Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Plano Nacional da Educação

Fórum debate financiamento, royalties e cursos de medicina

  • Quarta-feira, 31 de julho de 2013, 19h13
A plenária do Fórum Nacional de Educação (FNE) reuniu-se nesta quarta-feira, 31, na sede do Ministério da Educação, em Brasília, para discutir a tramitação dos projetos de lei do Plano Nacional de Educação (PNE) e da destinação dos royalties do pré-sal para o setor. O encontro contou com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Para o presidente do FNE, Francisco das Chagas Fernandes, a reunião serviu para que o fórum reiterasse as posições definidas na Conferência Nacional de Educação, realizada em 2010, para implementação do PNE. “O Fórum volta a defender que os royalties do pré-sal sirvam para o financiamento da educação e do Plano Nacional de Educação”, disse o presidente.

Durante o encontro, o ministro Aloizio Mercadante apresentou os objetivos do programa Mais Médicos. De acordo com o ministro, caberá ao MEC fazer uma expansão no número de vagas nos cursos de medicina e reforçar a residência médica com mecanismo para suprir o déficit de médicos no Brasil. “Precisamos fortalecer a formação médica na atenção básica e formar médicos com experiência de urgência e emergência, formar o médico no coração do Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou.

O FNE é o espaço de interlocução entre a sociedade civil e o Estado. Composto por 39 entidades e órgãos ligados à educação brasileira, o fórum avalia os impactos da implementação do PNE e acompanha, junto ao Congresso Nacional, a tramitação de projetos legislativos referentes à política nacional de educação.

Diego Rocha
Assunto(s): FNE , PNE , royalties
X
Fim do conteúdo da página