Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inscrições para 106.252 bolsas remanescentes relativas ao segundo semestre estão abertas
Início do conteúdo da página
  • Adesão à lista de espera do ProUni segue aberta até sexta-feira, 8

    Atenção estudantes que tentam uma oportunidade no Programa Universidade para Todos (ProUni): o prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera está aberto. Os interessados em continuar concorrendo a uma das bolsas disponíveis devem fazer sua manifestação na página do ProUni na internet nesta quinta, 7, e sexta-feira, 8. A relação dos candidatos participantes da lista de espera estará disponível para consulta pelas instituições na próxima segunda-feira, 11.

    Todos os candidatos participantes da lista de espera terão que comparecer, entre os dias 12 e 13 de março, às respectivas instituições para apresentar a documentação que comprove as informações prestadas na inscrição. Para a primeira opção de curso escolhida, podem concorrer os estudantes que não tenham sido pré-selecionados nas chamadas regulares ou que, pré-selecionados na segunda opção de curso, não tenham sido beneficiados por não ter havido formação de turma.

    Já para a segunda opção de curso escolhida durante a inscrição, podem manifestar o interesse na lista de espera aqueles que não tenham sido pré-selecionados nas chamadas regulares por não ter ocorrido formação de turma na primeira opção de curso; não tenham sido pré-selecionados nas chamadas regulares por não haver bolsas disponíveis na primeira opção de curso; ou que tenham sido pré-selecionados na primeira opção de curso, porém não tenha havido formação de turma.

    Programa – O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. Podem participar estudantes que fizeram o ensino médio na rede pública ou na rede particular na condição de bolsistas integrais; estudantes com deficiência; e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública.

    Bolsas – Podem concorrer às bolsas integrais os candidatos que tenham renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

    Para concorrer é preciso ter participado do Enem de 2018 e ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas do Exame. Além disso, é preciso ter tirado nota maior que zero na redação.

    Acesse a página do ProUni

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Adesão à lista de espera do Sisu vai até o próximo dia 10

    Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2017 ou que foram aprovados para a segunda opção de curso podem integrar a lista de espera do programa. O período para manifestar o interesse em participar da lista começou nesta segunda-feira, 30, e se estenderá até as 23h59 (horário de Brasília) do dia 10 de fevereiro.

    A adesão à lista de espera está restrita à primeira opção de curso do candidato. Os que foram selecionados para a segunda alternativa poderão concorrer ao curso prioritário mesmo que tenham efetuado matrícula. Para participar da lista de espera, o candidato deve acessar a página do Sisu na internet e manifestar o interesse no prazo especificado.

    O diretor de Políticas e Programas de Graduação do Ministério da Educação, Vicente Almeida Júnior, explica que, na lista de espera, a convocação dos candidatos para a matrícula cabe às próprias instituições. “É importante que o candidato acompanhe as convocações para matrícula da lista de espera junto à instituição na qual ele tenha manifestado interesse”, destaca.

    As listas de espera estarão disponíveis às instituições no dia 15 de fevereiro. Neste semestre, 131 universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais ofertaram 237.840 vagas no Sisu. O programa teve 2.498.261 candidatos inscritos e o total de inscrições chegou a 4.880.047, uma vez que cada estudante pôde fazer duas opções de curso.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Candidatos ficarão em lista de espera para aguardar chamada

    O Ministério da Educação decidiu criar e regulamentar a lista de espera para o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (ProUni) deste primeiro semestre de 2011. A regulamentação consta da Portaria nº 190, do dia 23 último.

    De acordo com a regulamentação, ao fim da segunda chamada, os candidatos inscritos e não pré-selecionados e os pré-selecionados para cursos em que não houve formação de turma constarão da lista de espera, que estará disponível para consulta, no Sistema do ProUni (SisProuni), pelas instituições de educação superior participantes do programa a partir de 21 de março. Não será necessária a confirmação, por parte do candidato, do interesse em participar da lista.

