Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Universidade Federal do Maranhão recebe navio Ciências do Mar II, destinado a pesquisas


    O navio Ciências do Mar II faz parte do projeto Laboratórios de Ensino Flutuantes, no qual o MEC investiu mais de R$ 45 milhões (Foto: André Nery/MEC)O navio Ciências do Mar II, destinado à realização de pesquisas marinhas por universitários brasileiros, foi entregue pelo Ministério da Educação e pela Marinha do Brasil, nesta terça-feira, 14, à Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A solenidade ocorreu na Base da Capitania dos Portos, em São Luís, capital do estado. A embarcação faz parte do projeto Laboratórios de Ensino Flutuantes, financiado pelo MEC e executado sob liderança da Universidade Federal do Rio Grande (Furg), que vai colocar em funcionamento quatro laboratórios flutuantes. No total, os investimentos superam os R$ 45 milhões.

    “É uma iniciativa muito importante para o Brasil, com o que há de melhor e mais tecnológico para que os alunos possam chegar à área de ciências marinhas com a teoria, com a prática de laboratório e, especialmente, com a prática em alto-mar”, informou o ministro Rossieli Soares. “Nós temos uma costa no Brasil que é fantástica, com muitas riquezas, e as universidades terão muito mais condições de aprofundar as pesquisas.”

    Esse é o segundo navio entregue pelo projeto. O primeiro foi recebido pela Furg, enquanto o terceiro e o quarto se destinam às universidades federais Fluminense (UFF) e de Pernambuco (UFPE). O Ciências do Mar II vai atender a instituições de pesquisa, promovendo, no Maranhão, no Piauí e nos estados da região Norte, cursos de biologia, engenharia de pesca, geografia e oceanografia.

    Pesquisa – Aos estudantes será possível operar e manusear equipamentos, coletar dados, armazenar amostras e principalmente, se ambientar a bordo de uma embarcação dessa natureza. Serão atendidos seis mil alunos dos cursos de graduação e pós-graduação do Maranhão, do Piauí e dos estados da região Norte.

    “O recebimento do navio Ciências do Mar II vem para proporcionar melhores condições ao ensino, à pesquisa e ao desenvolvimento da costa Norte e Nordeste e, com isso, contribuir com a redução das desigualdades regionais que ainda marcam o cenário econômico e social do país”, resumiu a reitora da UFMA, Nair Portela. "O laboratório dará aos estudantes capacitação competitiva em nível nacional e internacional nas áreas de preservação, pesquisa, exploração e produção de tecnologia e inovação.”

    E embarcação será coordenada pelo Instituto de Ciências do Mar da Universidade Federal do Maranhão (ICMar-UFMA). Com casco de 32 metros de comprimento e três deques com capacidade para até 26 pessoas, entre alunos, professores e oito tripulantes, o navio tem autonomia de 12 dias para navegar.

    Inauguração – Em São Luís, o ministro Rossielli Soares também participou da inauguração do novo prédio da reitoria da Instituto Federal do Maranhão (IFMA). “Investir nos institutos e nas universidades neste momento é fundamental para que possamos transpor dificuldades, inclusive, da economia”, declarou, durante a cerimônia.

    O reitor do Instituto, Roberto Brandão, destacou que a inauguração reforça projetos em desenvolvimento. “Vamos trabalhar a questão da educação a distância, um projeto que estamos começando a estudar nessa parte de inovação, para melhoria do atendimento à sociedade, ao setor produtivo e ao setor público”, disse. “Esta estrutura faz com que tenhamos uma vida longa aqui.”

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página