Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Brasil e África fazem debate sobre educação profissional

    A WorldSkills, no Anhembi, em São Paulo, abriu espaço para a conferência Brasil–África sobre experiências em educação profissional (foto: Paulo Cassis/para o MEC) A troca de experiências e conhecimentos sobre educação profissional entre o Brasil e os países africanos pautou o debate, na tarde de quinta-feira, 13, do Programa de Conferências da WorldSkills 2015, na conferência Brasil-África.

    A proposta da conferência é ajudar os países africanos a colher os benefícios do crescimento econômico, reduzir o desemprego e a pobreza e aumentar a base de consumidores, de forma a proporcionar o crescimento. Tudo isso, a partir do aprimoramento das políticas direcionadas a instituições que ofereçam ensino técnico e treinamento profissional no continente.

    Representante do governo brasileiro no encontro, o titular da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação, Marcelo Feres, apresentou o sistema de educação profissional no Brasil, a Rede Federal de Educação Profissional, científica e Tecnológica e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

    Feres acredita que as experiências, tanto no Brasil quanto na África, mostram desafios em comum a serem superados e que programas desenvolvidos no Brasil possam servir como modelo para os africanos. “Certamente, essa proximidade vai permitir que possamos compartilhar tanto as dificuldades quanto os êxitos”, disse. “As experiências recentes do Brasil com a educação profissional, especialmente o Pronatec, podem ser avaliadas para ser aplicadas no continente africano.”

    O debate também contou com representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Banco Mundial, da Agência Brasileira de Cooperação e do governo da República de Ruanda, nação da África centro-oriental.

    O Programa de Conferências da WorldSkills é realizado, simultaneamente às competições, durante todos os dias do evento. Os debates reúnem líderes governamentais, representantes de indústrias globais e legisladores em trocas de experiências para a resolução de problemas de qualificação profissional.

    Nesta sexta-feira, 14, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, é o anfitrião na Conferência Internacional para Ministros – Século 21: Iniciativas para Promover o Ensino Técnico Vocacional. Serão apresentadas experiências do Brasil e de países como Coreia do Sul, Rússia, Alemanha, Holanda e Colômbia com o propósito de facilitar o diálogo global sobre reposicionamento das instituições de ensino técnico e tecnológico no contexto da educação.

    Assessoria de Comunicação Social, com informações da Setec

    Leia também:

    Educação profissional deve deixar de ser vista como opção secundária, alerta ministro
    Estudantes do Pronatec dominam a delegação brasileira e superam as de outros países
    Competidores começam a disputa por medalhas e novas oportunidades
    Ministro destaca educação tecnológica como política central para o desenvolvimento do país
    Jovens de mais de 60 países estão em São Paulo para a maior competição de profissões técnicas do mundo
    Olimpíada das profissões reúne em São Paulo equipes de 74 países e 1,2 mil competidores



Fim do conteúdo da página