    Os candidatos constarão da lista de espera por ordem de classificação em cada curso e turno. Haverá apenas uma lista para cada curso, independentemente da opção original do candidato por vaga destinada a políticas afirmativas ou a ampla concorrência.

    A classificação do candidato considerará a primeira opção de inscrição. Caso não tenha ocorrido formação de turma nessa primeira opção, a classificação se dará na opção seguinte, até a terceira.

    A partir da classificação na lista de espera, as instituições de educação superior convocarão os estudantes para verificação das informações prestadas na inscrição entre os dias 21e 25 de março. Até 31 de março, os coordenadores do ProUni em cada instituição emitirão os termos de concessão de bolsa de estudos no SisProuni.

    Caberá às instituições de ensino convocar os classificados, conforme o cronograma. Portanto, o estudante deve verificar o local e horário de comparecimento para confirmar as informações.

    A Portaria nº 190/2011 foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 24, seção 1, página 10.

    Assessoria de Imprensa da Sesu
  • Candidatos na lista de espera começam a ser chamados nesta quarta

    A partir desta quarta-feira, 25, as instituições públicas de educação superior que tiverem vagas remanescentes pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para este segundo semestre podem convocar os candidatos integrantes da lista de espera. O período para os estudantes manifestarem interesse em participar dessa lista, aberto no dia 13 último, encerrou-se na sexta-feira, 20.

    A convocação para as vagas remanescentes será feita diretamente pelas instituições de ensino. Assim, o estudante que integra a lista deve acompanhar as convocações para matrícula junto à instituição em que manifestou interesse. A consulta pode ser feita pela internet ou contato telefônico.

    Por meio do sistema informatizado do Sisu, instituído em janeiro de 2010 pelo Ministério da Educação, instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). No período de matrículas do processo deste segundo semestre, o sistema registrou 642.878 candidatos às 30.548 vagas oferecidas em 56 instituições de 21 unidades da Federação. Foram feitas 1.245.437 inscrições — cada candidato poderia optar por até dois cursos.

    Assessoria de Comunicação Social
  • Começa nesta quarta-feira, 19 de junho, a convocação dos candidatos da lista de espera

    Dyelle Menezes, do Portal MEC

    A convocação dos candidatos que estão na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começa nesta quarta-feira, 19 de junho. A chamada é feita diretamente pelas instituições de ensino superior.

    Quem foi selecionado deve conferir o prazo para a matrícula no cronograma e verificar junto à instituição de ensino em que foi aprovado os locais, horários e qual a documentação necessária.

    Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sisu em nenhuma das duas opções de curso cadastradas puderam manifestar interesse na lista de espera da seleção.

    O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

    No segundo semestre de 2019, o Sisu registrou 1.213.679 de inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também contabiliza alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486.

    Leia também: Prazo para manifestar interesse em lista de espera vai até segunda, 17

  • Convocação da lista de espera começa na próxima segunda, 26


    A convocação dos candidatos que compõem a lista de espera da segunda edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terá início na próxima segunda-feira, 26. Nesse caso, a convocação dos estudantes para a matrícula cabe às próprias instituições de ensino. Assim, é importante que os candidatos acompanhem as convocações da lista de espera junto à instituição na qual tenha manifestado interesse.

    A lista de espera é aberta aos candidatos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso, independentemente de terem efetuado ou não a matrícula para o curso no qual foram selecionados. A participação na lista é restrita à primeira opção de vaga.

    Nesta segunda edição de 2017 do Sisu, o número de inscritos superou o registrado no mesmo período do ano passado – 935.550 mil pessoas, aproximadamente 64,2 mil a mais. O total de inscrições chegou a cerca de 1,8 milhão, já que cada participante pôde fazer até duas opções de curso.

