Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Conheça uma profissão que ajuda a contribuir para o avanço da ciência
Início do conteúdo da página
  • Evento oferta mais de 1,5 mil vagas para oficinas gratuitas


    Mais de 1,5 mil vagas em oficinas gratuitas de qualificação profissional estão com inscrições abertas. Os cursos são promovidos pelo Instituto Federal de Brasília (IFB) e integram a agenda do ConectaIF 2017, evento anual que visa integrar estudantes, profissionais, instituições de ensino, empresários e a comunidade em geral. As inscrições podem ser feitas até o dia do evento, que este ano ocorrerá entre os dias 18 e 23 de setembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

    Entre as oficinas ofertadas estão: como montar bancos comunitários para fortalecimento da economia solidária; como proteger e evitar perda de informações em seu smartphone Android; economia solidária e empoderamento da mulher: pintando camisetas; primeiros socorros para o dia-a-dia; e degustação de cervejas especiais artesanais e comerciais.

    Para os interessados em tecnologia e ciências, há oferta de cursos rápidos de modelagem e impressão 3D, criação e programação de carros robôs utilizando arduino, construção e lançamento de foguetes de propulsão a água, robótica: compreendendo a física envolvida e QuiEstável – um jogo de ensino de ciências.

    Algumas das oficinas do ConectaIF 2017 são voltadas ao público que gosta de artes e dança: movimentos expressivos; a dança moderna expressiva alemã; o diálogo entre a dança e a música – experiências coreográficas; diálogos entre dança, coreografia e música; e práticas educativas na cultura visual: processos em videodança.

    Inclusão – Profissionais renomados na área de acessibilidade a surdos, autismo e atendimento a pessoas com deficiência também integrarão a equipe de orientadores de oficinas, levando ao evento o tema da inclusão social. Materiais didáticos e acessibilidade no ensino de surdos é o tema da mesa que tem como convidados os professores Bruno José Betti Galasso e Dirceu Esdras Teixeira, ambos do Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines). Já a pedagoga Angela Russo, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), irá contribuir com oficina sobre a posição discursiva do tradutor e intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

    Caio Abujadi, médico psiquiatra da Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria Infantil, do Ambulatório de Neuro-Dificuldades de Aprendizado da Universidade Estadual de Campinas e pesquisador do Ambulatório de Estimulação Magnética Transcraniana da Universidade de São Paulo (USP), irá encerrar o fórum no sábado, 23, pela manhã, com a palestra Inclusão, aprendizado e desenvolvimento.

    Gênero – No campo das políticas de gênero, o ConectaIF 2017 colocará o tema Diversidade sexual no contexto educacional em debate. A mediação será feita pelos professores Flávio Brebis e Ana Carolina da Silva Silvério, ambos da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Governo do Distrito Federal. Flávio é autor de vários livros sobre a identidade de gênero e atua como coordenador de Diversidade LGBT da secretaria, e Ana Carolina é assistente social e gerente do Centro de Referência Especializado da Diversidade Sexual, Religiosa e Racial do GDF.

    As inscrições para o evento e mais informações sobre o ConectaIF 2017 estão disponíveis na página eletrônica do evento.

    Assessoria de Comunicação Social 

Fim do conteúdo da página