Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Programa Rede Escola aborda premiação para os professores
Início do conteúdo da página
Notícias

Baianos comemoram o Dia da África

  • Terça-feira, 24 de maio de 2005, 11h55

A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC) estará representada em Salvador, amanhã, dia 25, quando se comemora o Dia da África. A Secad reúne os programas de diversidade étnico-racial do Ministério da Educação e coordena projetos inovadores de curso (Pics), cursos pré-vestibulares para alunos negros e o Conexão de Saberes, projeto destinado a aproximar a comunidade acadêmica das populares. O encontro será realizado das 9h às 12h, no salão nobre da Reitoria da Universidade Federal da Bahia.

Estarão presentes, além do titular da Secad, Ricardo Henriques, diretores da rede de ensino de Salvador, secretários municipais de educação da Região Metropolitana da capital baiana e representantes de escolas comunitárias. Ricardo Henriques falará sobre a Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que prevê a obrigatoriedade do ensino da cultura e da história afro-brasileiras nas escolas de ensino fundamental e médio.

Os participantes discutirão a necessidade de incorporação, na prática educacional brasileira, de iniciativas capazes de promover a cidadania, com base nas diretrizes curriculares nacionais para a educação nas relações étnico-raciais.

Estudo — Ricardo Henriques, pesquisador do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), revela, em estudo de sua autoria sobre diferenças educacionais entre negros e brancos, que dentre os 10% mais pobres do país, 70% são negros. Da população com mais de 15 anos, 8,3% são brancos e 19,8%, negros. A escolaridade média de brasileiros com mais de 25 anos é de 8,4 anos para brancos e 6,1 para os afrodescendentes. (Assessoria de Imprensa da Secad)

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página