Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Enem 2019 terá o cronograma mantido, afirma presidente do Instituto responsável por exame
Início do conteúdo da página
  • Em primeiro programa, ministro defende ensino cívico e fala sobre desafios da nova gestão

    A importância do ensino cívico, da infância à universidade, é o tema do primeiroBate-papo com o professor Vélez, programa semanal que estreia nesta segunda-feira, 4, nas plataformas institucionais do Ministério da Educação. O próprio ministro, professor Ricardo Vélez Rodríguez, apresentará o trabalho, os desafios e as realizações da nova gestão da pasta a toda sociedade, de forma democrática.

    Nesta primeira semana, o ministro destaca a importância de uma educação para a cidadania tanto no ensino básico e fundamental quanto nas universidades. “Eu acho que seria necessário voltarmos a valorizar a educação cívica, a educação para a cidadania, que é a base do comportamento que sedimenta a vida comunitária”, diz.

    De acordo com o ministro, o futuro profissional deve saber quais são suas responsabilidades decorrentes do ofício que escolheu seguir. “É uma espécie de prestação de serviço social”, defende Vélez Rodríguez. Nessa perspectiva, o ministro afirma que dará atenção especial às regiões menos desenvolvidas do país que foram esquecidas e precisam ser incorporadas à vida nacional.

    Para o ministro Vélez Rodríguez, a educação cívica é a base do comportamento que sedimenta a vida comunitária (Foto: Luís Fortes/MEC)

    Trajetória – Durante o programa, o ministro fala também sobre sua trajetória, há mais de 30 anos, como professor na Colômbia e no Brasil. “Ricardo Vélez Rodríguez é, antes de mais nada, um professor. Na minha vida, quando eu era estudante de segundo grau, eu li um livro que me cativou:A arte de ensinar. E esse livro me mostrou como ser professor é apaixonante.”

    Vélez Rodríguez descreve, ainda, sua primeira conversa com o presidente da República, Jair Bolsonaro, ao aceitar o cargo de ministro da Educação. “O presidente me perguntou: ‘você tem faca nos dentes para enfrentar a guerra em defesa da educação?’ Eu falei: presidente, faço isso há 30 anos.”

    Assista o programa Bate-papo com o professor Vélez

    Assessoria de Comunicação Social

  • Em programa, ministro da Educação fala da expectativa dos alunos em relação ao ensino

    No segundo programaBate-papo com o professor Vélez, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, fala sobre a responsabilidade que os professores têm para atender as expectativas dos alunos em relação ao ensino. Lançado na última semana, o programa vai ao ar todas as segundas-feiras, nas plataformas institucionais do Ministério da Educação.

    Em relação às responsabilidades dos professores, o ministro destacou que, para ele, uma das maiores preocupações era com a receptividade do que lecionava. “Sempre me coloquei no ponto de vista do aluno, qual a expectativa dele em face do que eu tento ensinar”, destaca. Essa expectativa gerada nos estudantes, segundo o ministro, começa no ensino básico e se prolonga pelo ensino profissionalizante e universitário. Para ele, a pergunta que cada professor deve se fazer é “o que o aluno espera e como que eu posso responder a essa expectativa”.

    Para o ministro, o professor deve se colocar sempre do ponto de vista do aluno (Foto: Luís Fortes/MEC)

    De acordo com Vélez Rodríguez, o principal desafio enfrentado hoje pelos professores e alunos é aquele colocado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em sua campanha: “menos Brasília, mais Brasil”. “Vamos buscar o cidadão ali onde ele mora. No município, ao redor das suas preocupações, para pagar as contas, para se firmar profissionalmente. Essa é a questão fundamental”, garante.

    Para finalizar, o ministro aponta como essencial a preocupação que os professores devem ter para atender aos anseios dos alunos ali onde eles moram, onde estudam e onde desenvolvem suas vidas.

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página