Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC oferece 50 mil vagas para cursos de extensão em Português, Matemática e Tecnologias da Informação
Início do conteúdo da página
Inclusão digital

Computadores prometem aulas divertidas e melhor aprendizado

  • Sexta-feira, 23 de julho de 2010, 19h34
Caetés (PE), 23/7/2010 – Além da curiosidade que levou pais e filhos à escola em tempo de férias, a chegada dos laptops do programa Um Computador por Aluno (Prouca), do Ministério da Educação, à cidade pernambucana de Caetés apressou o desejo dos estudantes de voltar às aulas. O segundo semestre nas escolas de Caetés abre em 2 de agosto.

Um mundo de possibilidades, aulas mais divertidas, curiosidade para conhecer o modelo de computador, acesso à internet. É assim que se manifestaram os estudantes Alisson, 11 anos, Márcio e Túlio, 14 anos, ao chegar ao evento onde o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro da Educação, Fernando Haddad, fizeram o lançamento oficial do Prouca, nesta sexta-feira, 23.

De acordo com Haddad, a entrega de computadores com internet banda larga para os alunos começa agora nas escolas urbanas de Caetés e vai se espalhar para escolas de todo o país. “O passo seguinte será atender os estudantes das escolas rurais, porque todos têm direito aos mesmos benefícios”, explicou. O ministro também lembrou aos estudantes que o computador é um instrumento de pesquisa e auxiliar das atividades escolares, mas que quem ensina e educa é o professor.

No encontro com os alunos, o presidente Lula contou que na cidade de Piraí (RJ), a chegada dos laptops deu fim à evasão escolar. Antes dos computadores, disse, as aulas começavam com cem alunos e o ano letivo terminava com 70. Agora começam e terminam com todos nas salas de aula, e aprendendo mais.

Aos professores, diretores e aos gestores municipais, o presidente pediu que verifiquem a qualidade da educação local hoje e que repitam a avaliação daqui a um ano. Terão boas surpresas, previu ele.

Alunos de Caetés – Para Márcio Ferreira, aluno do primeiro ano do ensino médio da Escola Estadual Luiz Pereira Júnior, o computador com acesso à internet é o principal item de interesse. Márcio tem computador em casa, mas para pesquisar é obrigado a usar o laboratório da escola ou pagar taxa em uma lan house.

Alisson Carlos da Silva, 11 anos, aluno do quarto ano do ensino fundamental da Escola Municipal Projeto de Assistência ao Menor Carente, explicou que é muito curioso, gosta de pesquisar e acredita que o laptop vai ajudá-lo a aprender mais. A diretora dessa escola, Sandra Carla de Mello, diz que no início não acreditava que o Prouca chegasse à sua escola, mas hoje já recebeu 250 computadores e organizou a capacitação dos professores, que terá duração de duas semanas. “Para nós e para nossos alunos abre-se um mundo de possibilidades”, afirmou.

Em nome dos alunos
– No encontro com o presidente e o ministro da Educação, Tâmaris Raquel Pereira Lopes, 15 anos, aluna da segunda série do ensino médio, agradeceu os computadores em nome dos alunos. Ela disse: “Ninguém acredita em algo que não tem certeza. Só com muita fé. Eu tenho fé. Conheço uma pessoa que assim como eu sempre acreditou nas suas possibilidades e, mesmo com a ingenuidade da juventude, batalhou muito e chegou à presidência da República. Quero agradecer ao presidente pela confiança e por essa oportunidade.”

Rodrigo Dindo

Leia também: Programa que leva computadores às escolas terá R$ 660 milhões


X
Fim do conteúdo da página