Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Esclarecimento

MEC contesta informações sobre investimento em cidades da Copa

  • Sexta-feira, 10 de janeiro de 2014, 18h46

O Ministério da Educação contesta todos os dados relativos à educação, e apresenta números, publicados em reportagem do portal da organização Agência Pública, repercutida por veículos impressos e na internet, na quinta-feira, 9. A reportagem compara recursos públicos aplicados na construção de estádios de futebol para a Copa do Mundo deste ano a recursos para a educação.

Os dados do Portal da Transparência usados na reportagem da Agência Pública desconsideram recursos da área da educação aplicados no ano passado nas cidades-sedes da Copa. Nas 12 cidades, o governo federal investiu, em educação, R$ 49,4 bilhões em 2013, conforme comprova a discriminação por cidade:

Salvador — A Agência Pública divulga que o governo federal aplicou R$ 323 milhões em obras do estádio e R$ 133 milhões em educação. O Ministério da Educação garante que para Salvador foram destinados, em 2013, R$ 5.447.846.257,32.

Recife — Agência Pública: estádio, R$ 400 milhões; educação, R$ 123 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 3.256.045.873,84.

Cuiabá — Agência Pública: estádio, R$ 339 milhões; educação, R$ 226 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 1.257.441.233,39.

Porto Alegre — Agência Pública: estádio, R$ 275 milhões; educação, R$ 143 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 3.436.656.655,88.

Manaus — Agência Pública: estádio, R$ 400 milhões; educação, R$ 274 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 1.712.772.501,05.

Fortaleza — Agência Pública: estádio, R$ 351 milhões; educação, R$ 318 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 3.704.846.850,43.

Belo Horizonte — Agência Pública: estádio, R$ 400 milhões; educação, R$ 238 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 3.899.667.322,06.

Curitiba — Agência Pública: estádio: R$ 234 milhões; educação, R$ 99 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 3.072.364.856,71.

Natal — Agência Pública: estádio: R$ 396 milhões: educação, R$ 149 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 1.884.406.119,88.

Nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, a Agência Pública diz que os recursos transferidos para as obras dos dois estádios foram ligeiramente menores do que para a educação. A agência admitiu que Brasília não teve recursos federais na construção do estádio Mané Garrincha. Também nesses três casos, o MEC assegura que os recursos da educação divulgados pela agência estão incorretos:

Rio de Janeiro — Agência Pública: estádio, R$ 400 milhões; educação, R$ 1,6 bilhão. MEC: investimento em educação de R$ 6.397.395.967,99.

São Paulo — Agência Pública: estádio, R$ 400 milhões; educação, R$ 465 milhões. MEC: investimento em educação de R$ 7.543.877.698,13.

Brasília — Agência Pública: o estádio não recebeu recursos federais; educação, R$ 33 bilhões nos últimos quatro anos. MEC: investimento em educação de R$ 7.816.667.400,89 em 2013.

Ao volume de R$ 49,4 bilhões investidos pelo governo federal, no ano passado, para a educação nas 12 cidades-sedes da Copa do Mundo, ainda devem ser somados, em estimativa, R$ 7,3 bilhões no novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e R$ 2,06 bilhões no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Os números apresentados na reportagem não envolvem ainda orçamentos estaduais e municipais.

Assessoria de Comunicação Social


Matéria republicada com correções


 

 

Assunto(s): copa do mundo , investimento
X
Fim do conteúdo da página