Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC publica edital do processo seletivo para o segundo semestre de 2019
Início do conteúdo da página
Notícias

EAF de Alegrete abrirá curso de tecnólogo

  • Quarta-feira, 09 de março de 2005, 10h30

A Escola Agrotécnica Federal (EAF) de Alegrete, Rio Grande do Sul, é a mais nova instituição federal a oferecer curso superior de tecnologia no Brasil. Portaria assinada pelo ministro da Educação, Tarso Genro, autoriza a escola a abrir vestibular para o curso de tecnólogo em industrialização de produtos de origem animal. A primeira seleção, a ser feita em agosto, permitirá o ingresso no ensino superior a 35 alunos.

O curso, que equivale a uma graduação, terá seis semestres, na própria escola. Portanto, serão beneficiados jovens da cidade e da região. "Vai ser uma alavanca para toda a região, com o aumento da escolaridade dos nossos jovens e com a garantia da permanência deles na cidade", explicou a diretora da EAF, Carla Comerlatto. Ela aguarda autorização do MEC também para a abertura do curso superior de produção de grãos e sementes.

A EAF Alegrete completará, no dia 31 próximo, 51 anos de fundação. A Escola tem 1,2 mil alunos em cinco cursos técnicos - agropecuária, zootecnia, agricultura, agroindústria e informática -, além de outros 700 em cursos de formação inicial e continuada e cem no ensino médio.

Integração - A instituição oferece toda a infra-estrutura para o curso, com laboratórios de informática, de microbiologia e uma planta de processamento e beneficiamento de derivados de latícinios e de carnes. Com 46 técnicos administrativos e 32 professores, já planeja a adoção do ensino médio integrado ao técnico em 2006. Pretende, ainda tornar-se gestora do projeto Escola de Fábrica na região. A EAF foi uma das 80 entidades a se credenciar no programa em janeiro deste ano.

O curso de tecnólogo em industrialização de produtos de origem animal atenderá à necessidade de mão-de-obra qualificada do mercado regional. O carro-chefe da economia em Alegrete é a produção de cereais (arroz e soja), a pecuária de corte e a ovinocultura.

Leandro Marshall

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página