Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias
Início do conteúdo da página
Notícias

Rede de professores privilegia educação matemática na UFRJ

  • Sexta-feira, 15 de abril de 2005, 15h03

A educação matemática foi escolhida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, (UFRJ) como disciplina prioritária dentro do programa Rede Nacional de Formação de Professores, do Ministério da Educação. O programa é voltado para a formação de professores da educação infantil e do ensino fundamental.

O coordenador do Laboratório de Pesquisa e Ensino de Matemática e Ciências (Limc) da UFRJ, Luiz Carlos Guimarães, explica que a disciplina de ciências, que também faz parte das ações contempladas pela rede na universidade, será oferecida no próximo ano. "Pudemos, em decorrência desta escolha, oferecer desde logo uma gama bastante ampla de cursos para a área de matemática. A partir do próximo ano, vamos oferecer também uma variedade de disciplinas dirigidas às diversas ciências", afirma Guimarães.

O objetivo do projeto é criar redes para a elaboração de material didático e de cursos presenciais, semipresenciais e a distância, por meio dos centros de pesquisa e desenvolvimento da educação. Cada um dos centros, disseminados em 20 universidades brasileiras, receberão do MEC R$ 500 mil, anualmente, durante quatro anos, para a viabilização do programa.

Entre os trabalhos do Limc, está um amplo projeto de reforma curricular no Rio de Janeiro, em todos os níveis de ensino a partir da 5ª série, inclusive a educação de jovens e adultos e o ensino normal, que incluiu todas os conteúdos disciplinares: "Este trabalho terá desdobramentos em 2005, por envolver em um processo de formação continuada grande parcela dos professores do estado. Os membros da equipe carioca vêm desenvolvendo uma ação significativa nos processos de avaliação de livros didáticos, atividade que fornece subsídios valiosos para o processo de desenvolvimento de nossos materiais de ensino", esclarece. O centro também já elaborou materiais como softwares para ensino de matemática e de ciências, os quais estão em processo de finalização e serão utilizados em cursos nos próximos meses.

"O MEC tomou uma iniciativa de importância fundamental para a educação brasileira, quando decidiu criar uma linha de fomento para o desenvolvimento de materiais de ensino e de cursos para professores no programa Rede Nacional de Formação de Professores", afirma o coordenador do projeto. 

Para Luiz Guimarães, a rede, cujas ações também visam cobrir todo o país por meio das parcerias e intercâmbios entre as universidades, tem uma característica profundamente distinta, mesmo no segmento que é o da formação continuada: "Anteriormente, faltavam ações que apontassem para o futuro. O programa da rede tem o potencial de provocar mudanças profundas na qualidade do ensino básico do país", disse o coordenador.

Segundo ele, o nível de qualidade confirmada ao longo do trabalho reflete o entusiasmo que foi despertado pela rede de formação de professores. A continuidade do trabalho realizado pelos centros será vista nos livros didáticos, nos currículos e no modo de ensinar e aprender matemática e ciências.

Repórter: Cristiano Bastos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página