Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Conexões de Saberes abre oportunidades a alunos da UFMG
Início do conteúdo da página
Notícias

Conexões de Saberes abre oportunidades a alunos da UFMG

  • Quinta-feira, 27 de janeiro de 2005, 12h39

Os estudantes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) interessados em participar do Programa Conexões de Saberes podem se inscrever no dia 1º de fevereiro, às 14h, no auditório Professor Pompeu, da Faculdade de Educação. O programa do Ministério da Educação tem como objetivo favorecer a troca de conhecimentos entre jovens da universidade e de comunidades carentes.

Em cada instituição parceira serão oferecidas 25 bolsas de estudo. No caso da UFMG, podem participar estudantes carentes negros, integrantes de movimentos socioculturais, que estejam cursando entre o segundo e o quinto períodos. O valor da assistência é de R$ 241,00. Os candidatos serão submetidos, no dia da inscrição, a exame de texto sobre sua trajetória sociocultural.

Os alunos selecionados devem desenvolver projetos em grupo ou de forma individual nas áreas social, cultural e tecnológica. Eles receberão formação em metodologia de pesquisa. As atividades serão implantadas sob a orientação de professores e alunos de pós-graduação.

Para o pró-reitor de extensão da UFMG, Edison Corrêa, o projeto tem o mérito de oferecer ao estudante a oportunidade de restabelecer vínculos de origens e reconhecer seu próprio papel social e profissional enquanto realiza a capacitação técnica. "A originalidade do caminho proposto está em favorecer a conexão entre os saberes acadêmico e popular por meio do diálogo entre os jovens", afirmou.

Programa - Lançado em dezembro de 2004, o programa Conexões de Saberes está sendo implementado, inicialmente, nas universidades federais do Pará (UFPA), de Minas Gerais (UFMG), do Rio de Janeiro (UFRJ), de Pernambuco (UFPE) e Fluminense (UFF).

Uma das primeiras tarefas do projeto será a elaboração de um diagnóstico social das regiões selecionadas. O levantamento reunirá indicadores sociais, mapeamento das instituições e suas práticas, demandas em relação às políticas públicas e a identificação das famílias em situação de maior vulnerabilidade social.

Repórter: Flavia Nery

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página