    O Sisu é o sistema informatizado gerenciado pelo MEC pelo qual são oferecidas oportunidades de graduação a quem prestou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2016 e tirou nota superior a zero na redação. Nesse processo seletivo, foram ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Convocação da lista de espera começa nesta sexta-feira, 9

    A convocação dos candidatos que compõem a lista de espera da primeira edição de 2018 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) tem início nesta sexta-feira, 9. Cabe às próprias instituições de ensino convocar os estudantes para a matrícula. Assim, é importante que os candidatos acompanhem as convocações da lista de espera junto à instituição pela qual tenham manifestado interesse.

    A lista de espera é aberta aos inscritos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso, independentemente de terem efetuado ou não a matrícula para o curso no qual foram selecionados. A participação na lista é restrita à primeira opção de vaga.

    O Sisu é o sistema informatizado gerenciado pelo MEC pelo qual são oferecidas oportunidades de graduação a quem prestou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2017 e tirou nota superior a zero na redação.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Divulgada lista de pré-selecionados para o segundo semestre, com 75 mil novas vagas

    A relação dos pré-selecionados na chamada regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2017 já está disponível, podendo ser consultada pelos estudantes na página do Fies Seleção na internet. No total, são oferecidas 75 mil novas vagas àqueles que procuram um financiamento para cursar o ensino superior em instituições de ensino privadas.

    A divulgação dos pré-selecionados ocorreu nesta segunda-feira, 31, quando também foi aberta a lista de espera para preenchimento de vagas remanescentes, na qual estão, automaticamente incluídos, os candidatos que não figurarem nesta primeira lista de pré-selecionados. Foram registradas 224.231 inscrições.

    Os candidatos que tiverem o nome listado na chamada regular devem concluir a inscrição na página eletrônica do SisFies entre os dias 1º e 7 de agosto. Depois disso é necessário que ele valide as informações junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino em até 10 dias, contados a partir do dia seguinte ao da conclusão da inscrição.

    Também deve comparecer a um agente financeiro do Fies em até 10 dias, contados a partir do terceiro dia útil seguinte à data da validação das informações. Já a convocação dos alunos que manifestarem interesse em participar da lista de espera ocorrerá de 1º de agosto a 3 de setembro, e o período de inscrições para as vagas remanescentes começa em 11 de setembro.

    Com a oferta desta edição do programa, o Fies atingiu 300 mil vagas abertas desde maio de 2016. A partir de 2018, o Novo Fies será dividido em três modalidades, garantindo, ao todo, 310 mil vagas, das quais 100 mil a juros zero, para estudantes com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos.

    Os recursos serão alocados da União, de fundos constitucionais regionais e de recursos o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), além dos fundos regionais de desenvolvimento das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

    Uma medida provisória foi enviada ao Congresso Nacional para garantir a alteração no modelo do Fies. O texto preza, principalmente, por evitar a descontinuidade do programa e riscos fiscais e operacionais, bem como garantir as medidas preparatórias para adesão dos bancos, constituir um novo fundo garantidor e criar novos sistemas de tecnologia da informação para a seleção e o financiamento.

    Acesse a página do Fies Seleção para consultar a relação dos candidatos pré-selecionados.

    Acesse a página do SisFies para concluir a inscrição.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Estudantes podem consultar resultado da lista de espera do ProUni junto às instituições

    Os estudantes que constarem da lista de espera do ProUni devem levar a documentação para comprovação das informações prestadas durante a inscrição entre segunda e terça-feira, dias 13 e 14 (Foto: Isabelle Araújo/MEC)Os candidatos que manifestaram interesse na lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) podem consultar o resultado junto às respectivas instituições de educação superior a partir desta sexta-feira, 10. Aqueles que constarem da lista devem levar a documentação para comprovação das informações prestadas durante a inscrição entre segunda e terça-feira, dias 13 e 14.

    “É muito importante que o candidato participante da lista compareça à instituição de ensino com a documentação que comprove as informações prestadas durante a inscrição para verificar a possibilidade, a partir das bolsas disponibilizadas, de inclusão no programa”, ressalta o diretor de Políticas e Programas de Graduação do MEC, Vicente Almeida Junior.

