Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias
Início do conteúdo da página
Educação profissional

Ministro empossa reitores e defende novo modelo de ensino

  • Quinta-feira, 06 de maio de 2010, 13h55
Haddad lembrou aos reitores empossados nesta quinta-feira que eles têm o desafio de explicar aos novos professores a cultura dos institutos federais. Foto: Wanderley PessoaO Ministro da Educação, Fernando Haddad, defendeu, na manhã desta quinta-feira, 6, a necessidade de inovação no tradicional itinerário de formação do estudante brasileiro. Ele participou, em Brasília, da cerimônia de posse dos reitores dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia da Bahia, do Tocantins e do Paraná.

“Não devemos nos prender a camisas de força no que diz respeito à educação. O novo modelo de educação profissional no Brasil veio provar isso”, destacou o ministro. Nas palavras de Haddad, os institutos federais não são escolas comuns e tampouco universidades. “São arranjos educacionais, tipicamente brasileiros, que formam técnicos, tecnólogos, cientistas e os podem levar a ser também bacharéis, com uma visão para o desenvolvimento do país e aderência à vida prática.”

O ministro ressaltou aos reitores recém-empossados e aos demais, presentes à solenidade, que eles têm o desafio de explicar e disseminar a cultura dos institutos federais aos novos professores. Muitos, segundo o ministro, ainda não compreendem o modelo articulado de formação proposto por essas escolas de ensino profissionalizante.

Para o secretário de educação profissional do MEC, Eliezer Pacheco, os institutos federais precisam ser ousados e inovadores porque têm compromisso com o futuro. “São o caminho da emancipação tecnológica do Brasil”, afirmou.

Os novos reitores

Instituto Federal do Tocantins
— Francisco Nairton do Nascimento tem licenciatura em ciências agrícolas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e títulos de engenheiro-agrônomo e mestre em fitotecnia pela mesma universidade. Atuou como diretor-geral da Escola Agrotécnica Federal de Araguatins. É conselheiro representante do Ministério da Educação no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) no estado.

Instituto Federal do Paraná — Alípio Santos Leal Neto é bacharel em direito e especialista em didática do ensino superior pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Iniciou a carreira como professor da então Escola Técnica da Universidade Federal do Paraná e foi eleito diretor por três gestões. Foi, também, vereador em Curitiba. Atuou como reitor pro tempore do instituto desde início de 2009.

Instituto Federal da Bahia — Aurina Oliveira Santana tem licenciatura em eletricidade e administração de sistema educacional. É especialista em conteúdos e métodos de ensino pela Universidade do Estado da Bahia, onde atuou como professora por 11 anos. Tem, ainda, o título de eletrotécnica pela Escola Técnica Federal da Bahia. Ocupou cargos de diretora e reitora pro tempore do instituto.  

Assessoria de Comunicação Social
X
Fim do conteúdo da página