de avaliação na graduação que não seja punitiva para as instituições, mas que sirva para prestigiar aquelas que oferecem educação de qualidade. “Devemos ter padrões mínimos de qualidade, indicadores de diagnósticos, instrumentos e procedimentos para avaliar”, disse. “Desse modo, conseguiremos resultados da qualidade.”

    O Inep avalia mais de 27 mil cursos de graduação em todo o país. Segundo Iguatemy, o Enade apresenta tendência de crescimento na participação dos estudantes. “Em 2008, tivemos o maior índice desde a primeira edição, em 2004”, destacou.

    Os aspectos legais do exame e os indicadores de qualidade verificados a partir dos resultados também foram debatidos. O coordenador-geral do Enade, Webster Spiguel, destacou a importância dos relatórios produzidos a cada edição. “Todos têm um foco diferente, mas reúnem informações valiosas sobre a participação da instituição, dos cursos e dos alunos”, disse.

    Áreas — O encontro foi o primeiro de uma série que se realizará até junho em todas as regiões do país. O Inep espera reunir 2,3 mil instituições com registro de curso nas áreas que serão avaliadas em 2009 pelo Enade — administração, arquivologia, biblioteconomia, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social, design, direito, estatística, música, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo, teatro e turismo; cursos superiores de tecnologia em design de moda, gastronomia, gestão de recursos humanos, gestão de turismo, gestão financeira, marketing e processos gerenciais.

    Assessoria de Imprensa do Inep
  • Inscrições para o exame registram mais de 300 mil alunos em 38 horas

    As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2009 começaram na segunda-feira, 15, e vão até o dia 17 de julho. O período para se inscrever é de mais de um mês. Mas, ao que tudo indica, os participantes não deixarão isso para a última hora. Até as 14h desta terça-feira, 16, o segundo dia de inscrição, o exame já registra 305.022 inscritos. O número supera a marca alcançada em 1998, ano de realização do primeiro Enem, quando foram registrados 157.221 inscritos em toda a edição.

    Neste ano, todas as inscrições para o Enem serão realizadas exclusivamente pela internet. Concluintes de escolas públicas e privadas, egressos do ensino médio e candidatos à certificação (com idade mínima de 18 anos) podem se inscrever até as 23h59 do dia 17 de julho, na página eletrônica do Enem. Para isso, precisam adotar o seguinte procedimento:

    – acessar a página eletrônica do Enem, durante o período das inscrições;

    – preencher ou atualizar os dados cadastrais;

    – preencher o cadastro de inscrição com as informações necessárias, inclusive a cidade escolhida para a realização do exame, dentre as apresentadas, e se pretende utilizar os resultados do exame para efeito de certificação, na forma da lei;

    – enviar os dados e verificar se a transferência foi concretizada;

    – o concluinte isento do pagamento da taxa de inscrição deverá imprimir, na sequência, o comprovante de inscrição;

    – o concluinte ou egresso pagante deverá imprimir, na sequência, o boleto para efetuar o pagamento em qualquer agência de estabelecimento bancário, integrado ao Sistema Nacional de Compensação, no valor de R$ 35 (trinta e cinco reais) ou solicitar isenção de taxa;

    – a efetivação da inscrição somente ocorrerá após o recebimento pelo Inep do comprovante de pagamento enviado pelo Banco do Brasil;

    – os comprovantes de inscrição dos participantes referidos estarão disponíveis na página eletrônica do Enem. É de inteira responsabilidade do inscrito a obtenção e guarda do comprovante de inscrição, sem o qual ele não poderá participar do exame.

    Serão isentos do pagamento da taxa de inscrição os concluintes do ensino médio, em qualquer modalidade, matriculados em instituições públicas de ensino. Os demais participantes poderão solicitar a isenção no ato da inscrição. O deferimento dos pedidos de isenção deverão ser acompanhados a partir do dia 10 de julho de 2009, na página eletrônica do exame. Para participar do Enem 2009, os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção indeferidos deverão acessar a mesma página na internet, imprimir o boleto e efetivar o pagamento da inscrição até o dia 17 de julho de 2009.

    Assessoria de Imprensa do Inep
Fim do conteúdo da página