    A lista de espera do ProUni é única para cada curso e turno de cada local de oferta, independentemente da opção original dos candidatos pela concorrência a vagas destinadas às políticas afirmativas ou à ampla concorrência. A definição dos estudantes pré-selecionados é feita com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016.

    O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas e comunitárias de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. A concessão do benefício está condicionada à disponibilidade de bolsas e ao atendimento de todos os requisitos legais e regulamentares.

    Assessoria de Comunicação Social
     

  • Estudantes selecionados têm até esta segunda-feira, 17, para fazer a matrícula

    Luciano Marques, do Portal MEC

    Os estudantes selecionados na chamada regular do segundo semestre do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até as 23h59 desta segunda-feira, 17 de junho, para fazer a matrícula na instituição de ensino superior. Também hoje se encerra o período para o candidato manifestar interesse em se inscrever na lista de espera.

    Cabe aos candidatos verificar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio para não perder a oportunidade. O resultado da chamada única do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi divulgado na segunda-feira da semana passada, 10, e está disponível no site do programa.

    Para o segundo semestre de 2019, o Sisu registrou 1.213.679 inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765).O pré-requisito para concorrer ao Sisu é ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtido nota acima de zero na redação. O resultado está disponível no site do Sisu. Para conferir, é necessário informar o número de inscrição e a senha do Enem 2018.

    Lista de espera – Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sisu em nenhuma das duas opções de curso cadastradas podem manifestar interesse na lista de espera. Nesta etapa, ele vai fazer a opção por uma das duas opções anteriormente indicadas.

    O candidato deve acessar o sistema durante o período especificado no cronograma e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. O postulante deve se certificar de que sua manifestação foi realizada. Ao finalizar, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

    A convocação dos candidatos da lista de espera para a matrícula cabe às próprias instituições de ensino. Ela será realizada após 19 de junho.

  • Estudantes têm só esta quarta-feira para pedir inclusão na lista de espera

    Os candidatos a bolsas de estudos oferecidas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) neste segundo semestre têm somente esta quarta-feira, 10, para manifestar interesse em participar da lista de espera. Podem pedir inclusão na lista os estudantes não pré-selecionados nas chamadas regulares ou pré-selecionados em cursos sem formação de turma.

    A partir de segunda-feira, 15, a lista será usada pelas instituições de ensino participantes do programa para a oferta das bolsas ainda existentes.

    Criado em 2004, o ProUni oferece a estudantes de baixa renda bolsas de estudos em instituições de educação superior particulares em cursos de graduação e sequenciais de formação específica.

    Nesta edição, o programa registrou a inscrição de 460.745 candidatos a 92.107 bolsas. O número de inscritos superou a marca anterior, do processo do segundo semestre de 2009, de 380.935 estudantes.

    O estudante deve manifestar interesse na lista de espera na página eletrônica do ProUni. Pode também conferir o cronograma.

    Assessoria de Imprensa da Sesu
  • Inscrições na lista de espera do Sisu vão até as 23h59 desta quarta, 27

    Termina nesta quarta-feira, 27, o prazo para que os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada regular do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) referente ao segundo semestre manifestem o interesse em participar da lista de espera. Os candidatos têm até 23h59 para se inscreverem, exclusivamente pela página do Sisu na internet. Aqueles que não se manifestarem no prazo perderão o direito de pleitear uma vaga na segunda edição do Sisu 2018.

    A lista de espera é aberta aos candidatos que não foram selecionados na chamada regular ou que foram aprovados somente para a segunda opção de curso, independentemente de terem efetuado ou não a matrícula. A participação na lista é restrita à primeira opção de vaga. Para se candidatar, o estudante deverá ter em mãos o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017.

