Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Candidatos a vagas já podem conferir resultado da segunda chamada

    Está liberado para consulta pela internet o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os candidatos pré-selecionados têm prazo até quinta-feira, 17, para comparecer às instituições de ensino e comprovar as informações declaradas quando fizeram a inscrição e providenciar a matrícula.

    Após o prazo de comprovação das informações, haverá uma segunda etapa de inscrições, do dia 21 ao dia 24 próximos. Podem se candidatar os candidatos que não foram pré-selecionados na primeira etapa, os pré-selecionados para cursos que não tiveram formação de turma e os que não se candidataram durante o primeiro prazo.

    Os pré-selecionados que conseguiram a bolsa de estudos na primeira etapa estão impedidos de fazer nova inscrição. Podem se candidatar os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010 e tenham atingido no mínimo 400 pontos na média das cinco notas (em ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias e redação). É necessário que o candidato não tenha tirado nota zero na redação.

    Para concorrer à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio; para bolsa parcial, renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos. Além de ter feito o Enem 2010 e ter alcançado a pontuação mínima, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em escola particular, na condição de bolsista integral.

    A consulta ao resultado da segunda chamada deve ser feita na página eletrônica do ProUni.

    Assessoria de Imprensa da Sesu


  • Candidatos ao Sisutec podem consultar lista da 2ª chamada

    Os candidatos que disputam uma vaga no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) já podem consultar a lista da segunda chamada da seleção. As matrículas devem ser feitas diretamente nas instituições que oferecem os cursos, entre os dias 6 e 8 de agosto.

    Os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das duas chamadas poderão se inscrever para as vagas não preenchidas pelo Sisutec entre 11 e 20 de agosto.

    Para esta edição do Sisutec, foram ofertadas 289.341 vagas em cursos técnicos e gratuitos em instituições públicas e particulares e nos serviços nacionais de aprendizagem (sistema S), distribuídas em 466 municípios das 27 unidades da Federação.

    As vagas serão preenchidas prioritariamente por pessoas que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, em instituições particulares, na condição de bolsistas integrais. Além disso, os candidatos devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido nota na redação que não seja zero.

    Por meio do Sisutec, sistema informatizado do Ministério da Educação, instituições públicas e particulares de educação superior e de educação profissional e tecnológica oferecem vagas gratuitas em cursos técnicos na forma subsequente. Criado em 2013, o sistema integra o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que até julho deste ano registrou 7,6 milhões de matrículas em todo o país.

    Assessoria de Comunicação Social

    Confira os selecionados da primeira chamada na página do Sisutec

  • Candidatos da segunda chamada devem se matricular até dia 11

    Está disponível para consulta, a partir desta sexta-feira, 4, a lista dos selecionados em segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os candidatos terão prazo até 11 de julho para comprovar suas informações junto às instituições de ensino superior em que as bolsas são ofertadas e efetuar a sua matrícula.

    O programa oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior com cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Os candidatos precisam comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para a bolsa integral; para a parcial, renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos. Professores dos quadros permanentes das redes públicas estaduais e municipais, em efetivo exercício do magistério, que concorram a bolsas em cursos de licenciatura, pedagogia ou normal superior estão dispensados de comprovar renda.

    Os candidatos que não forem selecionados nesta chamada podem manifestar interesse em integrar a lista de espera nos dias 21 e 22 de julho.

    Criado em 2004 pelo governo federal, o programa é dirigido a estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular, na condição de bolsistas integrais.

    Na segunda edição de 2014, o ProUni oferece 115.101 bolsas em 22.139 cursos de 943 instituições.

    Assessoria de Comunicação Social

    lista dos pré-selecionados pode ser consultada na página do ProUni na internet

  • Documentos da segunda chamada devem ser entregues até sexta, 24

    Os estudantes pré-selecionados em segunda chamada no Programa Universidade para Todos (ProUni) têm prazo até esta sexta-feira, 24, para entregar a documentação comprobatória das informações prestadas durante a inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do concorrente.

    O candidato deverá apresentar à instituição para a qual foi pré-selecionado os documentos originais de identificação próprios e dos membros da família, comprovantes de residência, de conclusão do ensino médio, de rendimentos e, quando for o caso, de separação, divórcio ou morte dos pais, pagamento de pensão alimentícia, de professor da educação básica e de deficiência. A lista completa de documentos pode ser consultada on-line, na página do ProUni.

    Ao receber a documentação do candidato, a instituição deve, obrigatoriamente, entregar o protocolo de recebimento. No entanto, mesmo após todo esse procedimento, o coordenador do ProUni na instituição poderá exigir a entrega de documentos adicionais, caso julgue necessário.

    A concessão de bolsas de estudo por meio do ProUni está condicionada à formação de turma no período letivo inicial do curso, ou seja, é necessário que haja um número mínimo de alunos matriculados. Os candidatos pré-selecionados para cursos nos quais não houver formação de turma serão reprovados, podendo manifestar interesse em participar da lista de espera do programa.

