Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Professor universitário ganha aumento

Quinta-feira, 06 de dezembro de 2007 - 15:51

O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira, 6, a nova estrutura da tabela de remuneração para os docentes das universidades federais. O evento contou com a participação do Fórum de Professores das Instituições Federais de Ensino Superior (ProIfes).

O anúncio foi feito após três meses de negociações entre os ministérios da Educação e do Planejamento e os representantes dos sindicatos e associações docentes. Entre 2008 e 2010, os professores das universidades federais (dependendo da classe, titulação e regime de trabalho) irão receber aumentos que representam ganhos salariais e reposição de perdas.

De acordo com o presidente do ProIfes, Gil Vicente Reis, os aumentos ocorrerão em três etapas. A primeira, explicou, está prevista para ocorrer em março do próximo ano; a segunda, em julho de 2009; e a última, em julho de 2010.

Os professores adjuntos com doutorado, em regime de dedicação exclusiva, poderão progredir para a classe de professor associado e obter aumento substancial. “A remuneração, que hoje é de R$ 5,9 mil, deve chegar a R$ 7,9 mil, em 2010, um ganho de 32,3%. Para os professores titulares, com dedicação exclusiva e doutorado, que hoje recebem R$ 7,3 mil, atingirão mais de R$ 11,7 mil em 2010”, explicou.

Quanto ao impacto que esse aumento trará, Reis explicou que “no próximo ano a previsão é de que será investido cerca de R$ 1,7 bilhão na folha dos docentes; em 2009, o recurso será de R$ 2,4 bilhões; e, em 2010, poderá chegar próximo a R$ 3 bilhões”.

Para o secretário de Educação Superior, Ronaldo Mota, a sociedade é a maior beneficiada por essas ampliações. “Os professores ganham, mas a sociedade é a verdadeira beneficiada, pois estamos investindo para que os docentes se sintam estimulados, com salários compatíveis, para desempenhar melhor seus ofícios, sejam eles de ensino, pesquisa ou extensão.”

Mota disse ainda que “esse acordo é uma vitória para todas as partes, pois atende a demandas históricas dos professores, de forma muito especial tornando a carreira muito estimulante aos jovens doutores que estão ou pretendem ingressar nas universidades federais”.

Assessoria de Imprensa da Secretaria de Educação Superior

Palavras-chave: mec, notícias, jonalismo, matérias