Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Empresas juniores de universidades terão papel de destaque no Future-se
Início do conteúdo da página
Notícias

Acesso à educação é tema de conferência em Santa Catarina

  • Terça-feira, 05 de abril de 2005, 07h07

As desigualdades no acesso à educação enfrentadas por parcelas da população no Brasil serão debatidas na conferência de abertura do colóquio "Ensino Médio, História e Cidadania", amanhã, 6, e na quinta, 7, na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

A programação será aberta às 9h30 pela professora Nadir Zago, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ela tem se dedicado aos estudos da história da educação, linha de pesquisa que ganha cada vez mais adeptos no país.

Nos dois dias do evento, serão divulgados alguns desses estudos, desenvolvidos na Udesc por meio do projeto de pesquisa Ensino Secundário em Santa Catarina entre as Décadas de 1930 e 1950: Redes e Culturas Escolares. O colóquio tem o apoio do curso de mestrado em educação e cultura da Fundação Instituto de Extensão e Pesquisas Educacionais (Fiepe) e do Laboratório de Geoprocessamento (GeoLab).

O objetivo do encontro é analisar as redes e culturas escolares do ensino médio, que historicamente privilegiam as elites e excluem grupos sociais desfavorecidos, mulheres, afrodescendentes e indígenas. Desta forma, pretende contribuir, por meio do debate da democratização da educação formal, para a construção da cidadania.

Foram inscritos 33 trabalhos, desenvolvidos em Santa Catarina e em outros estados. A conferência de encerramento, às 19h de quinta-feira, caberá à professora Mírian Jorge Warde, da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, estudiosa do ensino médio e da americanização do ensino nas escolas brasileiras.

Lançamento - Na quarta-feira, às 20h, serão lançados livros de pesquisadores e de grupos de pesquisas participantes do colóquio. Está previsto o relançamento de A Fabricação Escolar das Elites - o Ginásio Catarinense na Primeira República, do professor Norberto Dallabrida.

Um dos principais nomes do estudo em história da educação em Santa Catarina, Dallabrida pesquisou o estabelecimento do ginásio (atual Colégio Catarinense) durante o período de modernização de Florianópolis, nas primeiras décadas da República.

Mais informações no endereço eletrônico do colóquio ou pelo telefone (48) 222-9168. (Assessoria de Comunicação Social do MEC)

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página