    A convocação dos candidatos selecionados na lista de espera será realizada entre os dias 3 de julho e 21 de agosto, pelas próprias instituições de ensino superior. Nesta edição, estão sendo ofertadas 57.271 vagas em 68 instituições, sendo oito instituições públicas estaduais – um centro universitário e sete universidades –, uma faculdade pública municipal e 59 instituições públicas federais, com dois centros de educação tecnológica, 27 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e 30 universidades.

    O Sisu é um sistema informatizado criado pelo Ministério da Educação, no qual as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Enem. Nesta edição, pode concorrer quem realizou o exame em 2017 e obteve nota superior a zero na redação.

    Acesse a página do Sisu

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Inscrições na lista de espera e matrículas vão até esta quarta, 7


    Termina nesta quarta-feira, 7, o prazo para os candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) se inscreverem na lista de espera de uma vaga. Basta consultar o boletim do candidato na página do programa. As matrículas para os aprovados na chamada regular também podem ser feitas até esta quarta-feira, na instituição de ensino escolhida.

    A convocação dos estudantes pelas instituições será feita a partir do dia 9, sexta. Os candidatos também podem acompanhar sua inscrição pelo aplicativo para celulares, disponível para Android e IOS. A ferramenta permite ainda acessar as classificações parciais e notas de corte, ver o resultado final e a lista de aprovados.

    Este ano, a oferta sinaliza um número recorde de vagas – 239.716, no total –, distribuídas em 130 instituições, sendo 30 instituições públicas estaduais (um centro universitário, sete faculdades e 22 universidades) e 100 públicas federais, com dois centros de educação tecnológica, uma faculdade, 61 universidades e 36 institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

    O Sisu é o ambiente virtual criado pelo Ministério da Educação para selecionar estudantes candidatos a vagas em instituições de educação superior com base nas notas registradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Podem concorrer todos os que fizeram as provas do Enem em 2017 e obtiveram nota acima de zero na redação.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Inscrições para lista de espera começam nesta segunda, 5

    Os estudantes que queiram participar da lista de espera da segunda edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) devem ficar atentos. O prazo de inscrição começa nesta segunda-feira, 5, e termina no dia 19. Para isso, basta acessar a página eletrônica do programa. O candidato deve ter em mãos o número de inscrição e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016.

    As inscrições para a lista de espera têm início no mesmo dia em que será divulgado o resultado da chamada regular. Neste processo seletivo, são ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições, entre universidades federais, estaduais e institutos federais.

    A matrícula deverá ser efetuada entre os dias 9 e 13 de junho para os aprovados na chamada regular. No caso da lista de espera, os candidatos devem procurar as instituições de educação superior a partir do próximo dia 26 para acompanhar a convocação de matrículas.

    O Sisu é o ambiente virtual criado pelo MEC para selecionar estudantes a vagas em instituições públicas de educação superior. Para participar do processo seletivo deste ano, o candidato deve ter feito o Enem em 2016 e ter tirado nota superior a zero na redação.

    A inscrição para a lista de espera estará disponível na página eletrônica do programa.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Inscrições para lista de espera podem ser feitas até quarta, 7



    Os candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que pretendem concorrer a uma vaga na lista de espera têm prazo até a quarta-feira, 7 de fevereiro, para manifestar seu interesse. Basta consultar o boletim do candidato na página do programa. A convocação desses candidatos pelas instituições será feita a partir de 9 de fevereiro.

    Os candidatos também podem acompanhar sua inscrição pelo aplicativo para celulares, disponível para Android e IOS. Lá também poderá acessar as classificações parciais e notas de corte, ver o resultado final e a lista de aprovados. As inscrições para a chamada regular também podem ser feitas até o quarta-feira, 7.

    Este ano são ofertadas 239.716 vagas em 130 instituições, sendo 30 instituições públicas estaduais – um centro universitário, sete faculdades e 22 universidades – e 100 públicas federais, com dois centros de educação tecnológica, uma faculdade, 36 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e 61 universidades.

