Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Brasil atinge segunda melhor marca de impacto científico em 30 anos
Início do conteúdo da página
Notícias

MEC adota novos critérios para abertura de cursos de pós-graduação

  • Sexta-feira, 15 de abril de 2005, 13h51

Foto: Julio Cesar PaesA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) divulgou nesta sexta, 15, em Brasília, o formato do Aplicativo para Propostas de Cursos Novos (APCN) que tem como prioridade a agilidade na verificação dos pedidos.

Segundo o presidente da Capes, Jorge Guimarães, há mudanças essenciais de formato e na foma de análise, que irão significar ganhos de conteúdo e qualidade na avaliação das propostas. "A facilitação e a simplicidade são a grande novidade no sistema de avaliação", observa.

O novo modelo apresenta uma disposição mais simplificada e acessível ao usuário. Uma das melhorias é a consolidação do currículo dos professores, pesquisadores, mestres e doutores que irão compor o corpo docente.

Para as análises serão utilizadas três planilhas, que tratam da qualificação dos professores, a experiência da instituição e a produção acadêmica. O novo aplicativo possui perguntas básicas: quem somos, o que somos e o que fazemos ou vamos fazer com os alunos? O que permite uma melhor visualização das informações por parte da banca examinadora.

Jorge Guimarães revelou ainda que, em breve, o MEC irá colocar à disposição das instituições um aplicativo específico para os cursos de mestrado profissional. "Dado o fato de que o perfil desses profissionais não é exclusivamente acadêmico, haverá planilhas adequadas às suas peculiaridades", informa.

Propostas - O aplicativo está disponível na página eletrônica da Capes. As pró-reitorias das instituições de ensino superior podem apresentar as propostas de cursos novos de mestrado e de doutorado no país. Os coordenadores dos projetos têm 45 dias a partir desta sexta, 15, para preencherem o APCN.

No ano passado, foram encaminhados 442 pedidos de abertura de novos cursos à Capes. Em 2003, foram 440 e, em 2002, 380 propostas inscritas. Nos últimos três anos foi aprovada a criação de 582 novos cursos.

Repórter: Sandro Santos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página