    Também podem compor a lista de espera os estudantes que não foram pré-selecionados no ProUni. Os interessados em fazer parte da lista poderão se manifestar nos dias 7 e 8 de março. A relação dos participantes será divulgada no dia 10 do mesmo mês. Para esses candidatos, a comprovação das informações deverá ser feita nos dias 13 e 14.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Inscrição na lista de espera do ProUni termina nesta segunda

    Os estudantes interessados em participar da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm prazo a partir desta sexta-feira, 7, até a próxima segunda, 10, para se manifestar. É o primeiro passo para obter o direito à bolsa de estudos em instituição privada de ensino superior.

    A concessão do benefício estará condicionada à regular participação e aprovação em fases posteriores do processo seletivo, bem como à formação de turma no período letivo inicial do curso. Os candidatos selecionados na segunda chamada deverão comparecer às instituições de ensino entre 17 e 18 deste mês para entregar a documentação que comprove as informações prestadas durante a inscrição.

    É da inteira responsabilidade do candidato verificar na instituição os horários e o local de comparecimento para a aferição desses dados, bem como a consulta aos resultados, disponível na página do programa na internet, na central de atendimento, pelo telefone 0800-616161, e nas instituições educacionais participantes do programa. A eventual comunicação por via eletrônica do Ministério da Educação tem caráter meramente complementar.

    A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação. Ao receber a documentação do candidato, a instituição deve, obrigatoriamente, entregar o protocolo ao ProUni. Contudo, esse procedimento não afasta eventual exigência de apresentação de informações adicionais.

    A bolsa do ProUni só pode ser concedida caso haja formação de turma, com número mínimo necessário de alunos matriculados.

    Programa – O ProUni é um programa do Ministério da Educação, criado em 2004, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de graduação.

    Podem participar egressos do ensino médio da rede pública ou particular na condição de bolsistas integrais, além de estudantes com deficiência e professores servidores no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente.

    Para concorrer às bolsas integrais, deve-se comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para parciais, deve ser de até três salários mínimos per capta.

    Para se inscrever é preciso ter participado do Enem de 2016 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame. É necessário, ainda, ter obtido nota acima de zero na redação.

    Acesse a página do programa

    Assessoria de Comunicação Social

  • Prazo para inscrição na lista de espera é aberto nesta sexta


    A partir de zero hora desta sexta-feira, 22, os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada regular do processo seletivo do segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem manifestar o interesse em participar da lista de espera. É importante destacar que os candidatos que não se manifestarem no prazo não perderão o direito de pleitear uma vaga na segunda edição do Sisu 2018.

    A manifestação deve ser feita até as 23h59 do próximo dia 27, por meio da página do Sistema mantida pelo Ministério da Educação. O candidato deve ter em mãos o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 e a senha mais atual cadastrada no Enem. A convocação dos candidatos em lista de espera será realizada entre os dias 3 de julho e 21 de agosto pelas próprias instituições que estão oferecendo as vagas.

    A lista de espera é aberta aos inscritos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso, independentemente de terem efetuado ou não a matrícula para o curso no qual foram selecionados. A participação na lista é restrita à primeira opção de vaga.

    Nesta edição, estão sendo ofertadas 57.271 vagas em 68 instituições. A distribuição se dá entre oito instituições públicas estaduais – um centro universitário e sete universidades –, uma faculdade pública municipal e 59 instituições públicas federais, com dois centros de educação tecnológica, 27 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e 30 universidades.

    O Sisu é um sistema informatizado criado pelo Ministério da Educação, no qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pode concorrer quem fez a prova em 2017 e obteve nota superior a zero na redação.

    Acesse a página do Sisu

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Pré-classificados podem conferir os resultados da segunda chamada

    é-classificados podem conferir resultados da segunda chamadaEstá disponível para consulta o resultado da segunda chamada da segunda fase de inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni). Até quinta-feira, 20, os 14.523 estudantes pré-selecionados nessa segunda etapa devem comparecer à instituição de ensino na qual se inscreveram para comprovar as informações prestadas.

    A relação dos pré-selecionados pode ser conferida na página eletrônica do programa. O candidato deve informar o número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou o do CPF.

    Assessoria de Imprensa da Sesu
  • Pré-selecionados na segunda chamada devem fazer matrícula

    Os candidatos pré-selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm prazo até quinta-feira, 17, para providenciar a matrícula nas instituições particulares de educação superior em que fizeram a inscrição. É necessário comprovar as informações declaradas no dia em que se inscreveram.

    Após o prazo de comprovação das informações, haverá uma segunda etapa de inscrições, do dia 21 ao dia 24 próximos. Podem se candidatar os candidatos que não foram pré-selecionados na primeira etapa, os pré-selecionados para cursos que não tiveram formação de turma e os que não se candidataram durante o primeiro prazo.

    Os pré-selecionados que conseguiram a bolsa de estudos na primeira etapa estão impedidos de fazer nova inscrição. São candidatos nessa nova etapa os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010 e tenham atingido no mínimo 400 pontos na média das cinco notas (em ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias e redação). O candidato não pode ter tirado nota zero na redação.

