Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Escola cria o dia D da Leitura
Início do conteúdo da página
Notícias

Rosa Strausz participa de encontro no estande do MEC na Bienal

  • Quarta-feira, 18 de maio de 2005, 11h15

A escritora Rosa Amanda Strausz participa do encontro de leitura Histórias de Todo Dia, hoje, dia 18, às 15h, no estande do Ministério da Educação na 12 a Bienal do Livro, no Rio. Rosa é autora de Mamãe Trouxe um Lobo para Casa, Um Nó na Cabeça e Alecrim, dentre outras obras de literatura infanto-juvenil. Seu livro Uólace e João Victor foi adotado pelo Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE) e distribuído às escolas de ensino fundamental.

Formada em jornalismo pela Escola de Comunicação Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rosa Strausz edita o portal, sobre literatura infantil. Ela ministra oficinas e palestras a professores e crianças e produz textos para jornais, publicidade, rádio, multimídia e internet.

A programação do MEC na Bienal tem chamado a atenção do público, principalmente de crianças e estudantes. Hoje, às 16h30, haverá a oficina de ilustração Desenhando Livros, com Graça Lima, e, às 19h, o encontro de leitura Um Olhar sobre Clarice Lispector, com Cláudia Nina. A paixão de Cláudia pela obra da escritora Clarice Lispector começou quando ela fez mestrado em teoria literária e escreveu a dissertação A Hora da Estrela. O livro A Palavra Usurpada é a edição brasileira da tese de doutorado da Cláudia sobre a literatura de Clarice, defendida em 2001 na Universidade de Utrecht, Holanda.

Música - Ontem, o cantor e compositor Carlinhos Vergueiro falou de poesia e música no estande do MEC. "A música agrega as pessoas. Elas se reúnem para tocar", destacou Vergueiro. Segundo ele, a escola deve prestigiar o esporte, a arte, a música, o teatro e outras formas de expressão. "Para escrever, é preciso ler. Escrever é importante até para os casos amorosos. Quem escreve bem leva vantagem."

Entre outras músicas, Carlinhos Vergueiro fez Por que Será, em parceria com Vinícius de Moraes e Toquinho (1977); Torresmo à Milanesa, com Adoniran Barbosa (1980); Nosso Bolero, com Chico Buarque (1986), e Dia Seguinte, com J. Petrolino (1978), gravada também por Beth Carvalho.

Qualidade na Educação Básica é o tema escolhido pelo MEC para o estande, que tem apresentações de vídeos da TV Escola da Secretaria de Educação a Distância (Seed/MEC). Mais informações na página eletrônica da bienal e pelos telefones (21) 2527-8088 e (61) 212-4181. A programação do Espaço da Leitura do MEC pode ser conferida na internet.

Repórter: Susan Faria

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página