Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Candidatos podem conferir o resultado da primeira chamada

    O Programa Universidade para Todos (ProUni) selecionou 73.415 estudantes em primeira chamada. A consulta ao resultado está disponível a partir desta terça-feira, dia 9, na página eletrônica do programa. Para garantir a bolsa de estudos, o candidato pré-selecionado deve comprovar os dados ficha de inscrição na instituição de educação superior na qual pretende estudar. Isso deve ser feito até o dia 19.


    Para o segundo semestre, o ProUni oferece 91.227 bolsas. Serão 57.432 integrais e 33.795 parciais, de 50% da mensalidade. As integrais destinam-se a candidatos com renda familiar de até um salário mínimo e meio (R$ 697,50 por pessoa). As parciais, a estudantes com renda familiar de até três salários mínimos mensais (R$ 1.395 por pessoa). Na primeira fase, 212.773 estudantes fizeram a inscrição.


    As bolsas de estudos remanescentes serão oferecidas a estudantes pré-selecionados em segunda chamada, prevista para o dia 29.


    Os pré-selecionados devem conferir o resultado na página eletrônica do ProUni. É necessário informar os números do CPF e da matrícula no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2008. Outra opção é o telefone gratuito 0800 616161. Os candidatos podem também procurar a instituição na qual concorrem à vaga.


    Este ano, o ProUni adotou duas etapas independentes de inscrições. A primeira encerra-se em 15 de julho. A segunda vai de 20 a 24 de julho.

    Assessoria de Imprensa da Sesu


  • Contemplados na 1ª chamada devem comprovar informações até esta terça, 25

    Giulliano Fernandes, do Portal MEC

    Os candidatos contemplados com as bolsas da primeira chamada do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até esta terça-feira, 25 de junho, para confirmar as informações junto às instituições de ensino.

    O resultado da seleção foi publicado em 18 de junho, no site do programa, mesma data em que se iniciou o prazo para a comprovação de informações da primeira chamada. Nessa etapa, o estudante deve apresentar à instituição de ensino original e cópia dos seguintes documentos:

    • documento de identificação próprio e dos demais membros do grupo familiar;
    • seu comprovante de residência e dos membros do grupo familiar;
    • comprovante de separação ou divórcio dos pais ou certidão de óbito;
    • comprovante de rendimentos individual e dos integrantes de seu grupo familiar;
    • cópia de decisão judicial, acordo homologado judicialmente ou escritura pública determinando o pagamento de pensão alimentícia, caso esta tenha sido abatida da renda bruta de membro do grupo familiar;
    • comprovantes dos períodos letivos referentes ao ensino médio cursados em escola pública, quando for o caso;
    • comprovante de bolsa de estudo integral durante os períodos letivos referentes ao ensino médio, cursados em instituição privada, emitido pela respectiva instituição, quando for o caso;
    • comprovante de efetivo exercício do magistério na educação básica pública integrando o quadro de pessoal permanente da instituição, quando for o caso;
    • laudo médico atestando a espécie e o grau da deficiência, quando for o caso, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID;
    • quaisquer outros documentos que o coordenador do ProUni eventualmente julgar necessários à comprovação.

    Para validar a conclusão do ensino médio, o estudante poderá apresentar certificado com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) ou dos exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.

    Condições – Além da renda comprovada e a média de nota do Enem 2018, o candidato não deve possuir diploma de ensino superior e preencher, pelo menos, uma destas condições:

    • ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede particular, na condição de bolsista integral da própria escola privada;
    • ser pessoa com deficiência;
    • ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrante de quadro de pessoal permanente de instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Neste caso, não há restrição de renda.

    Público - Podem ter acesso às bolsas os estudantes que tiverem feito ao menos 450 pontos na média do Enem de 2018 e não ter zerado a redação. Além disso, é preciso comprovar renda familiar bruta mensal entre 1,5 e 3 salários mínimos.

    Nesta edição, foram ofertadas 68.087 bolsas integrais (100%) para quem tem renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas de 50%, foram 101.139. Estas são para estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos.

    Inscrições - A segunda edição de 2019 do ProUni contabilizou 797.615 inscrições, o que representa o número de vezes que candidatos registraram o interesse em participar de algum curso ofertado na seleção.

    Se for levar em conta o número de pessoas que se inscreveram no sistema, este chega a 417.102 inscritos. O resultado da segunda chamada ficará disponível em 2 de julho. Neste caso, os requisitantes devem apresentar a comprovação das informações até 8 de julho.

    Quem não conseguir uma bolsa nas duas chamadas pode ainda tentar uma vaga remanescente na lista de espera, que será divulgada entre 15 e 16 de julho. Os resultados serão divulgados em 18 de julho.

    Vale lembrar que é responsabilidade do candidato observar o local, a data e o horário de atendimento e processo seletivo da instituição.

    Leia também: Resultado da 1ª chamada está disponível no site do programa

  • Convocados na primeira chamada devem ficar atentos ao cronograma de matrícula

    Os convocados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que ainda não fizeram a matrícula devem comparecer às instituições selecionadoras na segunda-feira, 20 e na terça-feira, 21. O candidato que não comparecer na data prevista perderá a vaga.

    Nesta primeira edição de 2014, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. O sistema seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A inscrição foi restrita ao estudante que participou da edição de 2013 do exame. Ficou impedido de se inscrever aquele que tirou zero na prova de redação.

    O cronograma completo do Sisu e o resultado da primeira chamada estão na página do sistema na internet.

    Assessoria de Comunicação Social
Fim do conteúdo da página