Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Ministério da Educação
Início do conteúdo da página
  • A meta do PDE é levar energia elétrica a todas as escolas públicas até 2010 (Foto: Júlio César Paes)Até 2010, todas as escolas públicas do país terão energia elétrica. A meta faz parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), que elegeu 40 programas como prioritários para melhorar a qualidade educacional do Brasil. O avanço tem sido rápido. No início deste ano, havia 21 mil escolas na zona rural sem energia elétrica. Hoje, esse número caiu quase à metade, mas 11 mil ainda funcionam sem luz.

    A Escola Municipal Canto Escuro, em Barras, Piauí, é uma das unidades de ensino beneficiadas este ano. A energia elétrica vai permitir, por exemplo, a instalação de bebedouros com água gelada para matar a sede dos 60 alunos em uma região na qual o calor chega fácil aos 35 graus. Até então, eles bebiam água retirada de poços ou cacimbas, muitas vezes quente.

    Outras 25 escolas públicas da zona rural do município aguardam o benefício. “Ainda vivemos aqui na idade da pedra lascada. Não podemos levar nenhuma novidade para a sala de aula, como um retroprojetor, coisa que ninguém usa mais na época do datashow (projetor de vídeo)”, comenta a secretária municipal de educação, Maria Lourdes Morais.

    Em algumas das escolas de diferentes regiões do Brasil sem luz elétrica, são utilizadas placas de energia solar, mas a produção, na maioria das vezes, é suficiente apenas para iluminar as salas para as aulas noturnas. “Não dá nem para levar uma tevê e um vídeo porque não há geração suficiente de energia. Nossa realidade educacional é a do quadro e do giz”, ressalta Maria de Lourdes.

    “O Brasil apresenta uma diversidade muito grande. Temos coisas de primeiro mundo e outras muito atrasadas”, comenta Antônio Carlos Alves Carvalho, representante do Ministério da Educação no Programa Luz para Todos, realizado em parceria com o Ministério de Minas e Energia. “Precisamos chegar a essa universalização de todas as escolas com energia elétrica para modernizar a rede de ensino. Os alunos precisam ter acesso à internet de banda larga.”

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página