Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Dirigentes municipais discutem curso para capacitar gestores

    Representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) de todo o Nordeste (AL, BA, CE, PB, PE, PI, MA, RN, SE) e coordenadores das universidades federais da região participam, em Brasília, de encontro para discutir curso de extensão a distância, a ser destinado aos dirigentes municipais de educação. O Encontro do Programa de Apoio aos Dirigentes Municipais de Educação (Pradime) EAD foi aberto nesta quinta-feira, 25, e se encerra na tarde desta sexta-feira, 26.

    “Este é um encontro de trabalho para estabelecer estratégias para o curso de atualização dos dirigentes, que começará em abril”, informa a diretora de fortalecimento institucional e gestão educacional da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação, Maria Luiza Martins Alessio.

    No encontro, são discutidas a execução do curso, mobilização de todas as secretarias municipais de educação prioritárias do Nordeste e estratégias de parceria com as universidades federais da região para permitir a ampliação da oferta do curso aos secretários de educação de municípios não prioritários.

    A expectativa do Ministério da Educação, de acordo com Maria Luíza, é oferecer formação a distância a 1.161 secretários de municípios prioritários e de grandes cidades do Nordeste a partir da primeira quinzena de abril. “Estamos trabalhando para que, até o final desse semestre, possamos estender o curso a todos os secretários municipais das regiões Norte e Nordeste”, afirma Maria Luiza.

    O Pradime oferece aos dirigentes municipais de educação aperfeiçoamento em nível de extensão, a partir de um curso de 170 horas, que alia formação a distância e encontros presenciais. A intenção é criar um espaço permanente de formação, troca de experiências, acesso a informações sistematizadas e à legislação pertinente, a fim de promover a qualidade da educação básica. A duração do curso varia entre quatro e seis meses, de acordo com as necessidades dos dirigentes em formação.

    O programa é resultado de parceria entre o Ministério da Educação e a Undime. As universidades federais da Bahia e de Pernambuco coordenam a execução do curso no Nordeste.

    Maria Clara Machado
Fim do conteúdo da página