Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Gabinete do Ministro > Controle Interno > Perguntas Frequentes > Prouni > Reclassificados do ProUni têm até hoje para confirmar dados
Início do conteúdo da página

Assessoria Especial de Controle Interno

No contexto das melhores práticas organizacionais, assim como na percepção do constante aperfeiçoamento da moderna governança, atualmente a gestão de integridade, riscos e controles internos se tornou essencial e indispensável à administração pública e privada,

A necessidade da implantação de uma política eficiente e efetiva ganhou maior relevância, na medida em que as organizações perceberam a importância de melhor mensurar a função e o funcionamento dos seus processos internos e a maior importância no conhecimento da influência dos fatores externos para a gestão de risco.

Passou-se, então, a valorizar essas práticas com vistas a melhorar o resultado da gestão, seja através de ganhos financeiros e patrimoniais, no caso da iniciativa privada, bem como maior satisfação da sociedade em geral, no contexto da gestão pública.

O fato é que, tendo como condição indispensável o conhecimento e o tratamento dos riscos e, consequentemente, a eficiência da governança, ganhou prioridade a melhoria da gestão, contribuindo para aumentar os resultados e a concentração dos esforços na constante tentativa de obtê-los.

A partir da Instrução Normativa Conjunta nº 1 de maio de 2016, editada pelos ministérios da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e do Planejamento (MP), o assunto passou a ganhar maior destaque, eis que todos os órgãos da administração pública passaram a ser obrigados a implantar a sua política de gestão de riscos.

Tendo como vista essas ponderações, foi criada a Assessoria Especial de Controle Interno do Ministério da Educação do MEC (AECI-MEC), com a atribuição de orientar os administradores de bens e recursos públicos, inclusive sob a forma de prestar contas, e submissão à apreciação do Ministro de Estado e auxiliar no desenvolvimento dos trabalhos de elaboração da prestação de contas anual do presidente da República.

A AECI também acompanha a implementação, pelos órgãos subordinados e vinculados ao MEC, das recomendações do controle interno e melhoria da gestão formulados pela CGU e Tribunal de Contas da União (TCU). Como atribuição não menos importante, cuida da coleta e tratamento das informações dos órgãos da jurisdição do MEC para subsidiar ações de controle nos planos e programas do órgão central do Sistema MEC, com vistas a atender às necessidades do Ministério.

Objetivando melhor orientar os cidadãos interessados no encaminhamento de denúncias, reclamações, elogios e pedidos de informação, além da possibilidade de acesso ao “Fale Conosco”, esta Assessoria Especial sugere a utilização dos seguintes canais de comunicação:

Denúncias: Controladoria-Geral da União
Reclamações e elogios: Ouvidoria-Geral da União
Pedidos de informação: Serviço de Informações ao Cidadão – SIC

Chefe da Assessoria Especial de Controle Interno do Ministro: João Elias Cardoso 
Esplanada dos Ministérios Bl. L - 8º andar - sala 816
CEP: 70047-900 / Brasília - DF
Telefone(s): (61) 2022 7911 / 2022 7906
FAX: (61) 2022 7814
Telefone do Núcleo da Ouvidoria: (61) 2022-7503 

Miniatura da coletânea.

 

Acesse o documento "Coletânea de Entendimentos - Gestão de Recursos das Instituições Federais de Ensino Superior e dos Institutos que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica"

- atualizado em 08/03/2013, com revisão da pergunta/resposta nº 74

- atualizado em 29/05/2013, com supressão da pergunta nº 18 e revisão da pergunta/resposta nº 89

 

X
Fim do conteúdo da página