    “Hoje o Sisu é uma realidade que se consolidou ao longo de seus oito anos de implantação. Ele propicia uma maior mobilidade, bem como a inclusão de jovens que querem cursar uma graduação numa instituição de ensino superior pública em todos os estados do Brasil”, destaca o coordenador de programas de educação superior do MEC, Fernando Bueno.

    O Sisu é o ambiente virtual criado pelo Ministério da Educação para selecionar estudantes para vagas em instituições de educação superior com base nas notas registradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Podem concorrer todos os que fizeram as provas do Enem em 2017 e obtiveram nota acima de zero na redação.

    Acesse aqui a página do programa. 

    Assessoria de Comunicação Social

  • Lista de espera do ProUni está disponível para as instituições

    O resultado da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) já está disponível para as instituições. A relação, a ser utilizada na convocação para preenchimento de bolsas não ocupadas, contempla os candidatos que não foram pré-selecionados na primeira chamada.

    Todos os participantes da lista de espera deverão comparecer às respectivas instituições escolhidas, nos dias 21 e 22 de março, para apresentar a documentação necessária à comprovação das informações prestadas durante o ato de inscrição. O programa destina-se a brasileiros sem diploma de curso superior que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano anterior e obtido nota superior a 450 pontos, além de redação pontuada acima de zero.

    O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação de instituições privadas de educação superior. Para concorrer a bolsa integral, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para a bolsa parcial (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

    Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos uma das condições a seguir: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou, no caso de escola da rede particular, ter cursado na condição de bolsista integral da própria escola; ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede particular, na condição de bolsista integral da própria escola privada; ser pessoa com deficiência; ou ser professor da rede pública de ensino, caso em que não é necessário comprovar renda.

    Nesta edição, o MEC ofertou 243 mil bolsas, das quais 113.863 são integrais e 129.124, parciais. As integrais foram criadas para estudantes com renda per capita de até 1,5 salários mínimos, enquanto as bolsas parciais se destinam àqueles com renda familiar per capita de até três salários mínimos.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Prazo da pré-seleção em lista de espera termina nesta sexta

    Os estudantes que se inscreveram no processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) deste segundo semestre de 2018 devem ficar atentos: o prazo para a chamada da lista de espera se encerra nesta sexta-feira, 14, às 23h59, hora de Brasília.

    Quem foi pré-selecionado deve acessar o Sistema Informatizado do Fies – FiesSeleção e complementar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da data de pré-seleção do resultado no sistema.

    Após complementar a inscrição, o candidato deverá validar as informações prestadas junto à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino superior para qual foi pré-selecionado, em até cinco dias.

    Direito – O Fies é um modelo de financiamento estudantil que divide o programa em diferentes modalidades, oferecendo condições a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. Pode concorrer quem tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de zero na redação.

    A modalidade juro zero é destinada aos candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é de 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é de R$ 42 mil. A outra modalidade, chamada de P-Fies, destina-se a estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para atender a essa parcela de candidatos, o P-Fies opera com recursos dos Fundos Constitucionais e dos Agentes Operadores de Crédito.

    Podem ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições participantes do Fies. Também podem participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

    Acesse o FiesSeleção  

    Assessoria de Comunicação Social

  • Prazo de adesão da lista de espera do ProUni vai até terça-feira, 31

    Os candidatos a uma vaga na lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni), relativo ao segundo semestre de 2018, podem fazer a adesão ao benefício até está terça-feira, 31, pela internet. Essa é mais uma oportunidade para conquistar uma bolsa de estudo e, com isso, cursar o ensino superior. A divulgação dos resultados será no próximo dia 2 de agosto.

    Os participantes da lista de espera terão de comparecer, no período de 3 a 6 de agosto, às respectivas instituições de ensino para apresentar a documentação e comprovar as informações prestadas na inscrição.

    Neste segundo semestre, das 174.289 vagas ofertadas, 68.884 são integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições de ensino superior. Para se candidatar, é necessário ter se submetido ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, com obtenção de, no mínimo, 450 pontos de média e nota superior a zero na redação. É importante lembrar que as notas de outras edições do Enem não valem para pleitear uma bolsa do ProUni 2018.

