Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Professor universitário garante reajuste

Quinta-feira, 06 de dezembro de 2007 - 13:15

Os Ministérios da Educação e do Planejamento, Orçamento e Gestão, o Fórum de Professores das Instituições Federais de Ensino Superior (ProIfes) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT) fecharam, na noite de quarta-feira, 5, acordo que propõe nova estruturação da tabela remuneratória dos professores das instituições federais de educação superior. Com isso, os professores universitários terão ganhos salariais e reposição de perdas.

De acordo com o presidente do ProIfes, Gil Vicente Reis, as propostas do governo atendem demandas históricas. “Nos últimos 20 anos, não houve nenhum acordo como este. Isso é uma revolução para a educação superior brasileira”, comemorou.

A partir da assinatura do acordo, será elaborado projeto de lei, a ser encaminhado ainda este ano ao Congresso Nacional para votação. Segundo o secretário de educação superior do MEC, Ronaldo Mota, as modificações ocorrerão ao longo dos próximos quatro anos. “As propostas definem que entre 2008 e 2010 os professores das universidades federais, dependendo da classe, titulação e regime de trabalho, recebam aumentos salariais significativos. Além disso, a proposta aprimora a atual estrutura e torna a carreira do magistério superior mais atrativa para a permanência de quadros qualificados nas nossas universidades”, destacou Mota.

A carreira dos professores das universidades federais está estruturada em três regimes de trabalho (20 e 40 horas e dedicação exclusiva), cinco classes (titular, associado, adjunto, assistente e auxiliar) e cinco níveis de titulação (graduação, aperfeiçoamento, especialização, mestrado e doutorado).

Assessoria de Comunicação Social

Palavras-chave: mec, notícias, jonalismo, matérias