Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Educação infantil

Professora gaúcha alfabetiza e incentiva prazer da leitura

  • Quarta-feira, 19 de maio de 2010, 14h37
Em escola de Porto Alegre, as crianças se familiarizam com a linguagem e os elementos presentes em livros de histórias, jornais e outros tipos de texto (Foto: Arquivo da Escola)Apaixonada por alfabetização, a professora Beatriz Rocha Gonçalves acredita que ao incentivar o prazer da leitura entre os pequenos estudantes pode transformá-los em futuros autores e leitores. Assim, tem desenvolvido inúmeros projetos de estímulo à leitura com alunos do primeiro ano na Escola Estadual Almirante Álvaro Alberto Motta e Silva, em Porto Alegre.

“Sempre procuro ler para as crianças os mais variados textos. Ao fim de cada ano, noto que elas têm gostado de ler”, destaca Beatriz, formada em pedagogia com habilitação em educação infantil e pós-graduação em alfabetização. Há 14 anos no trabalho com crianças, ela está há nove na Escola Motta e Silva, onde também exerce a função de vice-diretora. A unidade de ensino está localizada na Vila Barracão, comunidade pobre da zona sul da capital gaúcha.

Um dos projetos criado por Beatriz é o Despertando o Gosto pela Leitura. Desenvolvido em seis aulas, possibilita às crianças se familiarizarem com a linguagem e os elementos presentes nos livros de histórias, nos jornais e nos textos instrucionais, em regras de jogos e em receitas culinárias, por exemplo. Além disso, pretende ampliar o vocabulário dos alunos elevá-los a interpretar e recontar os textos lidos.

Beatriz também desenvolveu o projeto Cantigas de Roda, no qual trabalhou de forma lúdica a leitura e a escrita para resgatar cantigas antigas, com pais e avós. Em outro projeto, o Histórias Infantis, além de conhecer as obras, os alunos receberam informações sobre a biografia de autores famosos. Os estudantes puderam apreciar as atividades propostas e os jogos (bingo, trilha, memória, entre outros) realizados a partir dos livros. “Os contos de fadas são ótimos para os alunos fantasiarem, criarem e, consequentemente, despertarem o gosto pela leitura”, afirma Beatriz, que também usa poesias para alfabetizar as crianças.

“A cada ano, vejo como as crianças estão gostando de ler. Elas começam a pegar livros da biblioteca, espontaneamente, para ler em casa”, ressalta. Segundo a professora, a biblioteca da escola tem obras interessantes, mas é necessário aumentar o acervo.

Os projetos da professora Beatriz podem ser conhecidos no Portal do Professor.

Fátima Schenini

Saiba mais no Jornal do Professor
Assunto(s): leitura , estímulo
X
Fim do conteúdo da página