    Só poderão participar estudantes brasileiros que não possuam curso superior e tenham cursado o ensino médio completo na rede pública ou na condição de bolsista integral da rede privada. Também podem solicitar bolsas os alunos que cursaram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada na categoria bolsista, bem como os que sejam deficientes físicos ou professores da rede pública.

    Para ter direito a uma bolsa integral, o candidato deve comprovar uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos. Quem conseguir uma bolsa parcial e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

    ProUni – O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas integrais e parciais de 50% em cursos de graduação em instituições de educação superior privadas. Desde que foi criado, em 2004, o ProUni já atendeu 2,5 milhões de estudantes, 70% com bolsas integrais.

    Clique aqui para acessar o site do ProUni.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Prazo de pré-seleção da lista de espera do Fies é prorrogado para o dia 17 de março

    Os estudantes que se inscreveram no processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) deste semestre devem ficar atentos: o prazo de pré-seleção da lista de espera, que se encerraria nesta sexta-feira, 3, foi prorrogado para o dia 17 de março. O objetivo é ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos. As alterações foram publicadas no Edital nº 13, do Diário Oficial da União desta sexta-feira.

    Os candidatos devem seguir consultando a página eletrônica do programa para verificar se aparecem entre os pré-selecionados. Quem estiver na lista deve acessar o Sistema Informatizado do Fies (SisFies) e efetivar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema.

    Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas na inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até 10 dias. Em seguida, o estudante e, se for o caso, seus fiadores deverão comparecer a um agente financeiro do Fies em mais 10 dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento. No ato da inscrição no SisFies, o estudante escolhe a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal os atuais agentes financeiros do programa.

    Financiamento – O Fies é o programa do Ministério da Educação destinado a financiar prioritariamente estudantes de cursos de graduação que comprovem renda bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa da família. Para o primeiro semestre deste ano, são ofertadas 150 mil novas vagas.

    Requisitos – São requisitos para se candidatar ao Fies, além da comprovação de renda bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa da família, a participação em alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, nota mínima de 450 pontos nas provas de conhecimentos do exame e nota superior a zero na redação.

    A contratação do financiamento estudantil é voltada aos estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino não gratuitas cadastradas no programa, em cursos com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O Fies é operado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

    O edital que prorroga o prazo da pré-seleção do Fies pode ser acessado na edição desta sexta-feira, 3, do Diário Oficial da União

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Prazo de pré-seleção da lista de espera é prorrogado para o dia 14


    Os estudantes que se inscreveram no processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2018 devem ficar atentos: o prazo de pré-seleção da lista de espera, que se encerraria no último domingo, 9, foi prorrogado para o dia 14 de setembro. O objetivo é ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos. A alteração foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 10.

    Os candidatos devem seguir consultando a página eletrônica do programa para verificar se aparecem entre os pré-selecionados. Quem estiver na lista deve acessar o Sistema Informatizado do Fies – FiesSeleção e complementar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema. O prazo final se encerra às 23h59 do dia 14.

    Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas no ato de inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até cinco dias.

    Financiamento – O Fies é um modelo de financiamento estudantil que divide o programa em diferentes modalidades, oferecendo condições a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. Pode concorrer quem tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de zero na redação.

    A modalidade juro zero é destinada aos candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é de 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é de R$ 42 mil. A outra modalidade, chamada de P-Fies, destina-se a estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para atender a essa parcela de candidatos, o P-Fies opera com recursos dos Fundos Constitucionais e dos Agentes Operadores de Crédito.

    Podem ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições participantes do Fies. Também podem participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC.

    Confira o edital que prorroga o prazo de pré-seleção no Fies.

    Acesse o FiesSeleção.

     Assessoria de Comunicação Social

     

Fim do conteúdo da página