Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Rede federal

Educação profissional vive novo momento de expansão em todo o país

  • Sexta-feira, 18 de dezembro de 2009, 19h14
Porto Alegre – O ministro da Educação, Fernando Haddad, participou, nesta sexta-feira, 18, das comemorações dos cem anos de criação da Escola Técnica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, hoje campus Porto Alegre do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS).

Haddad destacou o novo momento que vive a rede federal de educação profissional no estado e em todas as unidades da Federação. Há cinco anos, disse o ministro, as escolas técnicas contavam o dinheiro para pagar as contas de luz, água e telefone. Hoje, a rede está em expansão e pensa o seu futuro projetando a oferta de mais cursos, abertura de vagas para novos estudantes, faz concursos públicos para contratar professores e pessoal técnico.

Projeta, ainda, segundo Haddad, ampla integração com outros setores da educação nacional e com o mercado de trabalho. A rede oferece educação profissional nos níveis técnico, médio, profissional integrado e tem participação ativa na graduação, na pós-graduação e nos cursos superiores de tecnologia.

A reitora do IFRS, Cláudia Shiedeck, destacou a ampliação não só do número de escolas da rede federal, mas também de campi no estado. Até 2002, segundo a reitora, o Rio Grande do Sul tinha 12 escolas de educação profissional e chegará ao final de 2010 com 27 unidades e a oferta de mais de 13 mil novas vagas para estudantes em diversos níveis educacionais.

Da rede de novas escolas para o Rio Grande do Sul, já estão implantadas as de Charqueadas, Júlio de Castilhos, Passo Fundo e Santo Augusto. No dia 20 de janeiro do próximo ano, serão entregues as escolas de Erechim, Santa Rosa, Camaquã, Canoas e Panambi.

O secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco, lembrou que a rede, ao mesmo tempo que prepara mão de obra qualificada para o mercado de trabalho, também cria oportunidades aos jovens e adultos e forma cidadãos conhecedores de seus direitos e deveres.

Rodrigo Dindo
Assunto(s): Setec , IFRS
X
Fim do conteúdo da página