Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Enem: quem pode fazer o exame? As inscrições estão abertas

Quarta-feira, 16 de maio de 2007 - 14:18

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado para avaliar os alunos que estão concluindo o ensino médio ou que já concluíram em anos anteriores. Não importa a idade nem o ano do término do curso, basta que o interessado faça sua inscrição na página eletrônica do Enem. Estudantes que concluíram o ensino médio — que já recebeu as denominações de segundo grau, clássico e científico — e os alunos do supletivo (atual educação de jovens e adultos) também podem participar do exame.

 Confira as informações em áudio

O estudante não é obrigado a fazer a prova, mas o número de inscrições cresce a cada ano. Em 2006, foram mais de 3,7 milhões de inscritos, e em 2007 o número deve ultrapassar os quatro milhões. A principal motivação do estudante é a utilização da nota do exame para concorrer à bolsa do Programa Universidade Para Todos (ProUni) ou para entrar em universidades que utilizam o Enem como parte do processo seletivo.

A chance de comparar o desempenho individual com o de estudantes de todo o Brasil também atrai alunos da 1ª e 2ª série do ensino médio. Entretanto, o coordenador-geral do exame, Dorivan Ferreira, alerta para a importância de fazer a prova apenas ao concluir a 3ª série do ensino médio. “Nós não recomendamos que os alunos de 1º e 2º ano façam o Enem. Eles ainda não receberam todos os conteúdos, a nota que obtiverem não vai medir os conhecimentos e ela não servirá para ingresso em instituições de ensino superior e, muito menos, no ProUni.”

Detentos — Os jovens que concluíram ou estão concluindo o ensino médio em presídios também podem participar do Enem. As provas podem ser realizadas dentro da unidade prisional onde funciona a escola, mas para isso o dirigente local precisa fazer solicitação ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), diretamente na página eletrônica. No último ano, o exame foi aplicado em 123 presídios de todo o Brasil.

Cíntia Caldas

Palavras-chave: mec, notícias, jonalismo, matérias