Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) selecionou 28 instituições de educação superior para desenvolver projetos de formação inicial de professores para o exercício do magistério em escolas indígenas e do campo, aí incluídas unidades quilombolas, extrativistas e ribeirinhas. Para apoiar o desenvolvimento do projetos, o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência para a Diversidade (Pibid–Diversidade) vai distribuir três mil bolsas de estudos a estudantes, orientadores e supervisores.

     

    Cada instituição receberá recursos anuais de R$ 4 mil por aluno de licenciatura participante do projeto, durante 48 meses. A verba destina-se ao pagamento de despesas com material didático, pedagógico, científico e tecnológico, passagens, hospedagem e alimentação. Pelo cronograma descrito em edital, as instituições de educação superior devem iniciar as atividades até de março de 2014.

     

    Integram o Pibid Diversidade dez instituições da região Nordeste, seis do Sul, cinco do Centro-Oeste, quatro do Norte, e três do Sudeste.  As bolsas mensais têm valores de R$ 400 para o estudante; R$ 765 para o supervisor; R$ 1,4 mil para o coordenador de área (orientador dos alunos); R$ 1,4 mil para o coordenador de gestão do curso na instituição e R$ 1,5 mil para o professor que coordena o projeto institucional.


    Ionice Lorenzoni


    Confira as instituições que tiveram projetos aprovados

  • Termina nesta quinta-feira, 5, o prazo de inscrições na Rede Universidade do Professor, programa do Ministério da Educação destinado a sistematizar a oferta de formação inicial e continuada dos professores da rede pública da educação básica. Com a rede, o MEC oferece vagas de formação inicial a professores efetivos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio que ainda não têm formação nas disciplinas que lecionam.

    As vagas são gratuitas, e os cursos serão ministrados por instituições públicas ou comunitárias de educação superior.

    A inscrição pode ser feita por:

    • Professores sem nível superior, em busca da primeira licenciatura.
    • Professores licenciados, mas que atuam fora da área de formação, em busca da segunda licenciatura.
    • Professores graduados não licenciados, em busca da formação pedagógica.

    Estarão disponíveis vagas em cursos de licenciatura nas áreas de matemática, química, física, biologia, letras–português, ciências, história e geografia.

    Os cursos da Universidade do Professor estarão disponíveis a partir do segundo semestre deste ano, com a oferta de 105 mil vagas para o segundo semestre deste ano nas instituições federais de educação — 81 mil na modalidade de educação a distância, por meio do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), e 24 mil vagas presenciais remanescentes  das instituições federais de educação superior ofertadas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

    Para 2017, serão ofertadas vagas em cursos de primeira e segunda licenciaturas e de complementação pedagógica do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), presenciais, e do sistema UAB, a distância.

    As inscrições devem ser feitas na Plataforma Freire, no curso adequado à formação do candidato.

    As secretarias estaduais e municipais de educação terão de sexta-feira, 6, até 6 de junho próximo para validar as inscrições dos docentes. O resultado será divulgado até 30 de junho.

    Assessoria de Comunicação Social

    Ouça:

  • Os professores candidatos à formação inicial e continuada devem fazer a inscrição na Plataforma Freire, no curso adequado a sua formação (arte: ACS/MEC)Está aberto até 5 de maio próximo o prazo de inscrições na Rede Universidade do Professor, programa do Ministério da Educação que vai sistematizar a oferta de formação inicial e continuada dos professores da rede pública da educação básica. Com a rede, o MEC oferece vagas de formação inicial a professores efetivos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio que ainda não têm formação nas disciplinas que lecionam.

    As vagas são gratuitas, e os cursos serão ministrados por instituições públicas ou comunitárias de educação superior.

    A inscrição pode ser feita por:

    • Professores sem nível superior, em busca da primeira licenciatura.
    • Professores licenciados, mas que atuam fora da área de formação, em busca da segunda licenciatura.
    • Professores graduados não licenciados, em busca da formação pedagógica.

    Estarão disponíveis vagas em cursos de licenciatura nas áreas de matemática, química, física, biologia, letras–português, ciências, história e geografia.

    Os cursos da Universidade do Professor estarão disponíveis a partir do segundo semestre deste ano, com a oferta de 105 mil vagas para a primeira licenciatura, na modalidade a distância, no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Na modalidade presencial regular, estarão disponíveis vagas remanescentes das instituições federais de educação superior ofertadas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

    Para 2017, serão ofertadas vagas em cursos de primeira e segunda licenciaturas e de complementação pedagógica do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), presenciais, e do sistema UAB, a distância.

    As inscrições devem ser feitas na Plataforma Freire, no curso adequado à formação do candidato.

    Assessoria de Comunicação Social

    Leia também:
    Universidade do Professor oferecerá 105 mil vagas para que docentes completem formação

    Ouça:

  • O prazo para inscrições na Universidade do Professor foi prorrogado até o dia 20 próximo. A Rede Universidade do Professor é um programa do Ministério da Educação destinado a sistematizar a oferta de formação inicial e continuada dos professores da rede pública da educação básica. Com a rede, o MEC oferece vagas de formação inicial a professores efetivos dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio que ainda não têm formação nas disciplinas que lecionam.

    As vagas são gratuitas, e os cursos serão ministrados por instituições públicas ou comunitárias de educação superior.

    A inscrição pode ser feita por:

    • Professores sem nível superior, em busca da primeira licenciatura.
    • Professores licenciados, mas que atuam fora da área de formação, em busca da segunda licenciatura.
    • Professores graduados não licenciados, em busca da formação pedagógica.

    Estarão disponíveis vagas em cursos de licenciatura nas áreas de matemática, química, física, biologia, letras–português, ciências, história e geografia.

    Os cursos da Universidade do Professor estarão disponíveis a partir do segundo semestre deste ano, com a oferta de 105 mil vagas para o segundo semestre deste ano nas instituições federais de educação — 81 mil na modalidade de educação a distância, por meio do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), e 24 mil vagas presenciais remanescentes  das instituições federais de educação superior ofertadas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

    Para 2017, serão ofertadas vagas em cursos de primeira e segunda licenciaturas e de complementação pedagógica do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), presenciais, e do sistema UAB, a distância.

    As inscrições devem ser feitas na Plataforma Freire, no curso adequado à formação do candidato.

    As secretarias estaduais e municipais de educação terão de sexta-feira, 6, até 6 de junho próximo para validar as inscrições dos docentes. O resultado será divulgado até 30 de junho.

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página