    Para concorrer à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio; para bolsa parcial, renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos. Além de ter feito o Enem 2010 e ter alcançado a pontuação mínima, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em escola particular, na condição de bolsista integral.

    A consulta ao resultado da segunda chamada deve ser feita na página eletrônica do ProUni.

    Assessoria de Comunicação Social
  • Resultado da segunda chamada do ProUni já está disponível

    Candidatos pré-aprovados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) já podem consultar o resultado, disponível no site do programa na internet. O prazo para comprovação de informações também tem início nesta sexta-feira, 2, e segue até o próximo dia 9. Isso deve ser feito na universidade onde o candidato estudará, e é requisito para garantia da vaga. Em caso de não aprovação, o prazo para manifestar interesse na lista de espera é de 16 a 19 de março.

    As informações a serem comprovadas dizem respeito ao cadastro e à renda, tanto do candidato quanto do seu grupo familiar, e à comprovação de residência, entre outros tópicos. Além disso, a instituição de ensino poderá solicitar informações complementares.

    O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em cursos de graduação de instituições privadas de educação superior. Nesta edição, estão sendo ofertadas aproximadamente 243 mil bolsas. Dessas, 113.863 são integrais e 129.124, parciais. As integrais se destinam aos estudantes com renda per capita de até 1,5 salários mínimos. Já as bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar per capita de até três salários mínimos.

    Poderão concorrer à primeira opção de curso candidatos que não foram pré-selecionados nas chamadas regulares ou foram pré-selecionados só na segunda opção de curso, nas situações em que não houve formação de turma.

    Regras – As bolsas do ProUni são destinadas a brasileiros sem diploma de curso superior que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017, com nota superior a 450 pontos e sem zerado a prova de redação.

    É necessário, ainda, que o candidato atenda a pelo menos um dos requisitos a seguir: ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral, possuir alguma deficiência, ser professor da rede pública ou estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.

    Consulte a página do ProUni.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Será divulgado no dia 26 o resultado da segunda chamada

    O resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni), edição 2017, será divulgado nesta segunda-feira, 26. A seleção, no entanto, assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa em instituição privada de ensino superior.

    A concessão do benefício estará condicionada à regular participação e aprovação em fases posteriores do processo seletivo, bem como à formação de turma no período letivo inicial do curso.

    Será de inteira responsabilidade do estudante a consulta aos resultados, disponível na página do programa na internet, na Central de Atendimento, pelo telefone 0800-616161, e nas instituições educacionais participantes do programa, além do cumprimento dos prazos estabelecidos e o acompanhamento de possíveis alterações. A eventual comunicação por via eletrônica do MEC tem caráter meramente complementar.

    O interessado deve apresentar à instituição para a qual foi pré-selecionado, no período de 26 a 30 de junho, estabelecido no cronograma, os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. É de sua inteira responsabilidade verificar na instituição os horários e o local de comparecimento para a aferição desses dados.

    A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação. E é importante verificar no ato da inscrição se a instituição vai aplicar um processo seletivo próprio, sem cobrança de taxa, que pode ser diferente do vestibular.

    As que fizerem essa opção (sem cobrança de taxa) devem explicar formalmente, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas, a natureza e os critérios de aprovação – que não podem ser mais rigorosos que os aplicados aos pré-selecionados nos processos seletivos regulares.

    Ao receber a documentação do candidato, a instituição deve, obrigatoriamente, entregar o protocolo ao ProUni. Contudo, esse procedimento não afasta eventual exigência de apresentação de informações adicionais.

    A bolsa do ProUni só pode ser concedida caso haja formação de turma, com número mínimo necessário de alunos matriculados. Serão reprovados os pré-selecionados para cursos em que isso não ocorrer, mas eles poderão manifestar interesse em participar da lista de espera do programa.

    ProUni - É um programa do Ministério da Educação, criado em 2004, que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de graduação.

    Podem participar egressos do ensino médio da rede pública ou particular na condição de bolsistas integrais, além de estudantes com deficiência e professores servidores no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente.

    Para concorrer às bolsas integrais, deve-se comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para parciais, deve ser de até três salários mínimos per capta.

    Para se inscrever é preciso ter participado do Enem de 2016 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame. É necessário, ainda, ter obtido nota acima de zero na redação.

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Sistema faz a segunda chamada para matrícula de candidatos

    O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação convoca nesta sexta-feira os estudantes em segunda chamada. Os selecionados nesta fase devem fazer a matrícula nas instituições de educação superior na terça-feira, 8, e na quarta, 9.

    A consulta ao resultado deve ser feita pelos candidatos no boletim individual do aluno. A documentação necessária consta do mesmo boletim, disponível também nas instituições de ensino.

    O Ministério da Educação deve fazer a terceira chamada no dia 13. As vagas remanescentes serão preenchidas com base na lista de espera, a critério dos estabelecimentos de ensino. O calendário pode ser consultado na página eletrônica do Sisu.

    O Sisu é um sistema informatizado por meio do qual instituições públicas de educação superior selecionam estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

    Assessoria de Comunicação Social


Fim do conteúdo da página